Nacional está na frente de todos

21/10/2008 at 22:00 10 comentários

Lá vem Gerardo Pelusso de novo, lutando para conseguir o que lhe escapou pelas mãos no campeonato anterior. Estamos na sétima rodada do Apertura e o Nacional lidera com 16 pontos, apenas com quadros pequenos às suas costas – um surpreendente Cerro com 15, o regularíssimo Liverpool com 13. Peñarol apresenta a irregularidade comum aos times que são montados a cada seis meses, ainda mais sem o centroavante Abel Hernández. Danúbio perdeu a liderança e nunca mais se encontrou na vida.

No sábado, o Nacional paria um boi para conseguir derrotar o mui honrado Wanderers no Centenário. Como é da sua estirpe, o time de Luís Alberto Acosta, embora lute para não ficar nas posições mais baixas da tabela, resolveu complicar a vida dos bolsos com uma retranca esperta. Para sua sorte, os boêmios também contavam com uma jornada positiva dos três volantes, que saíam para o jogo tocando bem a bola. Só não conseguiam boas conclusões, o que foi fatal no decorrer da peleja. Por que aos 40 minutos, Roberto Brum decidiu acabar com a brincadeira mandando uma sapatada de fora da área: 1- 0.

A imprensa uruguaia dá o resultado como injusto, pois os boêmios jogaram mais. No entanto, não estamos aqui falando de direito penal. Ao final do jogo, venceu o Nacional, que segue invicto, líder e todo o resto. Agora com um grupo com mais recursos e sem duas competições para disputar, um bom resultado no Apertura é perfeitamente viável.

O Peñarol passou por cima do pobre Juventud de Las Piedras no domingo. Fez três gols – Pacheco, Bueno e Nuñez – mas poderia ter feito nove, tamanha a superioridade do time aurinegro. Mesmo assim, o blog Carbonero informa que os manyas não jogaram bem. As principais notícias do clube, entretanto, dão conta de outras questões além do campo. Abel Hernández, referido no último post sobre o futebol uruguaio – faz tempo – sofreu uma arritmia cardíaca e apavorou os médicos do clube, em pânico com a possibilidade de um problema que o impedisse de continuar atuando. Não por acaso, Hernández está na Itália para um diagnóstico mais preciso do problema.

Outra notícia é que Rei Damiani II será candidato a presidente do Peñarol, buscando legitimar a sua monarquia com os votos dos sócios. Para isso, está usando daquelas táticas muito comuns nessa época – está tocando rapidamente o Centro de Alto Rendimento, para inaugurar quinze dias antes das eleições.

Sobre aquele caso do atraso, o tribunal de apelações da AUF decidiu pela repetição da partida entre Nacional e Villa Española – não pela perda de pontos. Decidiu o tribunal que faltou sensatez para Líber Prudente.

No mais, o Defensor Sporting venceu o Central Español com aproveitamento ofensivo de 100% – dois chutes a gol, dois gols. Juventud é o novo lanterna, o Liverpool segue invicto (ainda que o empate contra o Cerro Largo tenha lhe tirado a vice-liderança) e o Estádio Centenário vai inaugurar o novo placar eletrônico no clássico entre Peñarol e Nacional, 13ª rodada.

Na segunda divisão, o Fênix enfiou 5-1 no Huracán Buceo e chegou à terceira posição. A liderança é ocupada pelo Durazno FC. Nota para a posição indigna do El Tanque Sisley, em último lugar, com 6 derrotas em 6 jogos.

Num oferecimento do ForoCeleste.com, os gols da rodada:

Loco Abreu é mito,
Luís Felipe dos Santos.

Entry filed under: Nacionais.

Que saudade dos 18 Roteiro para ver o Brasil no Bento Freitas

10 Comentários Add your own

  • 1. Francisco Luz  |  21/10/2008 às 22:16

    Tu vê, e eu achei o time do Sisley bem melhor do que o Villa Española na decisão do ascenço (que palavra feia). Agora os caras tão na vergonha.

    Não devo entender porra nenhuma de futebol, ou o time se livrou de todos os malandros neste meio tempo.

  • 2. dante  |  21/10/2008 às 23:07

    “Sobre aquele caso do atraso, o tribunal de apelações da AUF decidiu pela repetição da partida entre Nacional e Villa Española – não pela perda de pontos. Decidiu o tribunal que faltou sensatez para Líber Prudente.”

    [CHUPA, zveiter; 2005 & SCHMITT, paulo; 2008]

  • 3. douglasceconello  |  22/10/2008 às 00:19

    Bah, o Peñarol me racha a cara. Terei de aposentar a minha camisa das peladas. husahusauas

  • 4. mardruck  |  22/10/2008 às 06:04

    El Tanque Sisley.

    Esse nome é legal demais.

  • 5. Fernando Cesarotti  |  22/10/2008 às 08:25

    Seria muito massa uma semifinal de Libertadores com Arsenal x Liverpool. Isso para não falar num encontro entre os sul-americanos e seus GENÉRICOS doVelho Continente.

  • 6. Luís Felipe  |  22/10/2008 às 10:02

    Chico Luz,
    Confere a informação, o El Tanque se livrou de uma dezena de jogadores entre uma temporada e outra. Processo semelhante ao que aconteceu com o Rampla entre o Apertura e o Clausura na temporada passada.

  • 7. Francisco Luz  |  22/10/2008 às 13:01

    Ufa. Então eu não sou tão burro assim, hdgas.

  • 8. nico  |  22/10/2008 às 14:17

    aguante peñarol carajo , nacional a las canchas lleva 15 mil personnas y nostros llevamos 20 mil o 30 mil , aguante peñarol carajo.

    bolso puto

    peñaroooooooooooooooooooooolllllllllllllllllllllllllllll
    peñaroooooooooooooooooooooooooooooooollllllllllllllllllllllllll

    PEÑAROL ” SERAS ETERNO COMO EL TIEMPO Y FLORECERAS EN CADA PRIMAVERA

  • 9. Gralha  |  22/10/2008 às 15:41

    El Tanque Sisley vs. Chaco For Ever

  • 10. dante  |  22/10/2008 às 16:30

    “FLORECERAS EN CADA PRIMAVERA”

    :E

    tá, sem putice no blog, por favor, HERMANO. ldakasjlkd

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: