Archive for setembro, 2008

Um espetáculo com os dias contados

A primeira coisa que eu vou falar nesse texto também poderia ser a última, já que resume o drama todo. Mas a coisa chegou num ponto em que o Gre-Nal das torcidas já não compensa o risco. Enquanto não morrer gente  – seja no Olímpico, seja no Beira-Rio – as pessoas não vão se convencer que o clássico Gre-Nal já não comporta duas torcidas. (mais…)

30/09/2008 at 16:00 194 comentários

A um ponto do eldorado

Os aficionados do Impedimento com certeza lembrarão do que disse Gamarra sobre Arce: “Será o melhor treinador do Paraguai”. Pois os ex-jogadores da dupla Gre-Nal só precisam de um ponto para classificar o Rubio Ñu à primeira divisão do futebol paraguaio, um ano depois de assumirem o bolicho como gerenciador e treinador, respectivamente. Um investidor árabe não seria tão eficaz. (mais…)

30/09/2008 at 12:39 9 comentários

Pura cadência

Até algumas rodadas atrás, o Campeonato Brasileiro estava, como anuncia o dito, “tranqüilo e sereno que nem baile de moreno”. Mas a mesma sentença popular complementa: “mas só até a meia-noite”, que é quando a gurizada já tomou uns tragos e puxa o facão para esquentar a brincadeira. A meia-noite da competição, podemos dizer, chegou com esta última rodada. (mais…)

30/09/2008 at 01:27 29 comentários

No Ano VIII, o Gre-Nal do Milênio

A história todos conhecem. Um jogo com placar atípico para um Gre-Nal, daquele que os deuses da bola exigem sacrifícios logo após o apito final. Roth errou (e por que não erraria?) em ter escalado Pereira pelo risco de perder (como perdeu) uma importante substituição. Com apenas duas balas no tambor depois de atirar para o alto aos dez minutos de jogo, o melhor a se fazer no intervalo seria tirar um zagueiro e postar em campo mais um atacante, e não sacar Perea para botar Souza. Souza mostrou mais uma vez que não chega aos pés de Tcheco na armação de jogadas. A Souza falta cadência de jogo e aquela inteligência típica dos meias. É coadjuvante. (mais…)

29/09/2008 at 15:00 46 comentários

O nome do Gre-Nal: Fabiano

D’Alessandro? Coadjuvante. Roth? Nada poderia fazer. Evandro Rogério Román? Não interferiu. O nome do Gre-Nal dos 4 a 1 foi Uh Fabiano. (mais…)

29/09/2008 at 11:48 18 comentários

Chacina numa tarde de primavera

Gostaria de manifestar meu repúdio diante do fato de que aos 28 minutos já tínhamos três gols no Beira-Rio. Em Gre-Nal isto não apenas é um disparate diabólico como mostra-se um perigo para os emocionalmente desfavorecidos e cardiacamente instáveis. E o mais incrível é que, apesar do massacre vermelho, os primeiros instantes da partida mostravam alguma superioridade do Grêmio, erroneamente anunciando um jogo extremamente parelho. (mais…)

29/09/2008 at 00:06 425 comentários

Notícias sobre o nada

 

Que chegue logo esse Gre-Nal.

27/09/2008 at 17:31 48 comentários

Cassino vespertino

Para encerrar uma sexta-feira que antecede a VÉSPERA de um clássico nada melhor que um desafio TEMÁTICO. (mais…)

26/09/2008 at 16:55 82 comentários

Apesar de Tite, colorados empatam; River bate Paladino da Justiça

Com dois jogos, encerrou-se ontem a primeira etapa das oitavas-de-final pela Sul-Americana. Em um Estádio Centenário largado às moscas, o Defensor tomou dois pranchaços de facão do River Plate. No Chile, um time bem meia-boca do Inter trouxe um empate satisfatório em um gol diante da Universidade Católica, que de santa e bem entrosada tinha bem pouco. (mais…)

26/09/2008 at 11:10 81 comentários

Carta Aberta ao Sr. Douglas Ceconello

É uma jogada desinteressante de um jogo 0 x 0. Um adversário chega na lateral e vai fazer um chuveirão, mas erra. Acaba dando uma colherada na bola, fazendo-a subir lentamente em direção ao goleiro. Se no gol estiver Fernando Henrique, ele dará um salto mortal, talvez dois, antes de agarrá-la; se tivermos Taffarel, ele mal olhará para a bola, vai pegá-la com certo desprezo; se for Danrlei, ele baterá na bola com as palmas das mãos, matando-a, ou deixará que ela toque uma vez no chão, depois no seu peito, indo após lentamente até o limite da área para dar um chutão; se em nosso gol estiver Renan ou Leão, os apressadinhos, eles correrão até a bola já olhando o posicionamento do time para repô-la em jogo; mas, se o goleiro for Clemer, ele poderá tomar qualquer uma dessas atitudes ou, pior, tomar todas elas, pois ficará em dúvida até a chegada da bola. E nós ficaremos olhando atentamente, sabendo que tudo pode acontecer. É isso que detesto. (mais…)

25/09/2008 at 15:29 62 comentários

Um causo xavante


Estragar o alambrado tem sido a marca de Alex Martins.

Fosse vivo, Blau Nunes não perderia o jogo de ontem, no Bento Freitas, para ter mais um causo para contar. João Cardoso nem esperaria o mate e correria para a Baixada, onde o Negro Bonifácio, a Tudinha e até mesmo o Nadico estariam comemorando a classificação do Brasil de Pelotas para o octogonal final da Série C. (mais…)

25/09/2008 at 10:51 47 comentários

Aqueles que estão atrapalhando o calendário

Nas últimas semanas a ImpedCorp foi seduzida com milhares de propostas milionárias dos clubes brasileiros, interessadíssimos nos serviços de ESPIONAGEM da equipe para saber quem eram os seus adversários na Copa Sul-Americana. Não sei dizer se DANNY e CECCO aceitaram os cheques que chegaram em envelopes lacrados: eu achei que seria mais de acordo com a ÉTICA compartilhar algumas dessas informações com os leitores, que são a razão da existência deste sítio.

Vamos ver então quem são os inimigos da pátria nesta rodada: (mais…)

24/09/2008 at 11:55 40 comentários

Retrato do goleiro de carne e osso

Em um certo clássico Gre-Nal pela Copa Sul de 2002, o Inter precisava vencer para manter chances de classificação. O Grêmio saiu na frente, com belo gol de GILBERTO. Fabiano Cachaça ressurgiu do colarinho do chopp para fazer um salseiro pela direita e cruzar para o então GENRO DO LUXEMBURGO empatar. A pressão desesperada dos vermelhos continuava, enquanto partida se encaminha para o derradeiro apito. Finalmente, Danrlei cai na área, usando de toda sua experiência em ferrar o Inter. O recém contratado goleiro colorado, por sua vez, abandona a meta, atravessa o campo e coloca o dedo na cara daquele batizado como de Deus, inconformado com a cera. Volta para sua meta, ovacionado pela torcida, sempre disposta a idolatrar atitudes hostis ao rival. (mais…)

24/09/2008 at 01:35 158 comentários

As estradas poeirentas desta Copa

Mal limpamos o orgulho gauchesco do solado dos sapatos e já nos metemos nas estradas do continente para enfrentar os tortuosos porém curtos caminhos que levam ao título da Copa Sula Miranda, que dará ao campeão um punhado de dólares e o direito de participar de uma certa SURUBA BANK, competição provavelmente patrocinada por um banco japonês que finalmente resolveu admitir que curte uma sacanagem com os seus correntistas. (mais…)

23/09/2008 at 16:00 55 comentários

La negra 9

Depois desta rodada, bem que o dia 21 de setembro poderia ser proclamado o “Dia do Centroavante Negro” no Uruguai. O Peñarol decidiu a partida contra o Cerro Largo com dois gols de Abel Hernández, chamado de “la joya” pela imprensa. Do lado tricolor, Santiago García, 17 anos, anotou mais dois gols na sua estatística e começa a ganhar o coração da torcida. Na vitória de 4-0 do líder Danubio sobre o Juventud, Daley Mena marcou o seu. (mais…)

23/09/2008 at 11:55 43 comentários

Posts antigos


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker