Notas sobre um duelo

27/06/2008 at 12:49 168 comentários

Acredito que a força da rivalidade Gre-Nal está, principalmente, nas cores. É claro que os clubes tiveram origens diferentes e traçaram caminhos distintos. Mas é na oposição ferrenha entre vermelho e azul que está a verdadeira potência do nosso eterno maniqueísmo. As cores simplesmente não combinam, não podem ficar lado a lado. O uniforme do Paraná nos prova que a combinação realmente não prospera.

O Gre-Nal jamais poderá ser explicado. Observando com alguma distância é provável que pareça até insosso. Porque tempos atrás eu assisti um VIDEO TAPE de um clássico de meados dos anos 90. Olhando com apartado das condição temporal e do apelo emocional suficientes pude perceber quão ruim tecnicamente havia sido o jogo. E a maioria dos Gre-Nais é assim. Empates são normais, 2 a 0 é goleada.

Comigo acontece simplesmente que fico engasgado do primeiro ao último segundo de um clássico. Quando o Grêmio tem a bola, parece que o gol está desenhado de forma certa e inevitável, mesmo que o volante tricolor esteja lá no círculo do campo brigando com a bola. Sair um gol para o nosso lado parece ser tão provável quanto aquela prima loira e esbelta invadir teu quarto seminua quando tu tinha 14 anos. E nada mais consagrador, mais fiel ao conceito de prazer, que comemorar um gol em Gre-Nal. Nem que a prima viesse junto de duas amigas.

Uma de minhas lembranças mais marcantes e significativas aconteceu em setembro de 1992. Já era um dia absolutamente inesquecível por ser o primeiro clássico a que assistia no estádio. Mas não apenas por isto, o primeiro Gre-Nal até foi o de menos. O Inter vencia por 1 a 0 e o Grêmio teve um pênalti marcado a seu favor. ALCINDO bateu, a bola morreu nas redes. E a torcida do Grêmio comemorou, com um estrondo enlouquecedor. E eram aqueles velhos tempos onde um terço do estádio era reservado aos adversários.

Naquele exato instante eu percebi a real dimensão da rivalidade Gre-Nal. Me dei conta para sempre que havia no Estado um outro time grande e em condições de enfrentar o Inter.. Ver a torcida rival comemorar no teu estádio é uma das coisas mais desconcertantes que existem. Tu simplesmente não sabe o que fazer, o suor brota de todos os poros. Quer correr, mas tem que ficar. Precisa engolir seco e seguir a diante, doído por dentro. Uma AULA DE VIDA, praticamente.

Domingo passaremos por mais uma síncope coletiva. Por duas horas ficaremos suspensos, esquecendo de nossos infortúnios e alegrias, estas coisas tão insignificantes que compõem nossa vil existência. Uma vida inteira que sai de campo quando Grêmio e Inter entram pelo túnel.

(Mas não vão querer ir ao campo para se palhaçar. Não esqueçam dos bons modos, porque quando tu chegar todo quebrado no HPS vai perceber que, apesar de não ser tão FANTABULOSA quanto um Gre-Nal, a vida continua)

Saudações,
Douglas Ceconello.

Entry filed under: Colunas.

Sobre as origens do universo Gre-Nal O Segundo Tempo

168 Comentários Add your own

  • 1. alemao  |  27/06/2008 às 13:10

    bah…já estou num crescente de nervosismo q culminará em um AVC na hora do jogo…

    E essa história de o cara ver o volante do outro time com a bola e achar q fudeu é muito certa. Parece q o abismo sempre tá mais perto q a prima.

    Esse GRE-NAL, por exemplo, friamente o Gremio tá bem melhor, ganhando pode chegar a lider, afundar o inter, essas coisas… o q o cara pensa? Bah, foda, esse é o jogo típico do Grêmio perder…e aí já aparecem mil elocubrações q o edinho vai quebrar o joelho do roger e o time vai desandar…sei lá…

    comigo acontece assim…mas, lá se vai a semana gre-nal e no domingo vão minhas unhas…

  • 2. Carlos  |  27/06/2008 às 13:22

    Bah.

    Perfeito. É EXATAMENTE assim q eu me sinto num grenal. No tiro de meta do inter eu acho q vai dar um gol, me reviro em desespero. Qdo sai um gol do grêmio, é a felicidade suprema.

  • 3. Gustavo  |  27/06/2008 às 13:27

    Putz… Douglas, obrigado DE NOVO pelo fantástico flashback.

  • 4. izabel  |  27/06/2008 às 13:32

    excelente, de novo.
    também me sinto assim no ‘meu’ clássico.
    (embora o figueirense tenha tentado misturar em sua camisa as cores dos dois times. ficou melhor que a do paraná, é verdade).

    – colar o link pro velho impedimento me deu saudades.
    – notou que duas almas perdidas lá postaram em fevereiro deste ano?

  • 5. alemao  |  27/06/2008 às 13:50

    pois é, aquele layout antigo era mais gauchão, o atual tá mais PADRÃO FIFA.

  • 6. Francisco Luz  |  27/06/2008 às 13:57

    Explicou com perfeição o que qualquer pessoa deveria sentir em um gre-nal. Ao menos comigo é assim, também. E a sensação de um gol neles é das coisas mais incríveis que existe.

  • 7. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 14:04

    esse negócio da cor é q é bonito

    levarei minha guria no primeiro grenal dela = vitória tricolor

  • 8. Dudu Kontra  |  27/06/2008 às 14:06

    “levarei minha guria no primeiro grenal dela = vitória tricolor” + gritos de fala sócio!!!

  • 9. douglasceconello  |  27/06/2008 às 14:06

    shusshuhsu

    Obrigado, AMIGOS.

    Usaremos sempre aquele editoral pró-carnificina dentro das quatro linhas.

    “- colar o link pro velho impedimento me deu saudades.”

    Sim, me dá um APERTO também. Saudades.

    “- notou que duas almas perdidas lá postaram em fevereiro deste ano?”

    Pois é. Mas não parecem ter compreendido o ESPÍRITO.

  • 10. Serramalte Extra  |  27/06/2008 às 14:07

    Eu gostava mais quando tinha duas torcidas. Eu ia à pé ao Beira-Rio (moro a cerca de 800/900 metros ao sul do estádio), às vezes até parava para conversar com meus amigos colorados, comprava ingresso, entrava tranquilo e voltava à pé também…

    Hoje em dia se aparecer um gremista ao SE/S/SO/O/NO do Beira-Rio periga ser preso como ameaça à segurança pública, se não for linchado…

    O imbecil recalcado do Vitório cortou os ingressos, o pessoal tocou fogo lá, etc, e agora são só um punhado de “visitantes”. Outra grande conquista da gestão Carvalho/Píffero, parabéns.

  • 11. Gustavo  |  27/06/2008 às 14:09

    Bah Serramalte, deve ser meio triste de morar ali, né?

  • 12. douglasceconello  |  27/06/2008 às 14:11

    É muito triste ver este espaço mínimo para a torcida adversária. Nos anos 90, eu comparecia regularmente ao Olímpico em clássicos. E a divisão era mais ou menos de 25 mil gremistas para 15 mil colorados. No Beira-Rio, a mesma coisa.

    Mas o que fazer? Se fizessem esta divisão hoje, acabava em morte. Até no SHOWBOL uns vadios foram brigar.

  • 13. Serramalte Extra  |  27/06/2008 às 14:13

    deve… olha a vista de tardezinha…

  • 14. Gustavo  |  27/06/2008 às 14:17

    É verdade… compensa com sobras.

  • 15. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 14:17

    Du. Kontra: já a levei a vários jogos e nunca ouvi o famoso “sócio”, acho q imponho respeito fkjdskagjkdg

  • 16. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 14:20

    to me mudando pra perto do olímpico… pegarei o q.. 4 anos ainda?…

  • 17. Alisson Coelho  |  27/06/2008 às 14:21

    Serramalte querendo despertar a inveja alheia!

    No mais estarei com o meu velho na sala de casa, e a minha mãe gritando que “se um enfartar eu não vou levantar uma palha”!!!

    Belo texto!

  • 18. alemao  |  27/06/2008 às 14:21

    [recalque on] Serramalte baixou o novo photoshop. [off]

    Realmente, baita visual…pena ter um beira-rio no caminho…hehehehe

  • 19. tiagón  |  27/06/2008 às 14:22

    pra mim, uma das grandes manifestações da torcida é o coro de “é esse, é esse!”, mandando apertar a marcação num determinado jogador.

    em Gre-nal, eu tenho que me segurar pra não gritar “é esse” até pro gandula.

    rivalidade Gre-nal: poção gaulesa.

    e bah, torcendo muito pra ser um jogo tranqüilo e seguro.

  • 20. Dudu Kontra  |  27/06/2008 às 14:29

    Boa Rômulo, levou na brincadeira, assim é que tem que ser o espírito Gre-nal aqui no Impedimento.

    Só prá sacanear mais um pouquinho: a namor é feia e ninguém quer ser teu sócio???

  • 21. Anônimo  |  27/06/2008 às 14:31

    texto muito colorado, de novo

  • 22. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 14:33

    hauhauha já esperava essa investida, meu contragolpe é isso no más:
    é, … é sim, um TRIBUFU
    jhfgkjhgkj

  • 23. Gustavo  |  27/06/2008 às 14:33

    Meu primeiro Gre-Nal foi 4×1, em 1991. Isso que é começar com o pé direito.

  • 24. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 14:35

    poderia ter uma campanha para DAR NOME ao Anônimo. Cada um fica com o seu daí. Esse aí poderia se chamar HEITOR.

  • 25. fino  |  27/06/2008 às 14:35

    Essa é a maior das verdades.

    Ver a torcida rival comemorar no teu estádio é uma das coisas mais desconsertantes que existem. Tu simplesmente não sabe o que fazer

  • 26. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 14:37

    é verdade, tbm meidentifiquei, principalmente essa coisa do suor… é foda, dá um suor gelado e o tempo passa devagar

  • 27. alemao  |  27/06/2008 às 14:38

    o anônimo poderia ser COSTA & SILVA, GEISEL…dada a sua índole controlatória.

  • 28. fino  |  27/06/2008 às 14:39

    E o mais legal disso, é quando a torcida adversária está fazendo uma baita fuzarca e a torcida mandante segue o seguinte protocolo:

    1 – Fica olhando por uns 30s e pensando “mas que filhos da puta”
    2 – Tenta abafar o grito adversário na vaia
    3 – Responde com outro CÂNTICO

  • 29. douglasceconello  |  27/06/2008 às 14:41

    Ai, Seu Anôminho, não me cansa. Vou começar a escrever sobre Política INTERNACIONAL pra ver se te agrada. ddhuhd

    E é verdade, Rômulo. Antes os nomes eram mais divertidos: Fiscal de Linha, Dono da Padaria, e assim por diante.

  • 30. pasquale  |  27/06/2008 às 14:45

    desconcertante, por favor.

  • 31. Andreas  |  27/06/2008 às 14:46

    Três coisas:

    1. ” prima loira e esbelta invadir teu quarto seminua quando tu tinha 14 anos” – Hahaha, excelente a comparação. E é FATO INDISCUTÍVEL: todo mundo tem uma prima esbelta aos 14 anos de idade. Isso é uma lei da humanidade, praticamente.

    2. O mais assustador de ver a torcida rival comemorando um gol na tua casa é o “efeito-delay”. A bola entra, aquele turbilhão azul explode nas arquibancadas e um, quase dois segundos depois (dependendo de onde tu estiver) o estrondo da gritaria te dá um tapa nos ouvidos. É de matar.

    3. Acabo de comprar meu ingresso lá no Beira Rio e o movimento está FRAQUÍSSIMO.

  • 32. douglasceconello  |  27/06/2008 às 14:56

    Obrigado, Pasquale. Passei lotado.

    E de fato, Andreas. Aquele segundo até chegar o som da comemoração adversária é uma picareta no coração. Porque enquanto o barulho não chega parece que o gol ainda não de tornou REALIDADE, que algo pode acontecer para reverter aquela INJUSTIÇA. hushssush

  • 33. Alisson Coelho  |  27/06/2008 às 15:00

    Todo gol do adversário é uma INJUSTIÇA. Não importa a situação!!!

  • 34. izabel  |  27/06/2008 às 15:07

    essa de ver a torcida rival comemorando é a pior coisa que tem, realmente.

    e esse momento ‘delay’ também é intraduzível em palavras… o silêncio que dura milésimos de segundos, ver o maluco que fez o gol correndo sem saber direito aonde está sua torcida. sem palavras…

    “o anônimo poderia ser COSTA & SILVA, GEISEL…dada a sua índole controlatória.”
    HAHHAHAHAHAHAH

    e douglas #29, gostei de ler isso. tava morrendo de medo de vc dar ouvido aos ‘apelos’ do pobre órfão. o que importa mesmo é a QUALIDADE dos textos, e não o time do autor.

  • 35. dante  |  27/06/2008 às 15:12

    eu brincava de médico com uma prima mais velha, bem gostosa.

    funcionava assim: ela dizia “tá, vamos brincar de médico, eu sou a médica, tu é o paciente. deita aí”.

    aí eu ficava deitado. A TARDE TODA. SOZINHO.

    no fim da tarde ela vinha me chamar e dizer: “pronto, tá curado, pode ir embora, seu paciente. acabou a brincadeira de médico!”

    : /

  • 36. dante  |  27/06/2008 às 15:18

    cara, que ABSURDO o que esse GEISEL falou.

    porque eu me dei ao trabalho de reler o texto [uma tortura çlksajfdsadlkj] e poderia perfeitamente ter sido escrito por um gremista. não tem NADA, fora um “nosso lado” [em contraponto à citação do grêmio umas linhas antes], que torne esse texto “colorado”.

    putaquepariu, é muito CHAUVINISMO.

    desafio esse fulano a apontar algo no texto que o torne colorado.

  • 37. alemao  |  27/06/2008 às 15:19

    Dante, isso é brincar de SUS, não de médico.

    Fica ali no corredor naquela fila alí ó…

    hehehe

  • 38. Carlos  |  27/06/2008 às 15:23

    31 e 32

    Comentários mais q perfeitos. Eu era muito idiota de achar q só eu, na minha doença anti-inter, sentisse isso. Graças a deus não é assim.

  • 39. douglasceconello  |  27/06/2008 às 15:23

    Cara, preciso compartilhar com vocês algo que está me tirando o sono. Estou desesperado com esta TOLERÂNCIA ZERO com trago no trânsito.

    Entendo a lei, acho coerente e tal. Mas isto é minha consciência POLÍTICA, porque individualmente estou em pânico.

    Acontece que moro em Cachoeirinha, mas minha vida acontece em Porto Alegre. Saio à noite para ver os amigos em Porto Alegre e é ali que tomo meus BIRINIGHTS. Em Cachoeirinha, se tu pára num bar e pede uma ceva, o cara te dá um tiro.

    Assim sendo, eu tenho de dirigir TRINTA quilômetros para voltar para casa. Passo por uns TRÊS locais onde regularmente são feitas batidas policiais. Há tempos não volto muito ESTRAGADO – esta fase de BORN TO BE WILD já eras, agora ando só no FOLK STYLE – mas certamente serei PRESO se tiver que assoprar qualquer bafômetro, pois não sou de sair e pedir UM chopp. Também não vou pedir um SUCO: simplesmente NÃO SAIO de casa.

    Voltaria bem faceiro de táxi, mas o diabo é que para chegar até o MATAGAL (exagero) onde moro gastaria uns SESSENTA reais. Com este dinheiro, mais aquele que eu já teria BEBIDO, o estrago na economia pessoal seria devastador.

    E agora estou apavorado. Terei de parar de beber até daqui uns dez dias, quando pretendo me mudar e abandonar o carro.

    Enfim, um DESABAFO. Pode não parecer, mas para mim é um problema gravíssimo.

  • 40. dante  |  27/06/2008 às 15:27

    e é.

    pergunta: ficaremos sem a genialidade dos teus textos?

    : |

  • 41. alemao  |  27/06/2008 às 15:28

    tchê, com a GRANA q tu tira do caixa 2 da ImpedCorp certamente poderia contratar um motorista num bmw a prova de balas…

  • 42. alemao  |  27/06/2008 às 15:30

    além de pegar umas garoutas no caminho

  • 43. Lila  |  27/06/2008 às 15:31

    Hell Djãnêro >>>>> Porto Alegre

    Só tem UM aparelho de bafômetro aqui. HAHAHAHHAHAHAHAHHAHAHAHHAHAH

  • 44. Lila  |  27/06/2008 às 15:37

    Quanto a chamar o Anônimo de Geisel, vocês sabem que o nome do general era Ernesto, né? E tudo que a gente não precisa é de um Ernesto colorado e outro gremista, né? NÉ?

  • 45. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 15:38

    faça como eu, more na cidade baixa e esqueça o amanhã

  • 46. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 15:39

    É, lila!

  • 47. FERN  |  27/06/2008 às 15:43

    é sempre legal uma semana clássica!!!!!!!!!!!!!!!
    ahhhhhhhhhhhhhhhh…

  • 48. Gustavo  |  27/06/2008 às 15:46

    Pois é… mas tu tá indo pra perto do Olímpico, agora…

  • 49. alemao  |  27/06/2008 às 15:47

    bah lila, nao me liguei…q tal COSTA Y SILVA?

  • 50. FERN  |  27/06/2008 às 15:51

    Gustavo-48, eu li agora os 5 coments anteriores ao meu, e não encaixei suas resposta neles,logo se não for pra mim, me desculpe…

    VAI TOMAR BEM NO MEIO TEU CÚ!!!

  • 51. Lila  |  27/06/2008 às 15:51

    Costa e Silva se chamava Artur. NÃO PERMITIREI tal profanação com o nome do ídolo máximo da Nação.

    Sugiro Médici, que vocês ainda podem dizerpois é, você não gosta de mim, mas tua filha gosta…

  • 52. alemao  |  27/06/2008 às 15:53

    Lila, q tal… ANÔNIMO?

  • 53. Lila  |  27/06/2008 às 15:54

    Fern, deixa de ser besta! Ele tava falando com o Romulo que diz estar se mudando pra perto do Olimpico. Ô mania de perseguição, gente.

    Trabalhar? Numa sexta? Mas pra quê?

  • 54. Gustavo  |  27/06/2008 às 15:58

    Obrigado Lila.
    Sim, FERN, é isso mesmo que a Lila explicou.
    Tá todo faceiro porque aprendeu a usar o negrito. ghlsgusgl

  • 55. Jabba  |  27/06/2008 às 15:58

    Douglas, essa lei é realmente um absudo total.
    Não defendo que ningúém encha a carcaça e saia por ai dirigindo, nesse caso tem mais é que prender mesmo. Mas tu não poder tomar uma ceva depois de jogar uma bola com a parceria, não poder sair para jantar com a mulher/namorada/amante e tomar um vinho é uma invasão da vida privada inaceitável.
    Daqui a pouco vamos estar com saudade do Ernesto (o Geisel).

  • 56. izabel  |  27/06/2008 às 15:59

    sexta perfeita no impedimento.

    pro anônimo, sugiro VARGAS. e um belo final feliz.

  • 57. Gustavo  |  27/06/2008 às 15:59

    Se bem que a Cidade Baixa é próxima do Olímpico…

  • 58. FERN  |  27/06/2008 às 16:01

    se sim faço valer as 2 palavras anteriores… é que foi em seguida e fazia todo sento provocativo, ja mania perseguição não se refere a mim, né?

    MIL DESCULPAS, GUSTAVO, SOU UM IMBECIL…

  • 59. Beto Borracho  |  27/06/2008 às 16:02

    Se o cara vai levar essa lei a sério, tem que cortar até o vinagre da salada!

    Tinha que ter tolerância zero para:
    Apito ou as cornetas de ar comprimido (nos estádios de Recife é mato).
    Imbecil que fica falando no cinema
    Quem fuma em restaurante (área de não fumantes, lógico)
    Para quem não da sinal antes de atravessar na pista
    ……

    Mas isso aqui é brasil, daqui a pouco alguém joga o filho(a) da janela, a mídia passa três meses em cima e logo-logo esquecemos de tudo. E viva as CPIzes!

  • 60. dante  |  27/06/2008 às 16:04

    “Tá todo faceiro porque aprendeu a usar o negrito”

    acabo de ser demitido.

  • 61. FERN  |  27/06/2008 às 16:04

    Gustavo-54, VERDADE, enfim a inclusão digital!!!!!

  • 62. Gralha  |  27/06/2008 às 16:05

    Aquele segundo até chegar o som da comemoração adversária é uma picareta no coração. Porque enquanto o barulho não chega parece que o gol ainda não de tornou REALIDADE, que algo pode acontecer para reverter aquela INJUSTIÇA.

    MORRI MIU VÊIZ.

    é bom estar de volta a este humilde espaço sideral.

  • 63. Lila  |  27/06/2008 às 16:08

    Se bem que a Cidade Baixa é próxima do Olímpico…

    Tudo é mei perto e o taxi é mó barato em Porto Alegre, né? Tipo, do centro eu gastei uns 10, 12 reaus de taxi pra Azenha. Mesmo que gastaria do Mario Filho pra casa. E eu moro a 15 minutos a pé de lá.

  • 64. dante  |  27/06/2008 às 16:08

    sobre o assunto CACHAÇA, estou bolando ESTRATAGEMAS, tipo:

    “pô, seu guarda, trabalho com DEGUSTAÇÃO DE CERVEJA, tô saindo do trampo todo filhadaputa depois de um dia estafante de trampo e o senhor quer me prender?”

    “pô, seu guarda, trabalho de frentista num posto, fico o dia inteiro com esse bafo de álcool…”

    outra boa pedida é, quando o PM der o bafômetro com o canudinho pra tu soprar, tu recusa como se fosse um DRINK, dizendo: “não, TÔ NA CEVA, melhor não misturar”.

    assalçk

  • 65. FERN  |  27/06/2008 às 16:10

    Dante, pelo 2 e pelo3

    MORRI ETERNAMENTE!

  • 66. douglasceconello  |  27/06/2008 às 16:11

    Melhor é tu perceber a batida policial, parar o carro e pular para o banco do carona. Ao ser ABORDADO, responder: “O motorista já volta”.

    ashdusahdiasd

  • 67. douglasceconello  |  27/06/2008 às 16:12

    Ou passar pela batida DE RÉ para tentar CONFUNDI-LOS.

  • 68. FERN  |  27/06/2008 às 16:13

    dor no maxilar…

  • 69. alemao  |  27/06/2008 às 16:15

    dante 64. o último é o q tem maior possibilidade de funcionar.

    mas o melhor é abaixar no banco, desligar os faróis e sentar o pé no acelerador…tipo mach 2…

  • 70. alemao  |  27/06/2008 às 16:16

    * estratagema acima não funciona com FUCAS

  • 71. Francisco Luz  |  27/06/2008 às 16:20

    Foda é que não dá pra comer sagu.

    E essa lei é idiota ao extremo. Se a proibição pura e simples funcionasse, qualquer país mais decente que o Brasil já teria adotado essa medida.

    Mas, como sempre, a genialidade BROTA destas terras.

  • 72. Beto Borracho  |  27/06/2008 às 16:24

    Francisco, os caras usam como parâmetro a ‘tolerância zero’ usada contra as drogas.

    E tu sabes o quanto esse tipo de lei deu certo, o Beira Mar ta preso, trafico virou lenda e para uma criança no brasil saber o que é maconha, só procurando no google!

  • 73. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 16:26

    ehhehe, é, gustavo… mas o menino deus é cinco minutos da Cidade Abaixo

  • 74. Beto Borracho  |  27/06/2008 às 16:26

    *e para que uma criança no brasil saiba o que é maconha…

  • 75. Francisco Luz  |  27/06/2008 às 16:29

    Sim, exato. Pensamento mágico para sempre.

    Mas… bom, de política eu desisto de falar. Não vai adiantar nada, mesmo.

  • 76. douglasceconello  |  27/06/2008 às 16:29

    Sim, concordo. Esta lei vai cair no ABISMO DO DESCASO. Mas, como o lance é novo, eles estão alucinados nestas batidas policiais. E ficarão nessa FÚRIA por uns 15 dias, tempo MAIS DO QUE SUFICIENTE para eu ser PRESO.

  • 78. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 16:33

    “pro anônimo, sugiro VARGAS. e um belo final feliz.”
    final feliz jahjhajhajh, boa izabel

  • 79. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 16:34

    opa.
    boa,
    izabel

  • 80. douglasceconello  |  27/06/2008 às 16:40

    Rômulo esquecendo vírgulas de propósito. hahauha

  • 81. dante  |  27/06/2008 às 16:43

    arbo, abre o olho senão a paraguaia te dá uns cascudos.

    lçdlds

  • 82. Gustavo  |  27/06/2008 às 16:47

    Douglas, te mandei um mail… recebeu?

  • 83. izabel  |  27/06/2008 às 16:53

    engraçado é que eu não por aqui na terra da paulistada – ó povo infame – ainda não se falou nesse assunto.
    ou melhor, não com o ardor que o jornalista de POÍTICA INTERNACIONAL pôs aqui em pauta.

  • 84. izabel  |  27/06/2008 às 16:58

    pra entender a primeira frase, só deletar o “eu não”

  • 85. fino  |  27/06/2008 às 17:01

    bah essa lei do trago tá foda mesmo…

    se na Libertadores do ano passado estivesse em vigor, sei lá o que poderia me acontecer… ia pra cadeira elétrica.

    Depois do jogo contra o Defensor, meu amigo me contou (eu não lembro disso) que na esquina da Princesa Isabel com a João Pessoa, paramos na sinaleira e instantes antes do sinal abrir eu meti a cabeça pra fora e falei prum brigadiano: “E AÍ PORCÃO?”

    E saí fincado quando abriu o sinal.

    Não deu em nada, por isso ainda acho que é mentira do meu camarada.

    Hoje ouvi na Gaúcha o Coronel Mendes Mendes falando que tão fazendo 60 mil abordagens por dia no Estado e que no final de semana vão intensificar as blitz…

  • 86. Junior  |  27/06/2008 às 17:09

    Lila: a música do Chico não foi para o Médici, foi para o Geisel. Em compensação, o Geisel deve ter lançado uma maldição forte para cima do Chico, afinal, a filha do Chico casou com o Carlinhos Brown. Ter o C. Brown como genro é a única coisa pior que perder Gre-NAL!
    Obs: Os países nórdicos também adotam tolerância zero em relação à bebida e direção. O trânsito está uma carnificina e é estaticamente provado que na maioria absoluta dos acidentes fatais, há motoristas bêbados. A solução é um “rodízio de amigos”, a cada noite, um não bebe.

  • 87. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 17:11

    bem lembrado, dante – paraguaya hasta siempre

  • 88. douglasceconello  |  27/06/2008 às 17:14

    Recebemos, sim, Gustavo. Apenas estou na correria sem limites. Mas responderemos, por certo.

    E a noite vai caindo e eu vou ficando cada vez mais desesperado.

  • 89. izabel  |  27/06/2008 às 17:15

    ah tá, e concordo com o junior.
    tolerância zero. mas com BÊBADOS ao volante. e não com pessoas com bafo de quem tomou uma taça de vinho, um chopp ou algo assim.
    o que devia existir era PMs (ou melhor civis, resquício idiota esse da ditadura, de sermos vigiados por milistares) enfim, policiais de caráter que examinasse o estado dos motoristas. dá pra ver quem tem e quem não tem condição de dirigir. essa história de bafômetro, tolerância zero e tal tá bem definida pelo Francisco Luz: “a genialidade BROTA destas terras”

  • 90. dante  |  27/06/2008 às 17:16

    o engraçado é que o ANÔNIMO VIGILANTE ainda não apontou onde está o coloradismo do texto.

    vai ver arrumou um emprego. asdlçksalkçsa

  • 91. douglasceconello  |  27/06/2008 às 17:16

    Bah.

    B
    A
    H

    Tive a MELHOR IDÉIA. Vou sair e ENCHER A GUAIACA. Depois arranco a BATERIA do meu carro, jogo no GUAÍBA e chamo o GUINCHO pra me rebocar.

  • 92. Rômulo Arbo Menna  |  27/06/2008 às 17:19

    alguém poderia fazer uma gravação in natura de algum momento do grenal lá no olímpico e passar pro pessoal postar aqui na segunda… no beira rio faz-se o mesmo
    eu não tenho câmera, senão fazia

  • 93. Serramalte Extra  |  27/06/2008 às 17:21

    Eu, que já tomei 18 garrafas de 600 de ceva e voltei dirigindo pra casa, parei* de beber com essa porra de lei. Não posso pagar a multa, nem perder a carteira, muito menos ser preso.

    Para compensar, vou fumar maconha já que pode…

    *faz 5 dias que parei, recorde do ano… não sei quanto mais vou aguentar, mas…

  • 94. Lila  |  27/06/2008 às 17:21

    Junior, o que importa é que ela gosta do tango, do dengo, do Mengo, domingo e de cósca, sabe?

    ahaahhahahhahahaaha

    Tão vendo por que eu não dirijo? Estou tranquilaça com essa lei ahhahahahhahhaah

  • 95. Serramalte Extra  |  27/06/2008 às 17:23

    Ah, e segundo o gráfico da zero hora, com o nível de álcool do meu sangue aquele dia eu teria morrido 2,25 vezes.

  • 96. dante  |  27/06/2008 às 17:26

    boa idéia, essa da maconha.

    o problema é que a maconha aqui anda uma MERDA.

    já sei, vou fumar crack.

    [ok, me passei. vou embora. abraço a todos e que vença o meINTERlhor]

    çlfskasf

  • 97. douglasceconello  |  27/06/2008 às 17:39

    “Ah, e segundo o gráfico da zero hora, com o nível de álcool do meu sangue aquele dia eu teria morrido 2,25 vezes.”

    Sim, cara. Se eles me pegam num dia em que bebi SOCIALMENTE (para os meus níveis) em uma janta na casa de amigos, me mandam para GUANTÁNAMO com o BUSH guardando a cela. rhshs

  • 98. Andreas  |  27/06/2008 às 17:41

    É sério que a maconha anda uma merda?

  • 99. alemao  |  27/06/2008 às 17:43

    bah pior, mas quem planta sempre tem…

  • 100. alemao  |  27/06/2008 às 17:44

    e não, não tenho, essas malditas se recusam a crescer na minha propriedade

  • 101. izabel  |  27/06/2008 às 17:49

    e não é só aí, dante (e alemão).

    vem não, Lila, que o chico é tricolor.

  • 102. alemao  |  27/06/2008 às 17:49

    Douglas, o cara com o comentário nro 100 não ganha nada? uma camiseta? copa livre na proxima impedfest?

  • 103. alemao  |  27/06/2008 às 17:52

    maldita semente transgênica…vou ter q comprar licença para 1 pé de cannabis com a monsanto…caceta

  • 104. fino  |  27/06/2008 às 17:53

    Parem de falar no capim do diabo.

    Ainda falta 1h pra poder chaburar.

  • 105. alemao  |  27/06/2008 às 17:54

    chaburar??? hahahahahahahha

  • 106. Francisco Luz  |  27/06/2008 às 17:56

    Vou chamar a TFP para monitorar os comentários.

  • 107. douglasceconello  |  27/06/2008 às 18:06

    Pelamãedoguarda, não vão começar a NEGOCIAR aqui. Depois me aparece um doido para dizer que facilitamos o TRÁFICO. gfiuhgisdfg

  • 108. J Petry  |  27/06/2008 às 18:07

    E eu vou chamar a polícia pra dar uma batida no Santa Tereza.

  • 109. Lila  |  27/06/2008 às 18:09

    Bel, o único defeito que ele, por um acaso… E nem vem você, que sabe do meu carma com essa racinha. =P

  • 110. izabel  |  27/06/2008 às 18:10

    isso mesmo, suellen.
    te cuida porque Geisel tá na espreita.

  • 111. alemao  |  27/06/2008 às 18:12

    chama o paulo schmidt! o último bastião da moral e bons costumes

  • 112. galvão  |  27/06/2008 às 18:18

    agora aguenta coração! faltam apenas 48h para o maior clássico do mundo! Na tv não falo isso, mas meu ** aperta qndo tem gre-nal.

    dale tricolor! bora lá!

  • 113. Milton Ribeiro  |  27/06/2008 às 18:18

    Inter fechou com Bolívar depois de perder André Dias e Fabiano Eller.

  • 114. Iuri  |  27/06/2008 às 18:20

    “Então saia pra rua e ataque um outdoor…”

    uhasdayewouhosdueawds

  • 115. Fernanda S.  |  27/06/2008 às 18:44

    Fui comprar meu ingresso lá no olímpico quinta e já tinham esgotado os ingressos…alguém tem sugestao ai de bar pra assistir o jogo? (De preferencia cidade baixa, bomfim….)

  • 116. fino  |  27/06/2008 às 18:53

    Parece que ainda tem ingresso sim fernanda…

  • 117. Fernanda S.  |  27/06/2008 às 18:59

    Tem, mas nao o que eu queria…(arquibancada)…

  • 118. douglasceconello  |  27/06/2008 às 19:00

    Poderia sugerir o Parangolé, mas não sei se o Seu Cláudio vai passar o jogo.

    Há também o Nicu’s (em frente ao Zaffari da Lima e Silva), que tem um ambiente bem FAMILIAR e não cobra 10%. E tem Bohemia escura. 🙂

  • 119. Roberto Bêbado  |  27/06/2008 às 19:16

    Tive a MELHOR IDÉIA. Vou sair e ENCHER A GUAIACA. Depois arranco a BATERIA do meu carro, jogo no GUAÍBA e chamo o GUINCHO pra me rebocar.

    Morri em chamas.

  • 120. Felipe catarina  |  27/06/2008 às 19:17

    brilhante o texto, principalmente a parte do volante com a bola lá no campo de defesa , da prima loira (eu também tinha…) e do gol comemorado na tua casa. e o pior que aqueles fiasdaputa sempre ganham na nossa casa.

  • 121. Feijó  |  27/06/2008 às 21:09

    To gravando tudo!

  • 122. Anônimo  |  27/06/2008 às 21:47

    “O imbecil recalcado do Vitório cortou os ingressos”

    só um mau caráter como o Serramalte para falar uma bobagem dessas. Deve ter sido ele quem emprestou o isqueiro para incendiar os banheiros. Ele é do pior e mais clássico tipo de gremista, para quem os fins justificam os meios. Queimaram os banheiros por inveja do Inter, queriam interditar o estádio para não sediar a semifinal e a final da Libertadores. A patrulha dos sem caráter não tem limites.

  • 123. Ernesto  |  27/06/2008 às 22:05

    O pífio pra mim é uma lástima, um péssimo dirigente, a continuação do Império Otomano no Internacional.

    Agora, vir me dizer que ele é o culpado daquilo ter acontecido, juntamente com o Carvalho, pq cortaram os ingressos. Aí é demais, heinhô Batista?

  • 124. Patrick  |  27/06/2008 às 22:25

    http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Sao_Paulo/0,,MUL616850-9875,00-FOTO+RICHARLYSON+BRINCA+NO+TREINO.html

    ACABOU O MUNDO

  • 125. Cassol  |  28/06/2008 às 01:47

    Jesus amado…

  • 126. Serramalte Extra  |  28/06/2008 às 03:02

    Não é culpado daquilo… é culpado de não ter mais torcida adversária nos clássicos.

  • 127. Serramalte Extra  |  28/06/2008 às 03:04

    …mas que se eu fosse o Odone eu deixaria uns banheiros cheios de gasolina pra torcida do inter, ah eu deixaria…

  • 128. Carlos  |  28/06/2008 às 03:28

    “”Foda é que não dá pra comer sagu””””
    UAUUAUUAUAUAUAUUUUAUA…melhor comentario!!!!

    aos interessados na qualidade da marofa, sugiro:

    http://www.a-b-seeds.com/

    só sei q o dono é canadense, a entrega é tranquila e a fertilização é de 97%.

  • 129. Titi  |  28/06/2008 às 04:54

    Fino-85

    Depois do jogo contra o Defensor, meu amigo me contou (eu não lembro disso) que na esquina da Princesa Isabel com a João Pessoa, paramos na sinaleira e instantes antes do sinal abrir eu meti a cabeça pra fora e falei prum brigadiano: “E AÍ PORCÃO?”

    Ja vi o Serramalte passar da Joao Pessoa ate a Bento (trecho de uns 50m) com muito movimento, NA CONTRAMAO.

    Eu tava no mesmo estado, so que fui indo pela pista certa. Se nao me engano, foi no mesmo dia!

  • 130. Prestes  |  28/06/2008 às 12:43

    O pior de tudo é a combinação Lei Seca + Coronel Mendes

  • 131. Prestes  |  28/06/2008 às 12:53

    E lamento horrores que há onze anos atrás caminhava lado a lado com os gremistas no Beira-Rio indo pra final do Gauchão 97, me arriava em uns caras que nem conhecia e vice-versa e ninguém sentia a necessidade de ESPANCAR o outro. Nem percebi como aconteceu essa mudança aconteceu, mas foi rápida e veio pra ficar, estragou o clássico.

  • 132. Flávio  |  28/06/2008 às 13:23

    Já tá 2×0 para o Grêmio…

    http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2008/06/28/ult59u162367.jhtm

  • 133. Serramalte Extra  |  28/06/2008 às 13:56

    Prestes: acho que a mudança aconteceu quando resolveram “separar” as torcidas fora do estádio.

  • 134. Serramalte Extra  |  28/06/2008 às 13:57

    Pô Flávio, não mostra isso pro Paulo “Patético” Schmitt que ele interdita o Olímpico por 5 anos.

  • 135. Bobby Drunk  |  28/06/2008 às 14:07

    eu não sei…
    vai dar empate

  • 136. Prestes  |  28/06/2008 às 14:48

    Concordo que é bem possível, Serramalte. Embora isso possa já ter sido motivado por fatos anteriores, principalmente no trensurb, e ameaças idiotas pela internet.

  • 137. Prestes  |  28/06/2008 às 14:51

    Acho que tinha que ser tudo junto, à Bangu mesmo. Cada um entra pela rua que quiser, a hora que quiser, e tinha que ter uns 15 mil lugares para a torcida adversária. Mas é preciso ressaltar que a meia dúzia de torcedores do Grêmio que queimou banheiros no Beira-Rio contribuiu, e muito, para que nunca mais tenhamos essa situação.

  • 138. Prestes  |  28/06/2008 às 14:54

    Claro que a torcida do Inter também destrói o que pode no Olímpico, mas aquela cena marcou muito, é uma imagem muito forte, e a invasão da social do Inter naquele jogo por gremistas podia ter terminado em tragédia se a polícia não contivesse.

  • 139. Luís Felipe  |  28/06/2008 às 15:15

    eu não tenho dúvida que o fato da Geral ter incendiado os banheiros no Olímpico e quebrado as grades para espancar o pessoal da social foi um fator determinante para o acirramento dos ânimos.

    o acirramento vem de antes, mas a baderna proporcionada, incentivada e orquestrada pela Geral do Grêmio foi o marco zero. a partir dali, qualquer gremista ou colorado virou baderneiro em potencial.

  • 140. izabel  |  28/06/2008 às 15:53

    rezem pra não ficar igual a são paulo. cada dia mais triste.
    agora, além da divisão de ruas, metros, e grades no estádio, para separar torcidas adversárias, eles isolam as organizadas do resto da torcida. fica ridículo, perde totalmente a força. fora que eu não posso ir no estádio com os amigos que sempre ía (a não ser que me associe a alguma organizada).
    sem contar que bandeiras não entram desde o espancamento daquele palmeirense na copa FPF de juniores.

  • 141. Flávio  |  28/06/2008 às 19:36

    Bah… Num Gre-Nal pelo Ruralito-03, eu me dirigia às bilheterias, quando na frente do Gigantinho, um gremista demente me jogou uma pilha. Pegou no ombro. O hematoma levou uma semana para sair. Menos mal que os brigadianos levaram o jacu.
    Em SP, RJ, Curitiba, na Argentina e na Itália, a situação não é muito diferente. O único lugar onde acabaram de vez com a violência das torcidas foi a Inglaterra. Só não sei se as medidas aplicadas lá pode ser repetidas com sucesso aqui no Brasil.

  • 142. Rudi  |  28/06/2008 às 21:11

    já coloquei esse texto aqui na época do insanus… repito parte dele pra contar histórias de violência entre torcidas…

    “Longuinquo ano de 1999, primeiro grenal das finais do ruralito, no Gigante. Já estava de ingresso na mão quando soube que um grande amigo – gremista – iria também.
    Rivalidades a parte combinamos de irmos juntos em direção ao estádio e na saída do jogo nos encontrarmos, para tomarmos um trago e o vencedor zoar do perdedor.
    Para não sermos importunados nem provocarmos a ira de torcida alguma, ambos fomos ao jogo vestindo o manto sagrado do Pedregulho F.C. (quem já jogou bola no Lami sabe de quem eu falo)
    Entrada do estádio, cada um para sua torcida
    fim do jogo, inter 1×0, já estava preparando as tirações de onda… haviamos combinado de nos encontrar numa parada de ônibus no Praia de Belas, por questões de segurança
    Quando estou chegando, vejo 3 caras, uniformizados do colorado, falarem algo como “eu conheço aquele fdp, ele é gremista” “vamo quebrar a cara dele” “vamo arrebentar esse desgraçado” “coloque seu xingamento preferido aqui”, e vejo eles cercarem e começarem a agredir meu amigo
    apesar de elevados indices de coloradismo inflamados pelo resultado do jogo, a amizade falou mais alto, e cheguei dando uma voadora a lá Liu Kang no bolo que se formou, e antes de ser massacrado, juntei meu amigo pelo ombro (já meio ensanguentado e todo torto) e saí correndo… baixando o recorde mundial dos 400- metros rasos em cerca de 12 segundos, e melhorando a minha marca pessoal em pelo menos 3 minutos (pena que a IAAF não reconheceu), o suficiente pra sair vivo (nõa sem tomar uns sopapos também) no ponto de táxi mais próximo (esperar o t1 era suicídio), entrar correndo e falar pro motora “toca pro IAPI”

    o que quero contar com isso? futebol é apenas um jogo… tá certo que é o que mais mexe com nossas emoções, mas porra, tudo tem limite

    tirar sarro, corneta, flauta e etc são do jogo, mas baixo nível, ofensas pessoais, “dr. nozices” e agressões não…

    já disseram que futebol é a mais importante das coisas menos importantes…

    e eu quero pedir a todos, mesmo que estejam me odiando agora… façamos com que todos possam torcer numa boa, vibrar com seu time, pular com as vitórias, chorar com as derrotas, mas que tudo seja feito em paz.

    Obrigado”

    Não é de hoje, mas vai piorar a cada dia

  • 143. Luís Felipe  |  28/06/2008 às 21:37

    em 2003, salvamos um gremista que fugia de um bolo de colorados, um amigo e eu, lá na Ipiranga. Botamos ele para dentro do Ernesto Dornelles e obrigamos ele a tirar a camiseta, inclusive eu dei uma branca que tinha por baixo para ele colocar.

    o mais engraçado é que minutos antes, tínhamos sido expulsos do T1 por xingar gremistas que nos provocavam!

  • 144. Pires  |  28/06/2008 às 22:50

    Bah velho, muito bom! Sou gremista e estava no Olímpico no grenal em que o Grêmio perdeu com aquele gol do Iarley. Putz! A sensação naquela hora foi algo muito próximo do que descreveste. Como tu disse, amanhã teremos duas horas praticamente sem vida onde tudo o que importa é o nosso grande clássico.

  • 145. Sancho  |  29/06/2008 às 18:22

    Minha esperie^ncia e’ exatamente a mesma…

  • 146. Sancho  |  29/06/2008 às 18:23

    E eu fora do pai’s…

  • 147. Anônimo  |  29/06/2008 às 18:23

    Infelizmente!

  • 148. VAMO GRÊMIO!!!!  |  29/06/2008 às 19:13

    Intervalo de jogo. Inter 1×0 Grêmio. O gol foi irregular, pois Índio estava em impedimento. Tecnicamente. Observem antes de me tripudiar. Mas o resultado acaba premiando o time que teve mais qualidade e que, sobretudo, procurou mais soluções neste 1° tempo. Do lado do Grêmio, que é o meu clube do coração, temos um jogador que vem se destacando negativamente, o P.S., e um outro que simplesmente não existe, que é o Marcel.

    Se o Marcel sair, e entrar o Rafael Carioca, ganharemos controle no meio-campo, e o Perea poderá ter a sua chance.

    Escrevam aí. Vai terminar Grêmio 2×1 Inter.

  • 149. TRICOLOR  |  29/06/2008 às 19:44

    O Inter carimbou a nossa trave. Nunca mais quero ser favorito na vida. Pelo jeito que está indo o jogo, o Grêmio não tem chances de virar. A sorte é que é o Grêmio. Justamente quando não tem chances, aí é que algum milagre acontece. Quer dizer… nem sempre, mas muitas vezes, mais do que a média. Daí o apelido de Imortal, que não garante tudo sempre, mas não deve ser eliminado quando a imortalidade não funciona.

    Enfim, o Inter joga com o cérebro, mas a imortalidade há de nos prover dois gols para a vitória final.

  • 150. FAÇA JUSTIÇA, MEU DEUS!!!!!!!!  |  29/06/2008 às 19:45

    O INTER FEZ UM GOL EM IMPEDIMENTO.
    VALEU.
    O GRÊMIO FEZ UM GOL EM IMPEDIMENTO.
    NÃO VALEU.

    ESTE É O PLACAR DO GRE-NAL, ÀS 19:45: INTER 1 X 0 GRÊMIO.

  • 151. TRICOLOR  |  29/06/2008 às 19:47

    O Grêmio está crescendo no jogo…

  • 152. TRICOLOR  |  29/06/2008 às 19:51

    Renan expulso.
    Meu amigo, se irias agredir o jogador do Grêmio, por que não fizeste isso no primeiro minuto de jogo?

    Pênalti pro Grêmio… o que será?

  • 153. Flávio  |  29/06/2008 às 19:51

    O choradeira infundada deu resultado…

  • 154. TRICOLOR  |  29/06/2008 às 19:55

    GRÊMIO!!!!

  • 155. TRICOLOR  |  29/06/2008 às 19:55

    Agora eu quero mais 5 min. de acréscimos… ou o Tite é o Lula 2, e “não sabia”?

  • 156. 1x1  |  29/06/2008 às 20:07

    Quanto à “choradeira”, só digo uma coisa: Ruy Carlos Ostermann é soberano nessas questões…

    Uma observação: o Magrão é um cara socialmente desagradável.

  • 157. Anônimo  |  29/06/2008 às 20:12

    Essa história de imortalidade isso, imortalidade aqulo é umas das coisas mais gays do futebol!

  • 158. Flávio  |  29/06/2008 às 20:19

    Algumas conclusões:
    – Sorondo e Mike Taison são titulares
    – Que Ângelo estréie o quanto antes
    – Salvo uma reação à la Flamengo-07 no 2º turno, dificilmente ainda faremos alguma coisa neste Brasileirão. A vitória no clássico poderia representar um recomeço no campeonato. O que nos resta é não cair e ganhar a Sul-Americana.

  • 159. TRICOLOR  |  29/06/2008 às 20:32

    Flávio, fica tranqüilo. O Inter nunca vai cair. Mas também não vai chegar a lugar nenhum neste campeonato. Meu palpite, para vocês: 9°.

    Anônimo… estou rindo de você. Hahahahahhaahha. Não tem razão em ficar brabo: na real, vocês ganharam um ponto, nós perdemos 2.

  • 160. Lila  |  29/06/2008 às 20:34

    Gente, parem de citar o Flamengo do ano passado como exemplo de reação. Erma uns 6 jogos atrasados. Isso faz uma puta diferença.

    No mais, foi um ótimo resultado. Pra mim, claro.

  • 161. Lila  |  29/06/2008 às 20:36

    *Eram

  • 162. Anônimo  |  29/06/2008 às 20:38

    Na real, se o Renan não faz aquela CAGADA, o gremio ficaria até amanhã pra conseguir empatar o jogo.

  • 163. Flávio  |  29/06/2008 às 20:45

    “Na real, se o Renan não faz aquela CAGADA, o gremio ficaria até amanhã pra conseguir empatar o jogo.”

    Não vi o Gre-Nal, só ouvi. Mas, pelos comentários pós-jogo, foi isso mesmo.

  • 164. André  |  29/06/2008 às 20:51

    O Inter foi digno hoje, me deu orgulho, merecia a vitória com certeza.

    Bandeirinha safado pra cacete, e quero ver denovo o lance do Nilmar, na minha opinião foi pênalti.

    Roth tá chorando da marcação do Inter, que bicha burra, gremistas façam bom proveito dele, me alegro com isso.

  • 165. Prestes  |  29/06/2008 às 21:09

    Que cagada do Renan. Perdemos dois pontos.

  • 166. TRICOLOR  |  30/06/2008 às 13:39

    Jogar melhor e merecer a vitória são duas coisas diferentes.
    O gol do Inter foi irregular.

  • 167. dante  |  30/06/2008 às 16:01

    chora mais, tricolor!

  • 168. Sanchotene  |  30/06/2008 às 23:03

    Eu avisei que esse Gre-Nal seria do Colorado. Quase fui crucificado…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: