Reparação

09/01/2009 at 06:30 93 comentários

Em uma tarde falsamente auspiciosa de um sábado pornograficamente ensolarado, Cruzeiro e Internacional enfrentam-se no Mineirão em partida que vale classificação para as semifinais do campeonato nacional de 2000.

O empate em 2 a 2 garante a vaga ao time gaúcho, pois a primeira partida, jogada no Beira-Rio em uma quarta-feira chuvosa e presenciada por 42 mil colorados, acabou empatada em um gol, ambos os tentos marcados por OSÉINHA DA BAHIA, então centroavante do Cruzeiro.

Após quatro gols, o jogo do Mineirão arrasta-se. Mas, aos 26 minutos da derradeira etapa, uma bola é lançada pelo lado direito do ataque cruzeirense e EDINHO tenta proteger a saída pela lateral. Ele RATEIA e a bola é roubada pelo SERELEPE Geovani. O cruzeirense ingressa livre na área, mas é surpreendido de forma violenta, por trás, por Edinho, que é expulso.

O cartão vermelho ao colorado gera uma pressão infernal do elenco estrelado, torna a trave o zagueiro mais efetivo do Internacional e consagra de vez o arqueiro HIRAN, que já havia fechado o gol contra o Atlético -PR nas quartas-de-final. O árbitro finaliza o jogo e o Internacional avança às semifinais da competição, para encarar o Vasco.

RÁ!

Não se engane, desavisado e descabelado leitor. Porque no lugar de Edinho jogava LEANDRO GUERREIRO, que usou seu físico de GRAVETO e sua desenvoltura de VOVÓ MAFALDA para proteger a bola, mas ela acabou nos pés de Geovani, que ingressou livre na área e tocou para Fábio “CAÇA OU CAÇADOR” Júnior. Ele concluiu como devia: emendou para as redes, fazendo os colorados abaixarem a cabeça e continuarem esperando. Esperando.

Tudo bem, admito que ser comparado a Leandro Guerreiro é uma louca vantagem para qualquer mamífero. Mas não sei se vocês já pararam para pensar que certamente DEZENAS de lances interrompidos bruscamente por Edinho poderiam acabar – portanto, como é o Inter, CERTAMENTE acabariam – nas redes vermelhas. E duvido que exista rubra alma que nunca tenha esmurrado os céus vendo o ETERNO camisa 5, – ou 8 ou 19 ou 23 – esmigalhando um armador adversário na intermediária.

Na história da civilização não se ergueu ao céus EMPREENDIMENTO tão sólido quanto a minha convicção de que o time multicampeão de 2006 só foi possível graças à presença de Edinho para calibrar a FERRADURA da meia-cancha e deixar outros mais LEVES e FACEIROS na armação. E olha que na fase final da Libertadores até umas enfiadas (ai, Dorinho) de bola ele acertou.

É claro que há colorados lunáticos que desdenham da importância de tão notório e CAVERNOSO volante. Mas até aí, tudo bem. Já vi colorados que não escalaram Falcão no Inter de todos os tempos. E gremistas que não dedicam importância tão grande a Portaluppi. E são-paulinos – aos BORBOTÕES – que vaiaram Kaká, o Ex-virgem. Não seria Edinho, um sanguíneo e dedicado OPERÁRIO, que escaparia do vulto sobranceiro da desconfiança ocasional, manifestada com fervor e disciplina religiosos pelos veículos da Província de São Rentería.

070607futinternacional_f_015

Como Edinho – ou seja, jogadores dementes, desmiolados, SIMPÁTICOS, que batem sem um fio de pudor e, mesmo assim, levantam taças e tornam-se MÁRTIRES – eu vi poucos no Inter. Isto não é bom nem ruim, apenas uma constatação. Houve Caçapava, o PAI DO EDINHO. Houve os que bateram, mas tinham qualidade. E os que bateram, mas não eram tão maloqueiros e não tiveram personalidade ou sorte de estar num time competente. Depois houve Edinho. E certamente eu dormiria mais tranqüilo se soubesse que algum dia ele terá sua importância devidamente reconhecida pelas HOSTES vermelhas.

Edinho é aquele tipo de jogador que, se num lance qualquer, numa fração de segundo, adivinhasse que faria um gol contra, quebraria a sua própria perna. E estes espécimes, assim como os matadores incondicionais e os goleiros drogados, deveriam ser preservados até o fim dos tempos no universo do futebol.

Portanto, mesmo que ele permaneça no Inter e continue nos fazendo corar de orgulho diante de tão desavergonhada VIRULÊNCIA na marcação, já me considero NOSTÁLGICO e profundamente grato por ter visto tamanho empenho em destruir qualquer coisa que se aproximasse a uma triangulação marota na defesa do Inter.

Esse é o meu guri (pega no meu Buarque).

Saudações,
Douglas Ceconello.

Entry filed under: Clubes, Colunas.

Top 10 humilhações do Palmeiras Top 10 humilhações da Seleção Brasileira

93 Comentários Add your own

  • 1. imenezes  |  09/01/2009 às 06:56

    Qual tua relação com a colisão do ônibus de ontem, no centro de porto alegre?

  • 2. guihoch  |  09/01/2009 às 07:27

    bom dia impedinautas

    finalmente dfias de calor em sampa

    até parece que são pedro estava de mau com sao pablo, pois o fim de ano foi tipico de outono esquecido, a tristeza do tempo nublado se juntava a falsa alegria de papai noel com roupa desbotada de candida mal lavada, agora sim, apos aquele temporal em bento gonçalves, para apagar as chamas da ressureição da fenix, pois seu fogo não pode continua, pois a fenix necessita de vidas para consumir em sua vida de gloria, libertadores, os trovoes do ‘START” foram mandados, o tempo de bento gonçalves representa oque nossos “inimigos’ TERÃO PELA FRENTE, COM SÃO PEDRO DO NOSSO LADO NEM SÃO PAULO FAZ MIULAGRE, lamente desde ja muricy, a unica coisa pra ti este ano e a compania para almoçar do arouca, pois nada tera em uma libertadores com a fenix gremista a todo poder, tenho dito e repito

    “NO MATA MATA AS BIBAS JAMAIS NOS MATARÂO”

    sempre gremista
    sempre guihoch

    VENHA LIBERTADORES POIS MEU CARNAVAL SERÁ OFUSCADO POR SUA BELEZA E ENCANTO.

    em tempo: off topic

  • 3. marlon  |  09/01/2009 às 07:30

    hfjlkashfajknsnflkanfcnalk

    bá, melhor texto dos últimos tempos. e aquela última foto é um primor.

    mas acho que o adorável maloqueiro fica. o LÉTCHI fez uma proposta INCONDIZENTE com a bravura, o brio e o cara-durismo chinelo do nosso camisa 8; só se ele for pro Palmeiras pra vir o UENDEL, o que eu acho brabo (K, Edu; 1993).

  • 4. guihoch  |  09/01/2009 às 07:38

    ha sim, OTIMO TEXTO CECCO, mas deveria estar averbado ao top dez do inter, não?

    qauntos morrerão no onibus?

  • 5. guihoch  |  09/01/2009 às 07:42

    http://flip.zerohora.com.br/flip/

    leia o coimbra, INCRÉU

  • 6. Flávio  |  09/01/2009 às 07:52

    Depois de Clemer e Edinho, aguardo os próximos textos de enaltecimento a outros heróis injustiçados da história recente colorada: Wellington Monteiro, Rubens Cardoso, Gustavo “Papa” e Ediglê.

  • 7. Álisson  |  09/01/2009 às 08:00

    Do caráleo o texto.

    Apesar deu achar que o Edinho é banco no Inter. Sempre preferi volantes que acertam passes, fica mais fácil sair jogando.

  • 8. Gabriel R.  |  09/01/2009 às 08:05

    Baita texto Douglas. Concordo um pouco contigo, mas nao muito…

  • 9. Gustavo  |  09/01/2009 às 08:19

    O Douglas sempre dá um jeito de fazer uma homenagem ao Edinho. Acho que já é a TERCEIRA que eu leio aqui no Impedimento.

  • 10. Milton Ribeiro  |  09/01/2009 às 08:21

    Douglas McEwan, é o seguinte. O tíitulo do excelente Reparação em inglês é Atonement, o que pode significar também expiação…

    Eu sou Edinho. Eu sou Edinho contra Leandro Guerreiro e quase todos os volantes. Mas não sou Edinho contra Clodoaldo e outros que fazem o que ele faz e ainda passam bem a bola.

    Hoje, sou Sandro, sem dúvida. Mas não venderia Edinho de modo algum. Vender o Édimo por 2 milhões de euros é piada. Eu, tu e o Vandeca sabemos que vale muito mais.

    Um time pode se formar tendo por base alguns bons jogadores, mas também por ter segurança defensiva. E isso o Edinho nos dá. Eu, tu e o Vandeca sabemos.

    Abraço.

  • 11. Luís Felipe  |  09/01/2009 às 08:36

    muito engraçado o texto, reconheço que Edinho teve sua importância (confiar a cabeça-de-área a FABINHO em 2006 teria sido bastante temerário) mas chega, né? Já ganhou o que tinha que ganhar, deu as porradas que tinha que dar, não tem mais história para construir no Inter.

    por isso, fiquei chateado quando vi que o Píffero recusou a proposta do Leite italiano por ele. Ele não merece mais vaias e mais banco de reservas. Não merecerá ser dispensado por telefone, como foi Dinho no Grêmio – como o Inter já encontrou dois volantes jovens e melhores tecnicamente que ele (Sandro e Danny) é possível que isso aconteça.

  • 12. fino  |  09/01/2009 às 08:52

    O que eu acho engraçado do Edinho é que ele é completamente estabanado, não bate com a convicção dos marginais que fazem cara de mau (Dinho, Sandro Goiano, Mancuso, Gattuso, Junior Baiano).

    O que são aqueles lances do último vídeo, contra Vasco e Grêmio que ele sai patrolando feito uma roçadeira? Tipo, 13 faltas no mesmo lance uisdauhfsdauh… mas todas “de leve”.

    E não há lance em que ele não faça cara de desentendido depois que o juiz apita, mas com muito mais charme que os outros jogadores sdfkasdfjkasdf…

    Edinho eterno

  • 13. Paul  |  09/01/2009 às 08:57

    Aí está a genialidade do cara: não faz cara de mal, assim não ganha a FAMA de mau.
    Pode descer muito mais o SARRAFO.

  • 14. Carlos  |  09/01/2009 às 08:59

    “Não merecerá ser dispensado por telefone, como foi Dinho no Grêmio”

    LF SEMPRE dando um jeito de largar uma flautinha “di grátis”.

  • 15. Gabriel R.  |  09/01/2009 às 09:09

    bah, eu sei q merecerá um topico no futuro MAS se o inter colocar o nome e o ano da fundação no escudo vai ficar muito feio! Pelamordedeus parem de fuçar na porra do escudo!

  • 16. Luís Felipe  |  09/01/2009 às 09:13

    Carlos, depois eu sou o patrulheiro.

    o Dinho, lá pelas tantas, não servia mais. Foi desconsiderado, apesar de todo o amor que ele ainda tem pelo Grêmio, apesar da história que ele ajudou a construir. Acho que se o Edinho continuar no Inter, vai definhar até que ninguém sinta a falta dele e mandem embora por telefone.

  • 17. marlon  |  09/01/2009 às 09:14

    é todo um estilo de jogo que Edinho (> Dinho) desenvolveu: açoitar o adversário com JOELHAÇOS (DE BAGÉ, Analista) e depois fazer aquela cara de MOCORONGO (MÃE, Minha) pro juiz.

    FICA EDINHO!

  • 18. fino  |  09/01/2009 às 09:19

    Eu tenho lá minhas restrições a essa vangloriação de jogador que desce a lenha…

    numa comparação tosca eu diria que o Dinho sim merece todas honrarias sempre que pisar na Azenha: batia muito mas jogava muito também, passe preciso, lançamentos e até uns golzinhos…

    Já o Sandro Goiano é uma pagação de pau dos diabos e a única coisa que sabia fazer era dar porrada e mesmo assim ainda tenho que ouvir neguinho dizendo que o Grêmio deveria trazê-lo pra Libertadores esse ano. (Pra dar voadora na boca do adversário na final? Não obrigado.)

    E a comparação tosca é a seguinte:

    Dinho = Guiñazu
    Goiano = Edinho

    sdafjksdjkafsdfjajhsdfa

    podem achincalhar, to nem aí, to nem aí…

  • 19. Luís Felipe  |  09/01/2009 às 09:19

    aliás, eu vi não lembro onde que o Fernandão disse para um torcedor, que encontrou ele no aeroporto de Paris, que o Iarley assinaria com o Grêmio só pela mágoa da dispensa ano passado. Só que não acertaram salários.

    se o Inter tivesse a sensibilidade de aceitar uma proposta do América-MEX que apareceu no início do ano, nunca aquela situação patética aconteceria. É o futuro do Edinho.

  • 20. Juliano  |  09/01/2009 às 09:25

    # 7. Álisson

    O Edinho pega banco até no Esporte Clube Sul América de Canoas. Isso, claro, se o Raimundinho não jogar.
    O volante mais ORDINÁRIO do Sul do brasil.

  • 21. marlon  |  09/01/2009 às 09:26

    bá fino, comparação mais maconha essa. o guiña raramente bate, chega sempre na CATEGA.

  • 22. Daniel Cassol  |  09/01/2009 às 09:33

    “O volante mais ORDINÁRIO do Sul do brasil.”

    Bah, mais que rancor no coração.

    Para mim, os torcedores do Internacional são divididos em 3 grupos de acordo com o Edinho.

    1) Os corneteiros ferrenhos, que não reconhecem os serviços prestados pelo volante e desejam que ele estivesse preso neste momento.

    2) Os ponderados, que vêem limitações técnicas do Edinho, mas gostam dele por causa dos serviços prestados e pela sua identificação com o clube.

    3) Os VERDADEIROS, que amam Edinho incondicionalmente e não compreendem como uma viva’lma possa pensar o contrário.

    Eu estou no grupo 3.

  • 23. Anônimo  |  09/01/2009 às 09:35

    ainda tenho que ouvir neguinho dizendo que o Grêmio deveria trazê-lo pra Libertadores esse ano. (Pra dar voadora na boca do adversário na final? Não obrigado.)

    e pra dar passe (assistência) de três dedos?

    http://br.youtube.com/watch?v=bWGJNjmzHlc

  • 24. Ismael  |  09/01/2009 às 09:35

    #19

    É a mágoa mais burra que já vi… alimenta o ódio de uma torcida que NUNCA o vaiou sem atingir o PÍFIO, que tá nem aí pro desfile!

    Parece que quanto mais experiente. mais cego fica! Queria ele até com uma perna no Inter, mas essa me caiu os butiá do bolso…

  • 25. fino  |  09/01/2009 às 09:37

    ah não, to loco então… se o guiñazu não bate então eu sou o rui biriva…

    o lance é que o guiñazu SABE bater, então raramente leva vermelho por isso.

    quando foi expulso no primeiro tempo contra o estudiantes, ele não tava tomando chá com bolacha… (ns)

  • 26. Anônimo  |  09/01/2009 às 09:37

    ainda tenho que ouvir neguinho dizendo que o Grêmio deveria trazê-lo pra Libertadores esse ano. (Pra dar voadora na boca do adversário na final? Não obrigado.)

    e pra dar passe (assistência) de três dedos???

    http://br.youtube.com/watch?v=bWGJNjmzHlc

  • 27. fino  |  09/01/2009 às 09:39

    Identifique-se, canalha sajkfdjksdfa

  • 28. marlon  |  09/01/2009 às 09:45

    #25

    pô, ele deu só uma ACARCADINHA em La Brujita e o castelhano se fez mais do que anchietana no Cord (ns).

  • 29. Camilo  |  09/01/2009 às 09:46

    Legenda para a foto:

    “‘Fulano de Tal’, do “Time Tal”, usando uma gravata, presente de Edinho”

    ahdgçasklç

  • 30. Ismael  |  09/01/2009 às 09:46

    Bah, fino… a expulsão contra o Estudiantes foi muito, mas MUITO injusta! Se desse pra somar as duas faltas, daí sim cabia o amarelo!

    Sobre o Edinho, fico no grupo 2 das chapas Cassolistas. Durante algum tempo ouvia e repetia no estádio que ele parece o BOI BANDIDO! Acho afudê, mas prefiro alguém que passe melhor a bola.

  • 31. Ismael  |  09/01/2009 às 09:48

    #29. Camilo | 09/01/2009 at 09:46

    Legenda para a foto:

    “‘Fulano de Tal’, do “Time Tal”, usando uma gravata, presente de Edinho”

    ahdgçasklç

    ushuaiaedinhoblacktie

  • 32. marlon  |  09/01/2009 às 09:51

    detalhe: o castelhano/mexicano (?) da foto tá de LUVINHA.

  • 33. fino  |  09/01/2009 às 09:52

    e sobre “a trivela” do Sandro Goiano, se for pra pegar LANCES DE EXCEÇÃO, dá vontade de linkar aquela bucha que o Edinho fez ano passado do meio da rua e dizer “ó, viram como ele chuta bem, jogador completo!”

    o negócio é confiança e regularidade. E nem Edinho, nem Sandro Goiano tem isso. Nem o Clemer sdfjasdfajhsdfajklsda

  • 34. Carlos  |  09/01/2009 às 10:03

    O fino é meu ídolo…acha um matione uma merda e tb não gosta do S. Goiano…

    Qdo aquele filho da puta deu aquela “voadeira” na final, quase que eu desci daquela arquibancada podre da bombonera pra dar um tiro naquele miserável.

    Jogador burro e ruim, deuzolivre.

    Qto ao Guinazu não bater….tá, boa piada. Mas ele SABE bater, o q é bem diferente.

  • 35. marlon  |  09/01/2009 às 10:06

    e o fino gritava no ctg: Gisele bündchen,cadê você? hsbjkdhbaJS

  • 36. fino  |  09/01/2009 às 10:06

    Carlos na volância, djá.

  • 37. Carlos  |  09/01/2009 às 10:08

    Tá, fino.

    Chega senão vão pensar que é viadagem esse negócio.
    Sai pra lá.

    asçldkasçldkçsadkçlasdkçl

  • 38. Marimon  |  09/01/2009 às 10:08

    Deu de Edinho… tchau e benção.

    Mas o texto tá muito bom. Quase fiquei com saudades do brucutú, quase.

  • 39. Anônimo  |  09/01/2009 às 10:08

    Ora, a expulsao dele na Bombonera também foi LANCE DE EXCEÇÃO.

  • 40. Dario  |  09/01/2009 às 10:09

    Olha, eu sou um admirador do Edinho de 2006 e 2007, mas em 2008 o desempenho dele foi simplesmente sofrível. Gosto da força do futebol dele e do estilo patrola, mas ele precisaria melhorar MUITO os passes. Nem falo de passes de longa distância, que ele acerta um em cada cem, mas de curta distância. Edinho erra passes de 3 metros.

    Não gosto do dito “futebol arte”, prefiro o estilo Guiñazú e Sorondo. Defendo até a morte que o Internacional tenha um zagueiro bandido como o Passarela, mas que também saiba pelo menos passar a bola a curta distância. O que não foi bem o caso do Edinho em 2008.

    Acho que caras como o Clemer, Edinho e Gabiru merecem um busto ou estátua no pátio do Beira-Rio e que sejam tratados eternamente como ídolos e sejam respeitados por isso. Mas por favor, que não joguem mais. Ter o Clemer no Beira-Rio significa ter que por ele prá jogar e assistir as patuscadas em 2008, ou ainda ver o Abelão colocar o Gabiru e Michel (esse não merece nem estátua e nem figurinha em álbum) contra o Velez em 2007, que nos custou um dos maiores fiascos em Liberatadores da história do Inter.

  • 41. Carlos  |  09/01/2009 às 10:11

    #39

    O cara dar uma voadora no meio do campo, na Bombonera, primeiro tempo, numa final de Liber contra o Boca não pode ser tratado como lance de exceção.

    É burrice. E burrice não tem jeito.

  • 42. fino  |  09/01/2009 às 10:19

    Anonymus, tu tem vergonha de sair em defesa do Sandro Goiano? Se não tem, podia te identificar pelo menos…

    Sandro Goiano, no máximo, para o banco de reservas. Que bom que ele é gremista de coração, raçudo e identificado com o clube. Mas se pra ser titular precisa só isso, sei lá, botem o Peninha pra fazer dupla de ataque com o Alex Mineiro então…

  • 43. Robson  |  09/01/2009 às 10:19

    Edinho, Sandro Goiano… Mesma merda, jogadores limitados e burros que não sabem nem bater discretamente.
    A sorte do Edinho é que ele está em um grupo bom, a ruindade dele não aparece tanto, mas quando o bicho pegar o primeiro a ser queimado vai ser o Edinho, pode anotar.
    Guinazu é um bom exemplo de cara que sabe bater e jogar. Ótimo jogador.

  • 44. Sanchotene  |  09/01/2009 às 10:19

    Só um detalhe.

    O lance comentado não tem nada a ver com a defesa do Edinho que vem a seguir.

    Afinal, o Leandro tinha o controle da bola; e a apologia trata da capacidade do Edinho em interromper ataques e contra-ataques adversários.

  • 45. Flávio  |  09/01/2009 às 10:22

    O Dinho era da estirpe dos que baixavam a ripa mas sabiam jogar, como Dunga e Simeone. Edinho é um Aírton Caixão com grife, da categoria dos puramente toscos, gente como Otacílio (Grêmio-97), Gilmar Fubá, Nasa, Anderson Papoula e Ademir Kaefer. O que não se significa que esse tipo de jogador eventualmente não possa ser útil, mas nunca objeto de devoção. No caso específico do Inter atual, com Sandro pedindo passagem, mais Magrão, Guiñazú e Danny Morais, a permanência do Edinho não se justifica. Periga virar um estorvo como o Clemer dos últimos dois anos.

  • 46. Sanchotene  |  09/01/2009 às 10:27

    Uma proposta de R$6.000.000,00 pelo Edinho é para ser aceita, com o Inter pagando o frete e o embrulho para presente. O problema é que nunca existiu…

  • 47. gilson  |  09/01/2009 às 10:28

    No Fluminense tem o Marcão, ídolo incontestável, que se sobressaiu pela força, mas que não tem um pingo de categoria. Dá uma certa nostalgia da identificação do cara com a camisa, mas se fosse no mundo ideal, nunca ia querer esse cara no time. Um time que deseja ser vitorioso tem que ter volantes que possam contribuir pro jogo ofensivo da equipe. Posso estar enganado, mas é um ranço brasileiro esse negócio de volante especializado. Tenho certeza que nossos times (e nossa seleção) ganharia muito se nossos primeiros volantes (e em muitos times o segundo volante tb) fossem melhores em fundamentos básicos do futebol como domínio de bola e passe (pelo menos de curta distância).

  • 48. Luís Felipe  |  09/01/2009 às 10:30

    só para incitar a polêmica: o Felipe Mattione era titular no Inter com um pé amarrado na orelha.

  • 49. Luís Felipe  |  09/01/2009 às 10:31

    era = seria

    maldita reforma ortográfica (ns)

  • 50. Gustavo  |  09/01/2009 às 10:31

    Também gosto(ava) do Mattioni.

  • 51. Flávio  |  09/01/2009 às 10:34

    É mais um ranço gaúcho mesmo. Há volantes que jogam na 1ª função do meio-de-campo que aliam capacidade de marcação com bom passe e/ou mobilidade: Mauro Silva, César Sampaio, Gilberto Silva, Dinho, Fernando (Inter 96-97).
    Mas aqui, além da capacidade de marcação, a tosquice é um requisito obrigatório para o cara jogar na cabeça de área.

  • 52. Flávio  |  09/01/2009 às 10:38

    [48] Jogava. Falando nisso, será que o Inter não está considerando a possibilidade de contratar um lateral-direito? A menos que Tite e a Direção ainda tenham esperança de que Ângelo ou Bustos vinguem, já que o Bolívar fica fazendo doce para jogar ali.

  • 53. Negrotcho  |  09/01/2009 às 10:38

    Texto muito bom e a devida reparação feita!

    EDINHO ETERNO!!!

  • 54. fino  |  09/01/2009 às 10:39

    Da série Especulação – capítulo XXIII

    Meu primo veio me dizer que ouviu ontem na Gaúcha que França (ex-SPFC) está se desligando do seu clube atual e foi sondado pelo Grêmio.

    Alguém ouviu falar disso?

  • 55. Froner  |  09/01/2009 às 10:42

    Isso é exatamente o que penso em relação ao Edimus Warrior.

  • 56. Eduardo De Nardi  |  09/01/2009 às 10:47

    O Andrezinho foi dispensado? Ou permanece?
    ABS

  • 57. Deluca  |  09/01/2009 às 10:48

    Ângelo já foi pro Náutico.

  • 58. mardruck  |  09/01/2009 às 10:54

    54. fino

    Não. Mas se acontecesse seria do caralho. Pelo menos um tempo atrás o FRANÇOALDO jogava muito.

  • 59. Juliano  |  09/01/2009 às 11:05

    # 22. Daniel Cassol
    Aê cassol… Ordinário é o Raimundinho que divide a mulher com toda a zaga do Sul América…hahaha

  • 60. guihoch (falso)  |  09/01/2009 às 11:24

    falou gente, perdi, me rastrearão federal na minha porta em dois minutos, adeu ss eles s abin de tudo.

  • 61. Filipe Gonçalves  |  09/01/2009 às 11:26

    EDINHO GUERREIRO.

    Lembro de um dos primeiros jogos dele com a camisa do Internacional. Foi no Interior paulista, não me lembro o time, lá por volta de 2002, 2003. Ponte Preta, talvez. Chamou-me a atenção desde então.

    ÉDIMO ETERNO.

  • 62. guihoch (VERDADEIHOCH)  |  09/01/2009 às 11:46

    BAH, estou precisando de um pouco de emoção, aqui em sampa ta muito parado, não morre nem um a cada duas horas, preciso passear de chevette em alvorada.

    ushuaiaindoportoalegresemanaquevemreceberpendenciajudicialgranaestourarabocadobalcãonafarraanoiteasemanaintera.

  • 63. Francisco Luz  |  09/01/2009 às 12:26

    Dos que o Cassol citou, sou do grupo 2. Defendi muito o Edinho depois que ele começou a USAR DOPING (ns) após o gauchão de 2006 – antes disso, criticava-o, pois era muito ruim e fez o Inter perder um jogo imperdível para o Juventude no Zveitão.

    Em 2007, ele foi DECENTE, mas no ano passado não dá. O cara jogou simplesmente MUITO MAL.

    O time do Douglas ia ter Clemer, Edinho, Gabiru e o Abel de treinador. E ele quer cornetear quem reclama disso, sadghgsd.

  • 64. Milton Ribeiro  |  09/01/2009 às 13:04

    O Cassol é um radical curioso, diferente. Ele adora MOSTRAR-SE RADICAL.

    Acho que não fico em nenhum dos grupos. Gosto do Édimo quando ele está bem. E detesto quando ele MATA DOIS LEÕES para desarmar o adversário e… devolve a bola para ele.

    Bah!

  • 65. Arbo  |  09/01/2009 às 13:43

    como assim, Milton? a maioria dos radicais perde mais tempo querendo mostrar ser radical do q RADICALIZANDO!

    eu não fico em nenhum dos grupos pq sou gremista. mas a opinião q tenho é parecida com aquela sobre o clemer, mas com mais condescendência, aproximando-se do grupo 2 de vcs aí.

    dinho >>>>>>>>>>>>> edinho

  • 66. fino  |  09/01/2009 às 13:57

    O arbo é genial…

    Tudo que o edinho precisa pra jogar bola é se desfazer de uma vogal inútil

    kkkkkkkkkkkkkk

  • 67. Prestes  |  09/01/2009 às 14:08

    Nas categorias ali do Cassol, eu tô no grupo 2.

    É raríssimo nos últimos anos tu ver o time entrar em campo sem o Edinho e tu te sentir seguro. Ele mesmo tendo pouca qualidade, não costuma pifarolar na zona do agrião, nunca entrega a bola pro adversário onde não pode. Mas onde pode entrega toda hora, trava o jogo do Inter.

    O Edinho só pode jogar em um esquema como o atual do Inter, com ele fincado e dois abertos à sua frente. Se ele joga ao lado de um volante, o lado dele não sai jogo. Acho que a direção, e o próprio Edinho, sabem o que muitos relataram aqui: que é preciso evitar o OCASO do Edinho, por que se ele ficar, logo vai ter gente pedindo Sandro.

    Sobre o Sandro Goiano, acho que tanto ele na Liber, quanto o Guina, na final, não foram burros. Acontece que o Riquelme e o Verón são MAIS MALANDROS. E têm muita influência sobre os árbitros na América do Sul. Os caras pagam muito pau para os grandes jogadores argentinos.

    E também discordo que o Sandro não saiba jogar. Não era um daqueles volantes móveis que tem chegada boa à frente, mas batia bem na bola, saía muito bem pro jogo.

  • 68. Arbo  |  09/01/2009 às 14:09

    isso aí, fino. o edinho é um dinho com reforma ortográfica (ns)

  • 69. Prestes  |  09/01/2009 às 14:11

    “Só um detalhe.

    O lance comentado não tem nada a ver com a defesa do Edinho que vem a seguir.

    Afinal, o Leandro tinha o controle da bola; e a apologia trata da capacidade do Edinho em interromper ataques e contra-ataques adversários.”

    Sancho, mas na suposição do Douglas o Edinho também não consegue controlar a bola. Depois ele dá uma tesoura no cara, que é a virtude defendida no texto.

  • 70. Montanha  |  09/01/2009 às 14:12

    O Edinho é um bom volante, mas muito limitado. Desarma bem, mas erra passes de 3 metros (salvo a atuação dele na final da Libertadores no Morumbi). É notável a ausência de fundamentos básicos. Agora, o que me incomoda mesmo é quando ele dá dois passinhos pra trás antes de chutar a bola, girando o corpo com a desenvoltura do C3PO (vide Starwars). Não viso desmerecer o cara. Só acho que o Inter poderia ter um volante à sua altura.

  • 71. Arbo  |  09/01/2009 às 14:14

    concordo só com a segunda parte sobre o Sandro Goiano, Prestes. Não há como negar q ele, se não é, pelos menos foi MUITO BURRO naquela final, entre outros jogos. Se perdemos daquele jeito, muito foi por culpa dele. E é verdade que chegamos até lá muito por ajuda dele tbm. Enfim, sabemos das limitações daquele time surpreendentemente vice-campeão. Tô com o Fino, no máximo um reserva no Grêmio.

  • 72. Prestes  |  09/01/2009 às 14:17

    Reserva só se o tal do Diogo aprovar. É uma aposta.

  • 73. Arbo  |  09/01/2009 às 14:20

    estou falando IDEALMENTE reserva, Prestes. (Na verdade BEM idealmente nem reserva ele seria, é claro). Em 2007 eu queria ele de titular, dadas as circunstâncias.

    tô com medo de tcheco e souza pra essa liber… esses pipoqueiros

  • 74. Ernesto  |  09/01/2009 às 14:21

    Edinho joga bem em decisões. Não treme, como outras “estrelinhas coloradas”

  • 75. Prestes  |  09/01/2009 às 14:25

    Ah, bom, mas é bom ressaltar que, com a saída do Carioca, acho q o Sandro pegava titularidade atualmente.

  • 76. Junior  |  09/01/2009 às 14:29

    Concordo integralmente com o Fino no #18 e com o Flávio no # 45.
    O Inter já tomou alguns graças às faltas desnecessárias do Edinho. Volante não precisa “quebrar” a bola e errar passe e dois metros para marcar bem. Dinho, Dunga, Guinazu, R. Carioca, Magrão, entre outros, marcam e sabem jogar futebol. O Francisco Luz lembrou muito bem, em 2005, os volantes eram Gavillan e Perdigão. Sempre que o Muricy deixava o Perdigão no banco para o Edinho jogar, o Inter perdia. Permitam-me uma provocação: Edinho e Clemer são os jogadores mais sortudos da Era Beira-Rio, tiveram a sorte de jogar em um time vencedor, mesmo com baixíssima qualidade.

  • 77. Junior  |  09/01/2009 às 14:29

    * O Inter já tomou alguns gols …

  • 78. Presidente do BNDES  |  09/01/2009 às 14:33

    Junior serás agraciado com 2 milhões de reais do Fundo Fomento à Discussão Homérica.

  • 79. Luís Felipe  |  09/01/2009 às 14:37

    cara, sobre as faltas desnecessárias do Edinho, por incrível que pareça, eu credito isso à falta do Paulo Paixão.

    quando o Paixão estava aí, o Edinho voava em campo. Ele errava o bote e quase sempre conseguia a recuperação na bola. Quando o Inter começou a pecar na preparação física, ele não recuperava mais – como faltava qualidade no posicionamento, ele cometia a falta.

  • 80. Sanchotene  |  09/01/2009 às 14:45

    Re 69:

    Entendi. O lance está aqui:

    http://br.youtube.com/watch?v=VnOXg2ZRMbc

  • 81. Arbo  |  09/01/2009 às 14:46

    tem coisas.
    q só o Luís Felipe diz pra vc.

    (não é crítica, LF)

  • 82. Luciano Pill  |  09/01/2009 às 15:00

    Não concordava tanto com um texto sobre o Inter desde que foi publicado uma homenagem ao Abel na primeira saída dele do Inter pós Mundial.

  • 83. Juliano R. da Silva  |  09/01/2009 às 15:27

    Já estou conformado com a permanência do EDINHO no Colorado até 2020.

  • 84. Junior  |  09/01/2009 às 15:49

    Off-topic: entrem no blog do Idelber: http://www.idelberavelar.com/
    leiam o tópico “Uma mulher de dignidade infinita” e depois assistam ao vídeo. O ano está no começo, mas difiicilmente acho que existirá uma imagem mais forte e marcante em 2009 do que a atitude dessa mulher desconhecida.

  • 85. col  |  09/01/2009 às 15:56

    O universo colorado seria bem melhor sem o Edinho.

  • 86. mardruck  |  09/01/2009 às 16:10

    Comparar Sandro Goiano com Rafael Carioca, além de falha grave de caráter (afinal é comparar uma geladeira com um jogador, respectivamente), tem um grande erro. Sandro é segundo volante.

  • 87. Montanha  |  09/01/2009 às 16:27

    O que não entendo é o fato de passar uns sete técnicos pelo colorado e a escalação do time invariavelmente sempre ter sido Edinho + 10.

    Até boato já ouvi de que o Fernando Carvalho é dono de boa parte do passe dele e, enquanto ele não fosse vendido, seria titular vitalício. Bueno, isso é boato. Nem eu parei para acreditar muito. Mas é no mínimo curioso isso.

  • 88. Fernando Cesarotti  |  09/01/2009 às 16:36

    Dá licença de entrar na discussão só pra um comentário besta: não lembrava que OSEINHA DA BAHIA tinha feito outro gol contra. Especialidade da casa, suponho.

  • 89. col  |  09/01/2009 às 16:42

    # 87

    SE lembra o clima no vestiario quando o Tite colocou o Edinho no banco?

  • 90. col  |  09/01/2009 às 16:43

    Voce lembra.

  • 91. Montanha  |  09/01/2009 às 17:42

    # 90

    Cara, não me lembro especificamente desse episódio. Sei que o vestiário do Inter teve um ano bem atribulado em 2008. Após a eliminação na Copa do Brasil, a saída do Iarley e, logo em seguida, a do Fernandão não foram à toa. Isso me leva a concluir que o grupo devia estar cheio de panelinhas para poucos privilegiados. Tudo sob a batuta de Abel, o Conivente.

    Ouvi dizer que quando Tite chegou ficou apavorado com o grupo que só treinava à tarde. Pelo andar da carroça, não ficaria espantado se os jogadores reivindicassem licenças-prêmio como funcináris de repartição pública.

  • 92. douglasceconello  |  09/01/2009 às 17:58

    Vocês todos são vítimas da CONSPIRAÇÃO que regularmente difama a HONRA do Edinho aqui no Rio Grande do Sul.

    Apenas os admiradores de Edinho foram abençoados pela LUCIDEZ.

    huashsuahsuausahus

  • 93. Roger  |  12/01/2009 às 21:06

    Um perna de pau que deu a sorte de jogar em um grande clube bem na época em que este grande clube montou um de seus times mais vitoriosos.

    Aquele time de 2006 seria campeão até mesmo com… com…, com o COCITO no lugar dele…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: