Sobre maragatos e chimangos

13/10/2008 at 12:00 169 comentários

Um agente da EPTC me contou que a próxima edição da Revista Trivela escolheu o Gre-Nal como maior clássico do Brasil. Nós aqui deste RINCÃO DE VIRTUDE já tínhamos fortes suspeitas a respeito disto e obviamente regozijamo-nos com a decisão. No entanto, aguardamos ansiosamente para colocar as mãos em tão relevante publicação e procurar a posição do clássico BA-GUA, uma espécie de Gre-Nal RUDIMENTAR, sem Gatorade ou carrinho-maca.

Voltando ao assunto da Trivela, a pesquisa foi realizada com 30 jornalistas do país inteiro e até das bandas do EXTERIOR, que apontaram os 50 maiores embates do futebol. Enquanto o clássico supremo do Rio Grande do Sul foi o mais lembrado pelos nossos colegas mais famosos, um insólito Real Madrid e Barcelona aparece como destaque internacional.

Obviamente, discordo com intensidade. E, para tanto, deixo claro que desconsidero o critério de resultados recentes, pois clássicos não dependem da ATUALIDADE – foram forjados ao longo das décadas, tiveram sua tradição ERIGIDA com base em um contraponto ferrenho, histórias impagáveis e embates antológicos no campo de jogo. Não vejo como não escolher Boca Juniors e River Plate como o principal confronto da Região Metropolitana do Rio Grande, descampado este conhecido também como MUNDO.

E, fazendo uma concessão sem precedentes, digamos que o maior clássico esteja realmente no Velho Continente. Nesse contexto FICTÍCIO, Real Madrid e Barcelona não seria nem o QUINTO jogo em importância. Há outros jogos bem mais significativos, ainda que não tão queridos pelos canais de televisão.

No Brasil, acredito de fato que o Gre-Nal seja a mais PUNGENTE das rivalidades. Porque, além do antagonismo entre as partes envolvidas ser tão marcante, temos o que eu chamo de da ÍNDOLE da ESPORA. Tudo aqui vira uma guerra, seja uma disputa por uma namorada na quinta série, uma eleição ou um jogo de futebol. Também há o fato de que temos apenas dois grandes times no Estado e as duas agremiações viveram épocas de glórias bem determinadas em recortes temporais específicos, o que tornou os ânimos ainda mais latentes. Em Minas, por exemplo, isto fica um pouco diluído: quando o Cruzeiro apareceu no BELO HORIZONTE, o Galo deixou de ganhar – e ainda não encontrou o seu rumo.

No Rio de Janeiro e em São Paulo as diferenças esmaecem um pouco porque há mais envolvidos, apesar de que eu não espernearia nem um pouco se Flamengo e Fluminense ou Corinthians e Palmeiras fosse escolhido como o maior confronto do Brasil, RIVALISTICAMENTE falando. E, de algum tempo para cá, tenho olhado com especial carinho para Atlético-PR e Coritiba, que realmente promovem uma orgia de sensações quando se defrontam.

O release sobre o assunto nos foi passado semana passada pela Fatto Comunicação, que estava divulgando a revista.

Saudações,
Douglas Ceconello.

Entry filed under: Clubes, Colunas, Pela América.

Paraguai indomável, Brasil e Argentina de mãos dadas O sentido da vida e a Série C

169 Comentários Add your own

  • 1. André K.  |  13/10/2008 às 12:09

    Fui atrás da Trivela para ler esta matéria.

    Só achei a edição passada.

    Tinha uma matéria fazendo uma análise tática do Grêmio.

    Colocaram o Pico na ala-direita e o Paulo Sérgio na esquerda.

  • 2. Francisco Luz  |  13/10/2008 às 12:22

    Tudo aqui vira uma guerra, seja uma disputa por uma namorada na quinta série

    Maior mentira. Na quinta série, mania é toda uma turma de amigos gostar da mesma guria. E ela ficar com alguém da sexta, shda.

    Sobre clássicos: no país, acho que é isso mesmo, apesar de toda aquela patacoada do ano passado envolvendo o Corinthians, que realmente me decepcionou. Agora, no mundo, não deve existir nada acima de Rangers e Celtics.

    A gente até hoje fala dos gremistas por eles só terem aceitado negros no time há 50 anos, mas o Rangers não teve nenhum católico até o fim da década de 80 — enquanto o Celtics é a representação do catolicismo na Escócia. Se isso não é o indicativo de um clássico muito maior do que franquistas x catalães, não sei o que pode ser.

  • 3. Cassol  |  13/10/2008 às 12:33

    Uma vez, estive em Belém do Pará em dia de Paysandu x Remo. Respeitei.

    “Tudo aqui vira uma guerra, seja uma disputa por uma namorada na quinta série, uma eleição ou um jogo de futebol.”

    Mito.

  • 4. Prestes  |  13/10/2008 às 12:41

    “Na quinta série, mania é toda uma turma de amigos gostar da mesma guria.”

    Chico Lux, tu por acaso era meu colega no colégio?? Aconteceu igualzinho na minha turma. Mas acho que foi na quarta série, sadjsdjdshd

  • 5. Thomasi  |  13/10/2008 às 12:41

    Fenerbahçe x Galatasaray, em termos de violência, se equipara ao Celtic x Rangers.

    Acho que violência deve ser uma das unidades de medida pra decidir o tamanho do clássico…

    Ou não?

  • 6. André K.  |  13/10/2008 às 12:43

    Com todo respeito, mas essa comparação feita entre a questão racial no grenal e a questão religiosa na escócia é no minimo indevida.

    Aqui não existiu dicotomia.

    As rivalidades de istambul também são dignas de registro. Já é lendária a história do McDonalds preto e branco ao lado do Besiktas.

  • 7. Prestes  |  13/10/2008 às 12:44

    Outra boa recordação do Light foi franquistas x catalães. Na real, o Real Madrid representa quase o COISA RUIM pros catalães e bascos. Alguém já assistiu um Atl. Bilbao x R. Madrid?

    Como diria um amigo meu: “O bagulho é favela”.

  • 8. Gustavo  |  13/10/2008 às 13:16

    Atleti x Real é maior do que Real x Barcelona.
    Liverpool x Everton
    Chelsea x Arsenal
    Benfica x Sporting
    Roma x Lazio
    Inter x Milan
    Boca x River
    Estudiantes x Gimnasia

    Putz… tem um monte de clássicos fora do Brasil.

    O Grenal é grandioso. Não gosto quando há muitos enfrentamentos em pouco espaço de tempo, como foi o caso deste ano. Mas não há como negar.

    E o RS tem uma grande tendencia ao bipartidarismo, Maragatos x Pica-Paus foi o primeiro deles.

  • 9. Monllor  |  13/10/2008 às 13:18

    Único clássico decente: Araponga vs Arranca-toco. Sendo que o Araponga nem era um time, mas um amontoado de guri perna de pau que jogava no ‘campinho da lomba’ (O único campo na oblíquo da Estrada do forte)… E o Arranca toco era qualquer forasteiro que viesse jogar nas nossas bandas…

    O clássico ganhou em emoção quando premiações foram estipuladas: “vale uma fruki…”

  • 10. Diogo F  |  13/10/2008 às 13:27

    Reparos:

    1. O grande clássico carioca DE HÁ MUITO é Fla x Vas. Q, por sinal, acho que proporcionou jogos mais emocionantes no passado recente do que qualquer outro clássico de que eu tenha notícia, inclusive Boca x River;

    2. Em termos de espetáculo de torcida e rivalidade, tentando ser o mais isento que eu possa, nada se aproxima de Atlético x Cruzeiro;

    3. Em termos de porrada, acho que o Atletiba vem ‘fazendo bonito’ há muitos anos, paradoxo de quebra-quebra e mortes da civilizada Curitiba;

    4. Sei bem que nada disso impedirá que vocês passem o resto dos comentários babando incontrolavelmente o clássico argentino ou algum uruguaio – q se há de fazer? Aliás, qto aos uruguaios concedo que as torcidas por hipótese façam um espetáculo superior aos brasileiros, mas como saber se os times são tão fracos há anos e as notícias não chegam a nós?

  • 11. Gralha  |  13/10/2008 às 13:28

    Clássico mesmo é LAKERS VERSUS CELTICS

  • 12. arbo  |  13/10/2008 às 13:36

    e ia dizer isso… a lila virá aqui e dirá: é no fla X vas q o bicho pega

  • 13. Monllor  |  13/10/2008 às 13:42

    Os clássicos cariocas só eram equilibrados no tempo em que “se amarrava cachorro com linguiça” (SCOLARI, 2002) Vasco e Flamengo que se sobressairam no último quarto do século XX, enquanto Flu e Botafogo ficaram se fazendo de morto.

    Sinceramente, a única coisa decente no Atlético e Cruzeiro é o MINEIRÃO, por que de resto o Cruzeiro joga contra, no máximo, um vulto de time (eu sou muito simpático ao atlético, time que tem o hino com o verso mais massa: “galo forte vingador…”)

    Não quero parecer purista ou algo do gênero, mas clássicos no mainstream estão com os dias contados. Agora os jogadores são profissionais e aquele papo besta todo… Me divirto mais vendo jogos no Ararigboia, apeser de morar longe pra caralho…

  • 14. arbo  |  13/10/2008 às 13:45

    “Tudo aqui vira uma guerra, seja uma disputa por uma namorada na quinta série, uma eleição ou um jogo de futebol.”

    Mito. [2]

  • 15. Rudi  |  13/10/2008 às 13:45

    SOGIPA X GNU

  • 16. Prestes  |  13/10/2008 às 13:47

    “2. Em termos de espetáculo de torcida e rivalidade, tentando ser o mais isento que eu possa, nada se aproxima de Atlético x Cruzeiro;”

    sjhsjsadsshjdsjsdhsjdsjdsddjskdhsjhs

  • 17. Monllor  |  13/10/2008 às 13:50

    Sacanearam na foto do Grêmio Bagé.

  • 18. Prestes  |  13/10/2008 às 13:50

    Monllor nitidamente plagiou o Zé Carioca.

    O Arranca-Toco é o tradicional adversário do VILA XURUPITA F. C.

  • 19. Monllor  |  13/10/2008 às 13:54

    Provavelmente um de meus amigos de infância tinha acesso a esse tipo de literatura… A única coisa que eu lia quando pequeno eram as escalações no correio do povo… Por causa da editoria de esportes eu pequei essa mania desgraça da começar a ler as coisas pela parte de trás. É meio idiota, mas ainda pego revistas, jornais, livros, bula de remédio, programação de encontro acadêmico, menu de bar pel parte de trás…

  • 20. Fernando Cesarotti  |  13/10/2008 às 13:56

    Bom, eu como palmeirense vejo assim: enquanto Palmeiras x Corinthians é mais tradição, e a cidade pára mesmo quando um deles tá na segunda divisão, em Palmeiras x São Paulo a coisa é mais na base do ódio mesmo, com direito a grandes merdas históricas – entra em pouco em luta de classes, preconceito contra imigrantes, fuga em decisões (daqui a pouco aparece um são-paulino pra reclamar). Tem um povo que até passa do ponto, inclusive do lado verde. Mas eu admito que tenho cinco vezes mais raiva quando perdemos pro SP do que pro Corinthians.

    Não li a revista ainda, mas parece que o Gre-Nal a coisa é mais pesada mesmo por não ter essa diluição, é rivalidade concentrada.

  • 21. Álisson  |  13/10/2008 às 13:57

    Na terceira série tinha UMA guria que TODOS gostavam.
    Um endiabrado qualquer inventou que havia uma simpatia tiro e queda para que a coitada se apaixonasse pelo pretendente.

    A tal simpatia era: Arrancar um cabelo da “amada” e amarra-lo no… no…, bom entenderam.

    Resultado? A coitada ficou quase careca…

    É dificil verficar qual clássico é o maior. Para se ter uma projeção mais próxima do real, seria necesário ir no estádio para acompanhar in loco.

  • 22. Monllor  |  13/10/2008 às 13:59

    Nos últimos anos o Gre-Nal se tornou um triângulo amoroso, com aquela porra do Juventude enchendo o saco.

    Depois do Clêmer e do empate com o Paraná, espero que esses caras fiquem uns bons anos enfrentando ora o Brasil de Pelotas, ora o Caxias, pq ambos ficarão nesse movimento série B, C e D…

  • 23. Rudi  |  13/10/2008 às 14:04

    alguns anos atrás eu tive a oportunidade de viajar bastante e assistir alguns jogos… antes de alguns escandalos de corrupção que esvaziaram muito os estádios gregos, PAO x Olimpiakos era um grande clássico tb
    vi Bilbao x Real sociedad (os bascos puros contra os “imundos” segundo a versão atleticana) e foi algo assombroso…
    agora, a briga de torcida mais violenta que eu assisti foi em Skonto Riga x Daugava, na letônia… os caras dando com barras de ferro na cabeça de malucos caidos ao chão…

  • 24. Monllor  |  13/10/2008 às 14:06

    Futebol na Letônia deve ter sido uma experiência massa.

  • 25. Rudi  |  13/10/2008 às 14:08

    eu tive uma experiência maluca Monllor… 6 meses com mochila nas costas de caroneiro, indo de cidade em cidade, com o unico compromisso de assistir um jogo em cada cidade onde eu parasse…
    vi muitos jogos interessantes sim

  • 26. Gustavo  |  13/10/2008 às 14:10

    O futebol da Letonia é letárgico

  • 27. Monllor  |  13/10/2008 às 14:14

    Rudi,

    Começou em que lugar e terminou onde?

  • 28. Álisson  |  13/10/2008 às 14:16

    Rudi, passa um roteiro dessa viagem aí!

  • 29. Rudi  |  13/10/2008 às 14:18

    comecei em lisboa… terminei na finlandia…
    ter um passaporte europeu ajudou bastante…
    o pior foi quando uns torcedores do RABAT AJAX de Malta descobriram que eu era brasileiro e tentaram fazer o treinador deles me botar pra jogar…

  • 30. Francisco Luz  |  13/10/2008 às 14:19

    André, não quis comparar a questão religiosa. Só disse que isso, até hoje, é comentado por quem quer chamar gremistas de racistas, por exemplo — mesmo que o exemplo não sirva mais.

    O futebol turco é violento, mesmo, e futebol na LETÔNIA deve ser do grande caralho.

    E Prestes, isso aconteceu em todas as turmas da minha escola da primeira até a quinta séries. Depois, a gente já dava um jeito de tentar BAILAR com alguma querida em reunião dançante ouvindo discos do CAT STEVENS roubados dos pais.

  • 31. Monllor  |  13/10/2008 às 14:20

    Eles levam os estereotipos muito a sério em Malta… Se tu fosse mulher te botavam pra sambar e iam tentar comer tua bunda (digitem Brasil no google…)

  • 32. Rudi  |  13/10/2008 às 14:21

    as cidades que eu passei, que me lembro…
    lisboa
    braga
    madrid
    barcelona
    bilbao
    salamanca
    niort
    cannes
    monaco
    firenze
    montevarchi
    milão
    napoles
    valletta (malta)
    bern
    frankfurt
    m’gladbach
    copenhagen
    antwerp
    lierse
    roterda
    eindhoven
    dons
    dover
    manchester
    dublin
    cardiff
    estocolmo
    halmstad
    oslo
    riga
    minsk
    são petersburg
    moscou
    a capital da estonia que eu não me lembro o nome
    helsinki
    avião pra lisboa e depois voltar

  • 33. Rudi  |  13/10/2008 às 14:24

    aos romancistas de plantão, não, eu não passei por paris

  • 34. fino  |  13/10/2008 às 14:24

    perdi

  • 35. Francisco Luz  |  13/10/2008 às 14:26

    Agora, e até comentei isso com o Douglas numa madrugada qualquer, clássico mesmo era FLORESP, FLORIANO x ESPERANÇA aqui de NH — Floriano é o atual ECNH, que mudou de nome devido à II Guerra.

    Meu vô jogou no Esperança por um tempo, e disse que sempre tinha um pessoal se pegando nas praças da cidade antes dos jogos. E, segundo ele, uma vez um anilado morreu quando tentou ATROPELAR um grupo de VERDES que estava parado num canto. Os caras se dispersaram, e o infeliz acertou seu carro em um poste. Isso lá nos anos 40.

    Não sei se é verdade ou se ele inventou, mas torço muito para que seja real.

  • 36. Prestes  |  13/10/2008 às 14:27

    capital da estônia=tallin

    Rudi, tu não escreveu nada sobre isso???

  • 37. Rudi  |  13/10/2008 às 14:27

    não, eu tinha 17 anos na época (distante 1999)
    tenho umas 10 mil fotos mais ou menos… hehehe

  • 38. Francisco Luz  |  13/10/2008 às 14:28

    VILNIUS

  • 39. Prestes  |  13/10/2008 às 14:30

    Putz, vai te foder (e pode escolher uma ceva de qualquer um desses lugares ae).

  • 40. Carlos  |  13/10/2008 às 14:37

    Massa essa viagem ae, Rudi.

    De minha parte já vi:

    Flamengo x Vasco (vasco já era campeão antecipado, então não tinha ninguém do lado Flamenguista). Mesmo assim foi a fude.
    Fla x Flu (com 105 mil cabeças – muito a fude).
    Nacional x Peñarol (show, mas me decepcionei um pouco, esperava um pouco mais).
    BraPel – Esse sim, todo mundo tem q ir num antes de morrer. Torcida do Brasil/Pel quebrando TODA a Boca do Lobo e tudo que via pela frente.

  • 41. Rudi  |  13/10/2008 às 14:43

    Pode ser a Alfa Helénica – grega… extremamente boa pra uma cerveja grega

  • 42. Thomasi  |  13/10/2008 às 14:43

    Bah é meu sonho imitar o que tu fez. Pena que não tenho dinheiro pra me manter vivo na Europa, quanto menos pra chegar lá.

    Eu to ancioso pra ver como será o CA-ju no gauchao do ano que vem. Só aproveitando que alguém falou sobre os clássicos menos mainstream. Nesse caso BEM MENOS mainstream.

    E eu imagino que qualquer clássico entre times da coroa vs. times contra a coroa sejam bem brigados, dentro e fora de campo… afinal a politica influencia fortemente nesses jogos…

    (ou seriam conflitos?)

  • 43. Rudi  |  13/10/2008 às 14:44

    agradeço até hoje por ter rodado na primeira vez q fiz vestibular, oque permitiu tempo hábil pra essa viagem rs

  • 44. Thomasi  |  13/10/2008 às 14:48

    ps. a torcida xavante ja foi mais violenta… esse jogo que tu foi, Carlos, deve ter sido pelos anos 90…

  • 45. Thomasi  |  13/10/2008 às 14:48

    Bah… definitivamente há males que vêm pra bem… mas até agora só tive os males… =\

    (momento eu sou triste)

  • 46. Junior  |  13/10/2008 às 14:49

    Alguém acima citou Chelsea x Arsenal como grande clássico. O Chelsea é um novo rico, é um Porto Alegre metido à besta. O grande clássico de Londres é Tottenham X Arsenal. Acredito que eles consideram Barcelona x Real Madrid como o maior clássico pela questão política que envolve esse jogo desde a época de Franco. Mas nesse ponto, Rangers x Celtics é imbatível, pois é muito mais que um jogo, é uma disputa religiosa e política. Um detalhe curioso é que todos os Rangers x Celtics são marcados ao meio-dia para evitar que os torcedores bebam o dia inteiro, e depois, assistam ao jogo.

  • 47. fabio  |  13/10/2008 às 15:00

    Como o amigo palmeirense aí, também fico mais FULO quando perco do São Paulo do que dos gambás. Acontece que o SP é o único grande da CIDADE de SP que tem títulos pracarai, e as eliminações pra eles na Libertadores..e tem todos esses casos comentados anteriormente, como exigência que o Palestra mudasse de nome, fuga de campo em 1942, elite quatrocentenária de SP x imigrantes italianos, blablabla

    mas, confesso, que fico MUITO MAIS FELIZ quando o Curintia perde de qualquer um do que qualquer outro SCRATCH da face da Terra.

    Aliás, acho que sou 90% Palmeirense e 10% Anticorintiano

  • 48. Álisson  |  13/10/2008 às 15:01

    Rudi, alguma perspectiva do valor investido nesse roteiro?

  • 49. fabio  |  13/10/2008 às 15:02

    Ops, também temos títulos pracarai..quis dizer entre o SP e a gambazada.

  • 50. Prestes  |  13/10/2008 às 15:02

    Alfa Helênica! Dante, não vai te foder, perdeste o posto de garçom.

  • 51. Rudi  |  13/10/2008 às 15:08

    Álisson… as passagens ida e volta até lisboa ganhei do meu avô… outro avô agilizou o processo de cidadania… pra eu ir sem neura com o visto
    levei em grana o equivalente a 4 mil euros… mas não gastei quase nada com transprote, só ficava pegando carona mesmo… rs

  • 52. dante  |  13/10/2008 às 15:10

    ok, prestes, não irei.

    agora, vocês perderam [perdi] o que o rudi falou sobre o assunto do post: SOGIPA x UNIÃO é o maior clássico que eu já vi/joguei/presenciei, mesmo.

    pena que é só em esportes INDOOR. kasjdhsajkhasfa

    [bá, INVEJA BRANCA dessa viagem do rudi. perdi totalmente]

  • 53. arbo  |  13/10/2008 às 15:15

    RUDI, tu não fez nada parecido com um diário disso? Tu foi sozinho?

  • 54. Carlos  |  13/10/2008 às 15:16

    DANTE…clássico GNU x Sogipa?…joguei basquete uns tempos no GNU…e realmente era foda…

    De qual esporte tu tá falando?

  • 55. Carlos  |  13/10/2008 às 15:17

    Milton Ribeiro…
    os comentários no blog do Azenha são teus?

    só por curiosidade…

  • 56. Rudi  |  13/10/2008 às 15:19

    Carlos, dante, vc e eu jogamos basquete sim, talvez não na mesma época…
    eu tenho quase um fotolog offline dessa viagem, com ofalei, umas 10 mil fotos, mas nenhum relato escrito… na época, com 17 anos, não me preocupava com isso…

  • 57. arbo  |  13/10/2008 às 15:21

    com 17 anos eu era um mangolão na fabico. e o rudi lá com as suecas…

  • 58. Carlos  |  13/10/2008 às 15:22

    E eu q achei q comer bolacha 3 dias em Paris era uma baita duma aventura…

    Perdi total tb.

  • 59. kluge  |  13/10/2008 às 15:22

    “BraPel – Esse sim, todo mundo tem q ir num antes de morrer. Torcida do Brasil/Pel quebrando TODA a Boca do Lobo e tudo que via pela frente”
    Tensão como o Bra-Pel não existe, já fui a mais de vinte….infelizmente no último que fui pela série C, um torcedor do Pelotas foi assassinado na saída do Bento Freitas….selvageria pelas ruas da cidade…

  • 60. Rudi  |  13/10/2008 às 15:23

    eu tentei ser mangolão na fabico, mas rodei… hehehe

  • 61. dante  |  13/10/2008 às 15:35

    carlos: eu jogava basquete na sogipa.

    os confrontos com o GNU eram PEGADOS. sempre rolava um nariz sangrando.

  • 62. Rudi  |  13/10/2008 às 15:38

    porém minha pior experiencia no bola-ao-cesto foi jogando em córdoba, num torneiozinho com um monte de times… contra uns uruguaios… quebrei 3 costelas no jogo de tanta porrada que rolou… hehehe

  • 63. Carlos  |  13/10/2008 às 15:38

    Eu jogava na GNU…e era foda jogar na Sogipa…a gente sempre tomava “guspida” na cara da torcida, fora os petelecos…
    Em compensação, dentro do União, era foda pra eles tb…

    Q ano tu jogou, dante?

    Joguei na bela década de 80…véio é foda…

  • 64. Rudi  |  13/10/2008 às 15:40

    vcs são velhos hein? joguei de 95 a começo de 99… rs não peguei a época de vcs

  • 65. Gralha  |  13/10/2008 às 15:45

    8A x 8E era pegado lá no colégio, também

  • 66. Prestes  |  13/10/2008 às 15:45

    Rudi, me emprestou um desse vô ae. Qqr um tá valendo.

  • 67. Prestes  |  13/10/2008 às 15:45

    Rudi, me empresta um desse vô ae. Qqr um tá valendo.

  • 68. Rudi  |  13/10/2008 às 15:46

    Cândido x Barão, no JICET de tramandaí

  • 69. Rudi  |  13/10/2008 às 15:46

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    vamos fazer uma troca prestes…

  • 70. Prestes  |  13/10/2008 às 15:47

    Rudi, me emprestou um desse vô ae. Qqr um tá valendo.

  • 71. Zé do Caixão  |  13/10/2008 às 15:48

    Basquete?

    Condeno-vos a torcerem pro Botafogo praticamente por toda eternidade.

  • 72. Rudi  |  13/10/2008 às 15:50

    prestes, vamo negociar, tem alguma irmã ou prima gostosa pra fazer uma troca? hehhehdd\rh\dsfha\sdh

  • 73. Cassol  |  13/10/2008 às 15:51

    Basquete, pior esporte, ao lado do Handebol.

  • 74. Rudi  |  13/10/2008 às 15:52

    Zé do Caixão, torcer pro inter ultimamente tem sido pior que pro Bostafogo

  • 75. Rudi  |  13/10/2008 às 15:52

    Cassol, o pior do Handebol era ser o goleiro (educação física, 6ª série, professora montando os times)
    mas tem um jogo pior… o famigerado NEWCON… alguém lembra?

  • 76. douglasceconello  |  13/10/2008 às 15:53

    Canarinho x Avaí, em Cachoeirinha. Campos um do lado do outro. Quase como Avellaneda.

    Beto Borracho, corrobore.

    shsushs

  • 77. Prestes  |  13/10/2008 às 15:57

    Cara, minha irmã vai custar toda essa viagem q tu fez ae.

  • 78. Rudi  |  13/10/2008 às 15:59

    vamos negociar, quero pelo menos fotos antes

  • 79. Prestes  |  13/10/2008 às 15:59

    Saint Peter (meu prédio) x Saint Paul (do lado) >>>>> Boca e River

  • 80. Junior  |  13/10/2008 às 16:00

    A diferença entre handebol e basquete é a seguinte: se tu viajares no ônibus de uma equipe feminina de hanbebol, tu ficas maravilhado, em compensação, se tu viajas no ônibus de uma equipe feminina de basquete, tu ficas aterrorizado.

  • 81. Daniel Cassol  |  13/10/2008 às 16:01

    77. Prestes | 13/10/2008 at 15:57
    Cara, minha irmã vai custar toda essa viagem q tu fez ae.

    Bah, Prestes. FAZ MEUS LADOS.

  • 82. douglasceconello  |  13/10/2008 às 16:02

    Basquete é um dos únicos esportes que eu gosto de assistir além do futebol.

  • 83. Rudi  |  13/10/2008 às 16:02

    O handebol brasileiro tem a shana…

  • 84. Gralha  |  13/10/2008 às 16:09

    Putz, eu era goleiro de handebol. POR OPÇÃO.

    Newcon (ou Newcol?) era dose. Malditas chuvas nos dias de educação física.

  • 85. Álisson  |  13/10/2008 às 16:15

    Bah o tal do newcon era um terror.

    Novo Hamburgo tem uma boa (..) equipe de handebol, o Santa/Feevale.

  • 86. Francisco Luz  |  13/10/2008 às 16:16

    Massa era caçador. E não entendo pra que existe goleiro no handebol; TODAS as bolas que vão no gol entram.

    Gralha | 13/10/2008 at 15:45
    8A x 8E era pegado lá no colégio, também

    dkjasdkgasd

  • 87. Cassol  |  13/10/2008 às 16:17

    Se tem uma coisa que eu não entendo é o Punhobol.

  • 88. Prestes  |  13/10/2008 às 16:19

    O pessoal de NH deve jogar punhobol.

  • 89. Prestes  |  13/10/2008 às 16:21

    Cassol, ser cafetão de irmã não tem graça. O cara não pode fazer revisão antes do expediente.

  • 90. Tiago Medina  |  13/10/2008 às 16:23

    Sogipa foi campeã brasileira de Punhobol nesse fim-de-semana!!!
    Mas, voltando a Trivela, já é dia 13 de outubro e nada da edição desse mês nas bancas. Já fui três vezes e ela ainda não chegou. Fazida, essa trivela!

  • 91. Carlos  |  13/10/2008 às 16:28

    “Cara, minha irmã vai custar toda essa viagem q tu fez ae.”

    Cuma?

    Newcon??????????? Q porra é essa?
    Pra mim Newcon é bush, rumsfeld, etc…

  • 92. alemao  |  13/10/2008 às 16:41

    Carlos,

    newcom é o volei para quem não tem capacidades motoras, uma vez q tu não rebate a bola, tu pega ela com a mão e passa…

    um jogo altamente vibrante…

  • 93. guihoch  |  13/10/2008 às 16:42

    caralho, putaria pura, é bem esse brasil qeu eles querem, não?

    1. Monllor | 13/10/2008 at 14:20

    Eles levam os estereotipos muito a sério em Malta… Se tu fosse mulher te botavam pra sambar e iam tentar comer tua bunda (digitem Brasil no google…)

  • 94. andré  |  13/10/2008 às 16:43

    O clássico que mais mexe com a população de várias cidades e regiões brasileiras é Vasco x Flamengo. De Manaus a Florianópolis, mora a rivalidade imensa.
    Ninguém tá nem aí pro Grenal em Brasília, Porto Velho, Juiz de Fora, Fortaleza. Para ver Vasco x Flamengo, as gentes se movem.
    Agora, se o critério para um grande clássico é o local, a oposição entre duas metades num lugar específico, o Grenal tem chance.
    Mas acho que o Flamengo e Vasco é maior clássico do Brasil.
    abraço

  • 95. guihoch  |  13/10/2008 às 16:44

    30 reau o ingreso para portu e GRÊMIO, DOIS MIL LUGAR PRO AZUIS IMORTAIS, SOMENTE APARTIR DE QUARTA OU QUINTA, TELEFONE DA SECRETARIA EO SEGUINTE

    OPERADORA (11) 2125-9400

    QUERO VER TODOS AQUIHOCH

    GUIHOCH

  • 96. Prestes  |  13/10/2008 às 16:49

    André, realmente o Vasco tem uma grande torcida, hein, tá sempre lotado o estádio, é impressionante.

    Pelo teu argumento a novela das oito é a melhor produção audiovisual do Brasil.

  • 97. Rudi  |  13/10/2008 às 16:51

    tá prestes, e a irmã?
    e essa desculpa de não poder experimentar é balela (filho único falando sobre o que não sabe kkkkkkkkk_)

  • 98. Prestes  |  13/10/2008 às 16:52

    Vai te foder (uma ceva de Malta, por favor, se é que não é tudo mentira essa tua história de viagem).

  • 99. guihoch  |  13/10/2008 às 16:53

    NOS ANOS 80 MINHA FAMILIA TEVE UM TIME DE BASQUETE QUE CHEGOU NA FINAL DO ESTADUAL, ALGUEM SE LEMBRA DA “MICHELE ESPORTE “CONTRA SOGIPA

    GUIHOCH

  • 100. guihoch  |  13/10/2008 às 16:55

    100

  • 101. dante  |  13/10/2008 às 16:57

    carlos, joguei na sogipa na década de 80.

    e acho que o nome do pseudo-esporte aquele é NILcon.

    sobre clássicos, serei DEFINITIVO: brasil x argentina. jklasdhahjkas

  • 102. Rudi  |  13/10/2008 às 16:58

    Estive apenas 3 dias em valetta… lembro de ter tomado uma italiana… chamada CASTHAUS BIRRA
    mas não lembro de nenhuma local não

  • 103. Lila  |  13/10/2008 às 16:59

    Olha, Prestes, eu me vejo obrigada a concordar com com o André.

    Não é desmerecendo o GrexNal, mas a grandeza desse clássico é o que desperta nos habitantes da cidade – que é onde se concentra a maioria dos torcedores 2 clubes; Flamengo x Vasco é maior em pessoas alcançadas. Não dá para discutir que em qualquer buraco desse planeta que você vá, há um Flamenguista. E se há um Flamenguista, quase certeza haverá um rival para ele (mesmo que sejam 15 flamenguistas pra 1 rival). E, há muito tempo, o rival do Flamengo é o Vasco. Fato.

    A questão é: o Flamengo mobiliza multidões. Logo um clássico, ainda mais contra o Vasco, vai mobilizar muito mais gente do que o GrexNal. Bom, foi isso que entendi…

    Aliás, um dos jogos mais bonitos que já vi na minha vida foi um Flamengo x Vasco por uma final de carioca, gol do título do Rodrigo Mendes. Mas é aquilo: cada um vai achar o seu clássico o maior. A diferença é que os flamenguistas estão certos. ahahhahhahahahahahhah

  • 104. Rudi  |  13/10/2008 às 17:03

    Aliás, quem passar por lá, recomendo um pulinho em St Julian’s

  • 105. Francisco Luz  |  13/10/2008 às 17:06

    Punhobol é legal, de vez em quando rolavam mundiais na Ginástica de NH e vinham várias delegações de outros países — femininas, inclusive.

    Sempre tinha austríacas, alemãs e gurias da NAMÍBIA (de colonização alemã). Mas o jogo, em si, nunca olhei, sdjasdg.

  • 106. Prestes  |  13/10/2008 às 17:18

    Se for por critério de quantidade de torcedores, aí vasco e flamengo é o maior. Só que em rivalidade não. Até por que essa torcida do Vasco só existe em pesquisa e em padaria.

    Acompanhei o Bola Preta, na Cinelândia, a uns anos atrás. Devia ter um milhão de pessoas. O camarada brincou com os times e simplesmente todos menos uns quinze eram flamenguistas.

    Não sei se o Grenal é o maior ou não, o que importa é a sensação de cada um no seu clássico. Mas acho que essas torcidas do RJ são inventadas, não existem, só a do Flamengo. É que nem a do São Paulo, dizem que é a terceira do País. O time disputando o título e o Morumbi completamente às moscas na quinta-feira. Aí vai dizer que o São Paulo tem rivalidade com alguém, não cola. Nem são muito chegados em futebol, em geral. Não acho que fanatismo seja vantagem na vida de alguém, pelo contrário, mas se for pra medir rivalidade, é critério básico.

  • 107. fino  |  13/10/2008 às 17:24

    Santo Angelo x São Luiz.

    Mazáaa

  • 108. Francisco Luz  |  13/10/2008 às 17:28

    Prestes, aqui no RS não tem muitos, mas no nordeste (ou, ao menos, os nordestinos que eu conheço) são TODOS vascaínos. Nunca vi alguém de fora do Rio e de SC ser flamenguista, por exemplo.

    Por outro lado, tenho parentes no Maranhão, e são todos vascaínos e torcedores do MAC – Maranhão Atlético Clube.

  • 109. Lila  |  13/10/2008 às 17:29

    Rivalidade sim é critério, mas como foi dito aqui mais cedo, tanto Hell Djãnêro quanto São Paulo têm isso mais diluído.

    Exemplo? Rival, pra mim, é o Vasco. Mas pro cara aqui do meu lado pode ser o Fluminense ou o Botafogo (que vem crescendo nessa de querer bater de frente consco). Eu mesma digo que só existem 2 times grandes por aqui, já que os outros são médios que nao sabem direito seus lugares no mundo. Isso é rivalidade? Não. Simplesmente porque não acho grandes o suficiente para serem chamados de rivais. (Mas, claro, quero sempre que se dêem mal, não importa a situação. Acho uma atitude digna).

    Mas não acho MESMO que o ponto do André tenha sido rivalidade, mas quantidade de gente espalhada pelo país. E, como disse no outro comentário: cada um achará o seu clássico o maior, mas só is flamenguistas estamos certos. =D

  • 110. Lila  |  13/10/2008 às 17:30

    *os

  • 111. Prestes  |  13/10/2008 às 17:44

    Pra mim, gente espalhada pelo país não faz clássico. Aliás, aposto um café como não há o menor clima de clássico em Manaus, Boa Vista, Cuiabá, Campo Grande, São Luis, Maceió, quando jogam qualquer clube de fora.

    Aliás, relato de um amigo cuiabano: “Estranhei muito que quando jogam os clubes de Poa, a cidade pára, e quando joga a seleção, acontece o contrário. Em Cuiabá, só se nota que há futebol em jogos da seleção”.

    Tenho três primos flamenguistas em Salvador. Não estão nem aí pro Vasco. Como também o marido de uma prima é gremista e não tem qualquer sentimento de desprezo ao Inter.

  • 112. Rudi  |  13/10/2008 às 17:48

    Prestes, dai depende, se o cara é de lá e por um caminho ou outro da vida torce prum time de fora, ou foi morar lá…
    no Serra Dourada sábado se ouvia muito o famoso “atirei o pau no gremio” dentro da torcida do inter…

    Ah, e o lavador de dinheiro do InterSM – Paulo Pimenta, estava lá também

  • 113. Luiz Filipe  |  13/10/2008 às 17:49

    Se alguém tiver tempo, no link
    http://www.footballderbies.com

    é um site sobre os maiores clássicos e coisa e tal.
    vale a pena dar uma olhada.
    e direto para o crássico em questão
    http://www.footballderbies.com/honours/index.php?id=113

  • 114. Rudi  |  13/10/2008 às 17:52

    24 August 1997

    Gremio – Internacional

    Internacional

    Brazil League

    2 – 5

    ‘4

    Correa Dionísio, Christian

    ’32

    ., Sandoval

    ’61

    Souza, Fabiano

    ’68

    Souza, Fabiano

    ’73

    Manoel, Sérgio

    ’83

    Rosa, Marcelo

    ’90

    ., Gilmar

    gostei disso

  • 115. Rudi  |  13/10/2008 às 17:53

    http://www.footballderbies.com/results/match_details.php?id=113&match_id=723

    esse link tá melhor

  • 116. Prestes  |  13/10/2008 às 17:55

    Isso sim. Por isso que em Brasília acho plausível uma rivalidade Vasco x Flamengo.

    Mas em outros lugares o movimento é exatamente contrário, sai do Norte/Nordeste e vai pro Sudeste. Ou seja, dificilmente um flamenguista da Paraíba veio do Rio. O mesmo não vale para o clássico Grenal em que quase todos os torcedores espalhados pelo oeste catarinense e paranaense, MS, MT, RO, TO, DF, já se espalhando para sul do Maranhão e Piauí e oeste da Bahia, vieram do RS e convivem geralmente entre si, vivenciando o clássico.

    Conclusão: Grenal é maior e vamos aos 200.

  • 117. Rudi  |  13/10/2008 às 17:55

    http://www.footballderbies.com/honours/index.php?id=95

    quero ir nesse jogo… hehehe

  • 118. Lila  |  13/10/2008 às 17:58

    Prestes, isso é discussão sem fim. Porque oi, eu não tenho o menor interesse em ir a GrexNal ou Cruzeira x Galo ou a qualquer clássico paulista. Nem ao meu clássico eu tenho mais vontade de ir. E ainda assim, acho o meu MUITO MAIOR QUE O TEU. É coisa de clubista. De fanático. E não interessa qual a razão.

    E conheço histórias de flamenguistas exilados que viveram/vivem o clima de RIVALIDADE de clássico no nordeste, por exemplo. Ou seja, não é porque eu não vi que não não existe (exceção feita ao Suriname, claro).

    Só acho uma pena que rivalidade tenha se transformado em “eu destruo mais do que você”…

  • 119. Prestes  |  13/10/2008 às 18:13

    Relaxa, Lila. É só um pouco de polêmica gratuita pra animar minha segunda-feira.

    Mas tô pra te dizer que tem mais turistas surinameses no Rio que torcedores do Vachco.

  • 120. Rudi  |  13/10/2008 às 18:21

    O estádio Andre Kamperveen de Paramaribo sedia jogos de boas equipes, tais como o Robin Hood…
    vejam mais sobre o futebol surinameño (é isso?) em http://www.soccerlogos.com.br/base.asp?pag=federacao.asp&conf=2&loc=185

  • 121. Prestes  |  13/10/2008 às 18:27

    Pq não surinamenho?

  • 122. Rudi  |  13/10/2008 às 18:31

    talvez, não faço nem idéia… meus conhecimentos em holandes não são muito bons

  • 123. Prestes  |  13/10/2008 às 18:44

    Ah, mas eu tenho um pézinho na Holanda. Tenho uma forte relação com o Ajax desde guri. Os holandeses colonizaram o Nordeste, né, minha mãe é de lá, aí herdei o gosto pelo Ajax, dkdfkjdfkdldsjfkdlfjdkfjdkf

  • 124. Diogo  |  13/10/2008 às 19:00

    “Prestes, aqui no RS não tem muitos, mas no nordeste (ou, ao menos, os nordestinos que eu conheço) são TODOS vascaínos. Nunca vi alguém de fora do Rio e de SC ser flamenguista, por exemplo.”

    WAT?! Flamengo tem torcida em tudo qto é parte. Possível exceção é o RS, mas olhe lá q deve ter um ou outro perdido.

  • 125. Francisco Luz  |  13/10/2008 às 19:02

    Ok, Diogo, mas falo somente do que eu vi. Nunca fui para o nordeste, mas conheço vários nordestinos que vieram aqui de passagem para negócios, essas coisas. E, curiosamente, todos são vascaínos e torcedores de alguém nos seus estados.

  • 126. Rudi  |  13/10/2008 às 20:59

    pessoal que trabalhou comigo em brasilia tinha mais vascaínos que flamenguistas, e – pasmem – achei até um botafoguense nascido no ceará, criado no RS, morando em brasilia

  • 127. Almir  |  13/10/2008 às 21:01

    Independente x Tupanuara
    Passa Tempo x Fita Azul
    Conquistano x Associação

  • 128. Rafael Evangelista  |  13/10/2008 às 21:19

    Esporte é futebol, o resto é educação física.

    Como palmeirense, considero rival o corintinha. O SPFW é inimigo.

  • 129. Carlos  |  13/10/2008 às 21:43

    Prestes…pé na holanda…o máximo de pé na holanda q tu tem é pé de fumo, rapá…

    Chileno falsificado, filho do Guiñazu!

    çlasfkasçdkçsadçkasdçkasçddkasçdlk

  • 130. Lila  |  13/10/2008 às 21:47

    WAT?! Flamengo tem torcida em tudo qto é parte. Possível exceção é o RS, mas olhe lá q deve ter um ou outro perdido.

    Nem lá é exceção. Flamenguista é realmente que nem barata, tem em tudo que é canto. E sempre de GANGUE.

    Prestes, pra existir surinamês precisaria existir Suriname. E eu não tenho certeza da existência de tal país… Mas, sério, tem muito vascaíno no Rio. Mais do que botafoguenses e tricoletes… hahahahhahahahah

  • 131. Luís Felipe  |  13/10/2008 às 22:13

    para mim, clássico mesmo é local.

    azar que haja clima de clássico num Real X Barça em Manágua.

  • 132. Fernando Cesarotti  |  13/10/2008 às 22:16

    Lila, o Suriname existe, o que não existe é o Acre.

  • 133. fabio  |  14/10/2008 às 00:31

    e o santos não é rival..até SIMPATIZO com o time, e isso o torna tão MIMOSO quanto a LUSINHA…nem desperta ódio nem a mais INCRUENTA inveja…

  • 134. FÁBIO PACHECO DOS SANTOS  |  14/10/2008 às 00:47

    O MAIOR DE TODOS OS JOGOS, O FLA-FLU. O CLÁSSICO DAS MULTIDÕES REGISTROU O MAIOR PÚBLICO DO MUNDO ENTRE CLUBES: 194.603 PRESENTES , SENDO QUE 177.020 PAGANTES. PRECISO DIZER MAIS.

  • 135. andré  |  14/10/2008 às 02:48

    Oi gente!
    Continuo com a tese que o vasco x flamengo é maior.
    Prestes, a maior parte da torcida do Vasco não é carioca ou fluminense. É de fora do RJ.
    Acho que o conceito de rivalidade é bem amplo. Como eu disse, essa idéia de oposição entre duas metades de uma cidade é atraente para quem pensa num clássico.
    O que eu aponto é que é no mínimo surpreendente que brasileiros do Amazonas, por exemplo, se unam com mais fervor e energia do que os cariocas para ver o Vasco e Fla.
    Penso que fazemos parte de um país. O Boca X River, por exemplo, não é o que é somente pelo fato de os clubes terem maior torcida na Plaza de Mayo, mas em toda Argentina.
    O que eu digo é que clássico com rivalidade com mais feição nacional, que sensibiliza mais corações e cerveja por mais lugares do Brasil , é o Vasco e Flamengo.
    Agora, evidentemente, rivalidade existe no Grenal, no Atlético e Cruzeiro, Palmeiras e Corinthians. Não dá para medi-la: seria até escroto afirmar que uma é maior que a outra.
    abraço a todos

  • 136. dante  |  14/10/2008 às 08:57

    “Como palmeirense, considero rival o corintinha. O SPFW é inimigo”

    f]alfsdlkfçskdflçskdfs

    sensacional.

  • 137. Gustavo  |  14/10/2008 às 09:03

    Quem conhece o RS sabe que o Grenal movimenta TODOS os RINCÕES da província. TODOS, sem exceção.

    É evidente que no interior de SP e do RJ o pessoal também torce pros times da capital. Mas, vejam bem, em MG há várias regiões em que o interior torce para cariocas. No norte do PR, o pessoal torce pros paulistas, não pros times de Curitiba.

    Claro que, se o Flamengo fosse campeão brasileiro hoje, se ouviria manifestações tímidas em Porto Alegre e em várias cidades gaúchas. Migração existe desde sempre. Mas, nascidos e criados no RS dificilmente torcerão para outros times que não Grêmio ou Inter.

    Tenho um amigo que é gaúcho, sempre viveu aqui, mas é palmeirense. Explicação: o pai dele é paulistano e torcedor do Palmeiras.

    Teve uma grande onda de migração de catarinenses para o RS há uns poucos anos, especialmente pessoal do oeste. Embora aquela região seja predominantemente grenal, tem muita gente de lá que torce pra cariocas (assim como a maioria dos litorâneos e pessoal do vale do Itajaí). Por isso, está mais fácil achar flamenguistas e vascaínos em terras rio-grandenses também.

  • 138. Lila  |  14/10/2008 às 09:35

    Fernando, entenda : eu sou agnóstica do Suriname. Não tenho como acreditar ou desacretidar na existência de tal província.

    Vi mais camisas do Flamengo em Porto Alegre do que em São Paulo, einhô.

    E todos os comentários só provam o que eu já disse lá em cima: clássico é aquilo: O MEU É MAIOR QUE O TEU.

  • 139. André K.  |  14/10/2008 às 09:52

    Nas dez unidades da República tabuladas pelo Datafolha no assunto, somente no RS a fidelidade aos principais clubes locais é maior do que a registrada no RJ -84% dos gaúchos dizem ser seguidores do Grêmio ou do Internacional, ambos sediados na capital, Porto Alegre

    http://www1.folha.uol.com.br/fsp/esporte/fk1301200803.htm

  • 140. Lila  |  14/10/2008 às 09:58

    Tá, André K., gaúcho melhor em tudo, beijo. ¬¬

  • 141. André K.  |  14/10/2008 às 10:08

    Não Lila,

    entre o que tu acha e o que diz um instituto de pesquisa, o que deve prevalecer?

  • 142. Lila  |  14/10/2008 às 10:15

    84% dos gaúchos dizem ser seguidores do Grêmio ou do Internacional

    Se eu estiver em Porto Alegre e eventualmente participar de uma pesquisa dessas, sou considerada gaúcha?

    Sério mesmo que você acredita em institutos de pesquisas? Brasileiros? Geeeeente…

  • 143. André K.  |  14/10/2008 às 10:25

    Se eu estiver em Porto Alegre e eventualmente participar de uma pesquisa dessas, sou considerada gaúcha?

    A mesma coisa vale para o Rio.

    Contudo, bons institutos de pesquisa usam métodos cientificos (amostragem,etc…), e certamente te perguntariam bem mais do que simplesmentes qual time torce.

    em diversas ocasiões o datafolha se mostrou bem confiavel.

    Mas isso não importa, importante é saber o que tu acha.

    Aliás, louvo essa tua postura, de argumentar sem ter nenhum numero, nenhum dado ou nenhum fato para usar de sustentação.

  • 144. Lila  |  14/10/2008 às 10:34

    Então tá, André K. Você é foda, eu sou idiota.

    Fim da discussão. Gaucho melhor em tudo. Adeus.

  • 145. fino  |  14/10/2008 às 10:37

    Não sei quem é o mais rabugento, o AK, o LF ou o Prestes…

    sdfanjsdafjkasdfjhasdfhk

  • 146. André K.  |  14/10/2008 às 10:40

    Não Lila.

    Tu tem razão.

    Flamengo maior torcida do mundo. Mais querido do brasil. etc…

    fica fácil desse jeito, não?

  • 147. Prestes  |  14/10/2008 às 10:45

    A Lila anda meio rabugenta também. Falei

  • 148. Prestes  |  14/10/2008 às 10:46

    Falei que um milhão menos quinze eram flamenguistas no carnaval do Rio e nem assim a moça se acalmou. Quis por que quis defender o Vasco.

  • 149. Prestes  |  14/10/2008 às 10:49

    André K eu não usaria pesquisas nacionais pra legitimar qualquer coisa que diga respeito a torcidas. Acho, por exemplo, que a torcida do Inter é infinitamente maior que as de Botafogo, Cruzeiro, Galo, Santos, Fluminense e não é o que dizem as pesquisas.

  • 150. fino  |  14/10/2008 às 10:52

    Vão pro inferno vocês.

    Já perdemos a Izabel, agora vamos perder a Lila também… uisdhayjsdfuabn

  • 151. Ismael  |  14/10/2008 às 10:52

    uhh, 5ª série rolando afú por aqui…

  • 152. Gralha  |  14/10/2008 às 13:20

    Lila, acho que o que o pessoal quer dizer é que quem nasce aqui acaba caindo entre Grêmio e Inter. Claro que deve ter UM que OUTRO perdido, mas alguém conhece algum flamenguista aqui?

    O único que eu conheço é carioca…

  • 153. João  |  14/10/2008 às 13:26

    Só vi esta dicussão agora. Mas eu tenho uma tese, é a seguinte: No cone sul, por algum motivo inexplicado, as coisas sempre se dividem em duas. Por isso as rivalidade são maiores. Eu acho que o cone sul tem uma semelhança cultural com a Espanha, principalmente com a Galícia.
    Já “no Brasil” é diferente, a semelhança é mais com Potugal.
    HAHAHAHAHA

  • 154. Gustavo  |  14/10/2008 às 13:57

    Se eu tivesse levado 3×0 em casa, também estaria rabugento.

  • 155. Junior  |  14/10/2008 às 15:29

    Não acho válido usar o tamanho das torcidas como parâmetro de rivalidade. Pelo critério de torcidas, o maior clássico do mundo deve ser “Pequim Nanking” x “Pequim Yakisoba”. E o maior clássico de seleções é China x Índia.
    Vasco x Flamengo não é unânime nem entre os cariocas, boa parte considera o Fla x Flu como o clássico de maior rivalidade. Quando há mais de dois times grandes em uma mesma cidade, qualquer clássico perde um pouco de seu valor, sempre haverá uma terceira grande torcida que será indiferente àquele jogo. Por esse motivo, Boca x River não entra no meu Top 3 de clássicos com maior rivalidade, que são (sem ordem de preferência): Internazionale x Milan; Gre-Nal e Celtics x Rangers. É lógico que esse critério é arbitrário e é um critério meu, rsrrsrs. Não há como definir um critério justo para designar qual clássico tem mais rivalidade, cada um terá o seu. Por isso, a discussão entre o André K e a Lila jamais terá fim e ninguém terá a razão.

  • 156. Álisson  |  14/10/2008 às 15:37

    Todas as discussões envolvendo o AK jamais chegam ao fim.

  • 157. Prestes  |  14/10/2008 às 15:51

    uhdsauhdsauhdsudhsaudshusahasdu

  • 158. André K.  |  14/10/2008 às 16:07

    Só uma coisa.

    A discussão não era minha.

    Era do Gustavo e da Lila.

    O Gustavo tava questionando essa presença do Flamengo em outros estados. E eu acabei trazendo um dado que, ao menos no RS, ajudava a “tese” do Gustavo. Daí, a Lila ficou braba, sabe-se lá por que.

  • 159. André K.  |  14/10/2008 às 16:10

    Outra coisa.

    Ao menos nesta eleição da trivela a escolha do grenal não foi uma coisa de O MEU É MAIOR QUE O TEU.

    O Caio Maia, editor do Trivela, esteve no sala de redação hoje e disse que somente um gaúcho (David Coimbra) votou.

  • 160. Prestes  |  14/10/2008 às 16:26

    Gente a discussão é de todos (GRILO, Bicho; 1972)

    Mas o Andre K. sobressai por que na hora de falar uma bobagem, de mandar o Dante se fuder e pedir uma ceva ele nunca aparece. Mas quando tem uma polêmica ele entra impávido com seus indefectíveis links, aushdaushdushasuhasud

  • 161. dante  |  14/10/2008 às 16:37

    bá, prestes tem toda razão.

    AK tem um alto índice de retentividade anal [bacchi, 2008].

  • 162. André K.  |  14/10/2008 às 16:42

    Vai te fuder (Antarctica já serve)

  • 163. dante  |  14/10/2008 às 16:49

    pô, AK, pinta lá no camisa 10, quinta-feira, pra fazer umas ANÁLISES TÁTICAS da pelada do impedimento.

    [não pagarei cerveja]

    sdçldsdvs~kl

  • 164. arbo  |  14/10/2008 às 17:26

    dante, faltando um, o césar prestes tá locoprajogar

  • 165. Luís Felipe  |  14/10/2008 às 20:37

    dante está se saindo muito bem na sua campanha em favor do futebol.

    no mais:

    “Pelo critério de torcidas, o maior clássico do mundo deve ser “Pequim Nanking” x “Pequim Yakisoba”. ”

    SENSACIONAL

  • 166. douglasceconello  |  15/10/2008 às 12:00

    Pois é, onde andará Izabel?

    No mais, o maior clássico carioca para mim é o Fla-Flu.

    Até a própria LILA comentou isto uma vez.

    E agora fica aí com esta história de Vasco.

    idajssjsiijasji

  • 167. FERN  |  15/10/2008 às 19:45

    MUNDO: Rangers VS Celtics
    católicos VS protestantes
    britânicos VS irlandeses
    alem do FORTE ÓDIO existentes em qualquer CLÁSSICO de futbol.

  • 168. Olaf  |  17/10/2008 às 03:21

    O maior clássico brasileiro é o Dérby de Campinas: Ponte Preta versus Guarani

  • 169. Anônimo  |  17/07/2009 às 14:45

    Sou o mais o bom e velho BaxVi.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: