Que saudade dos 18

21/10/2008 at 16:22 25 comentários

Uma das atividades que mais me tomavam tempo nos primeiros meses de Porto Alegre era jogar sinuca e conversar fiado no pátio da faculdade. Cuspir, como diz a malandragem. E entre tantos projetos que ali eram planejados para jamais serem executados, estava o de recorrer o Uruguai para jogar profissionalmente em algum time de futebol.

A idéia, minha e do Antenor, se baseava antes num estudo sócio-histórico sobre o país vizinho. Com a diáspora de jovens para buscar emprego em outros países, provavelmente faltariam revelações nos clubes locais. Com a concorrência diminuída, não seria difícil sermos aceitos – nem que fosse para reserva de lateral direito ou segundo volante.

Um outro colega chegou a mandar e-mails para times dos Estados Unidos, exaltando suas qualidades de centroavante e pedindo uma oportunidade. Hoje, atua com extrema competência num órgão público federal.

Lembro destes causos do remoto século passado porque chegou ao nosso e-mail uma proposta convidativa: o Guarany Futebol Clube, de Bagé, está selecionando, por DVD, jogadores para a temporada 2009.

“O alvirrubro está começando a contratação de jogadores para a temporada 2009 e toda avaliação é pertinente. A avaliação de muitos atletas fica difícil devido à distância que impossibilita os dirigentes de estarem em muito jogos do estado e praticamente nenhum fora”, explica a nota da competente assessoria de imprensa do Guarany, responsável pelo melhor site de clubes do interior gaúcho.

Os vídeos devem ser enviados para a famosa rua Conde de Porto Alegre, 46, CEP 96400-281, Bagé (RS), aos cuidados de “Guarany Futebol Clube”. Devem constar o nome do atleta, data e local de nascimento, peso, altura, posição preferencial e telefone para contato.

Se eu tivesse 18 anos, cogitaria enviar um DVD com uma seqüência de carrinhos e espanadas de bola para a lateral do campo, só pra ver no que ia dar. Se eu fosse o primo do Menezes, então, não pensaria duas vezes.

Mas hoje, estafado com o peso da idade, quando descubro que quanto mais jogo futebol, menos preparo físico adquiro, só me resta recomendar a você, jovem, que vem aqui no Impedimento beber um pouco de nossa sabedoria milenar, a largar um pouco a internet e tentar a sorte na vida.

Se tiver dificuldades com essa instituição antiquada que é o Correio, tente o e-mail: guaranyfc@uol.com.br

E boa sorte.

Um abraço,
Daniel Cassol

Entry filed under: Clubes.

O título que não terminou Nacional está na frente de todos

25 Comentários Add your own

  • 1. Álisson  |  21/10/2008 às 16:26

    Tenho um amigo que jogou em La Paloma, no Paraguai. Voltou devendo até as calças e com segundo grau incompleto!

    “Mas hoje, estafado com o peso da idade, quando descubro que quanto mais jogo futebol, menos preparo físico adquiro”

    A VERDADE DAS VERDADES.

  • 2. Álisson  |  21/10/2008 às 16:29

    PS: Mas a minha saudade vai mais longe. Eu joguei bola MESMO entre 11 e 13 anos. Depois passou, quando vejo Pico e Ricardo Lopes jogando na dupla, me penitencio por não ter continuado.

  • 3. fino  |  21/10/2008 às 16:37

    bom post pra se plagiar…

    adfklçnjsdfaubsdfjhnsdfajhbsdfajsdfag

  • 4. Maurício  |  21/10/2008 às 16:42

    Um estagário que trabalhava no Banco do Brasil lá de São Léo tinha jogado na segundona paraguaia.

    detalhe: ele tinha 30 anos e fugiu do país por problema de mulher.

    eitaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!

  • 5. Fernando Cesarotti  |  21/10/2008 às 16:51

    Eu sempre fui ruim pra caralho, nunca tive tais sonhos, mas tenho colegas de redação aqui em SP que poderiam perfeitamente estar encarando umas Ucrânias e Catares da vida se não tivessem caído no conto do “É preciso estudar, meu filho”. Tá certo que foram estudar Jornalismo, então merecem…

  • 6. Arbo Menna  |  21/10/2008 às 16:56

    alguém tem q começar a levar câmera pra Impedilada.
    cassol, se eu tivese ouvido esse papo no pátio da fabico teria pilhado muito. (mentira)

  • 7. Francisco Luz  |  21/10/2008 às 16:56

    Vou procurar algum malaco jogando bola na rua aqui em NH. Aí aproveito e já empresario o guri.

  • 8. Álisson  |  21/10/2008 às 17:03

    Tenho um sobrinho de 3 anos que esse vou botar a jogar bola.

    Aí viro empresário dele e nunca mais trabalho!

  • 9. Rudi  |  21/10/2008 às 17:06

    cara, eu se tivesse 18 ia encarar sim
    me arrepento até hoje de não ter aceitado quando os torcedores lá do Rabat Ajax pediram pro treinador me botar em campo… por eu ser brasileiro…
    pq aquele jogo era uma pelada… pelo menos um sarrafeito eu me sairia bem

  • 10. Franciel  |  21/10/2008 às 17:11

    Vocês podem achar que é culhuda, mas em meados da década de 80, o olheiro do brioso Serrano de Vitória da Conquista, não sei por quais artes do destino, estava em Salvador e assistiu a uma exibição deste cansado locutor. A memorável apresentação ocorreu na gloriosa quadra do Colégio Central da Bahia, que se tornou famosa aqui por abrigar Bebeto Chorão. “Rapaz, você joga muito mais do que ele”, analisou de forma imparcialmente científica.

    Ato contínuo, convidou-me para ingressar no juvenil da referida agremiação. “Só precisa jogar quando o Serrano estiver aqui na capital”, aquieceu.

    Uma entrada desleal de um desalmado zaqueiro, porém, encurtou uma das mais promissoras carreiras do futebol baiano.

    Isto é verdade e dou fé.

  • 11. Carlos  |  21/10/2008 às 22:27

    Tentei no Zequinha. Sério.

    Não tão sério assim, pq estava acompanhando um parceiro que tinha medo de ir sozinho.

    Obviamente que nenhum de nós dois passou. Foi uma bela aventura, ao estilo “Linha de passe” (bom filme).

    o referido é verdade e dou fé.

  • 12. Cassol  |  21/10/2008 às 22:42

    Uma vez, os craques do Inter da década de 70 fizeram uma exibição em São Sepé. Depois do jogo, teve uma peleja da gurizada, na qual arrebentei.

    Fui elogiado pelo Escurinho e pelo Príncipe Jajá.

    Depois, o máximo que cheguei foi a uma semifinal do municipal e ao tricampeonato da Fabico, com o glorioso SER Macanudo.

  • 13. dante  |  21/10/2008 às 23:21

    eu também poderia ter me saído bem nos campeonatos INTERCURSOS [ui] da UFRGS, mas todo ano me colocavam pra marcar um filhodaputa de um lateral esquerdo que certamente era IMISCUÍDO, porque eu nunca via na faculdade.

    meu irmão jogou no inter e na 17a. divisão italiana. o jogo dele era bizarro, só entrava no segundo tempo, fazia um gol, UÍSQUE, CONFUSÃO, e ia expulso.

    sempre. aksdjf

  • 14. Ramon  |  22/10/2008 às 07:18

    Quando comecei a ler, sabia que a história teria algo a ver com o Antenor…

    Eu joguei na lateral direita do Ypiranga, até o dia que meu pai trocou o Monza velho por um Vectra. A piazada descobriu, me cagou de pau e nunca mais fui.

  • 15. Ismael  |  22/10/2008 às 08:07

    Nunca joguei nada! O mais longe que cheguei foi disputar a primeira divisão de futebol de mesa de Viamão…

  • 16. Fernando Cesarotti  |  22/10/2008 às 08:21

    Pô, Dante, conta mais dessas aventuras do seu irmão. Deve ser hilário, só pela seqüência GOL-UÍSQUE-CONFUSÃO – ou não seria UÍSQUE-GOL-CONFUSÃO? Ou GOL-CONFUSÃO-UÍSQUE?

  • 17. Francisco Luz  |  22/10/2008 às 09:36

    Sei que quem participou da Impedilada II não vai acreditar, mas eu já joguei (e bem) contra os ??? (13 anos) do Nóia no Santa Rosa. Fiz dois passes pra gol e chutei uma na trave.

  • 18. douglasceconello  |  22/10/2008 às 12:13

    “Eu joguei na lateral direita do Ypiranga, até o dia que meu pai trocou o Monza velho por um Vectra. A piazada descobriu, me cagou de pau e nunca mais fui.”

    ashuasuhasuhasuh

    Sensacional.

    Joguei durante um tempo como zagueiro do CANARINHO. Minha maior decepção foi quando o time enfrentou o Inter no suplementar do Beira-Rio e MINHA MÃE não me deixou ir apenas porque o ônibus não tinha as mínimas condições de levar a piazada. Meus COLEGAS foram e empataram por 3 a 3.

    Mas nos torneio disputados na AMOVAL (Associação dos Moradores da Morada do Vale, ou algo assim) tive participações bem decentes. Meu maior LANCE como jogador foi tirar de cabeça uma bola em cima da linha. Um atacante driblou nosso goleiro, enquanto eu corria para debaixo da trave, ele chutou alto e eu tirei de PEIXINHO.

    Ah, tive uma passagem VERGONHOSA pelo Zequinha de, sei lá, três meses.

    Já na FABICO defendi com ARDOR as cores do LOS TODO PELIGROSO, chegando até a semifinal de um CLAUSURA. Neste torneio joguei atrás mas fui um dos ARTILHEIROS, com três GOLOS.

    Uma boa carreira, enfim. ahdasdausdas

  • 19. Prestes  |  22/10/2008 às 12:58

    MInha maior conquista futebolística foi ganhar os jogos da Primavera, do Unificado.

    askjdhaskdjskdjaskjadlksaj

  • 20. Arbo Menna  |  22/10/2008 às 13:18

    na fabico, uma vez o VEC me chamou pra formar um time. Foi tudo às pressas, de maneira q num sábado de manhã obviamente quedávamos com um a menos. Poderia convidar um de fora, chamei o Willian César Prestes, esse parceiro meu q joga Impedilada conosco. Ele jogou pra caralho, fez um golaço do outro lado do campo. Ganhamos a primeira e perdemos a segunda só no cansaço de jogar com um a menos, VEC fazendo as vezes de goleiro e LÍBERO.

  • 21. Rudi  |  22/10/2008 às 14:30

    sem contar a gloriosa copa fuca conquistada pelo meu SER Pedregulho…

  • 22. Gralha  |  22/10/2008 às 15:30

    Eu joguei na lateral direita do Ypiranga, até o dia que meu pai trocou o Monza velho por um Vectra. A piazada descobriu, me cagou de pau e nunca mais fui.

    Eu tinha um amigo que era goleiro do Inter até o dia que o pai dele ir buscá-lo de Audi…

  • 23. Gralha  |  22/10/2008 às 15:36

    Aliás, eu tive uma passagem pelo Esportivo de Bento quando era piá. Depois joguei um tempo no Grêmio até ser contratado por um time alemão. Fui chamado pra Seleção até, mas era tudo muito chato [sem biritas] e fugi. Resolvi me dedicar ao que realmente interessa [trago] pra azar dos outros times que passei [Inter, Grêmio de novo, U. do Chile, Farroupilha de Pelotas…], até acabar desgradaçamente em um time lá de Ijuí.

  • 24. Álisson  |  22/10/2008 às 15:41

    Praticamente um RÓGER hein Gralha…

  • 25. Luís Felipe  |  22/10/2008 às 15:58

    Gralha = Arílson

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: