Nacional tropeça e River volta à liderança

30/04/2008 at 00:01 7 comentários

Semana passada, o Nacional fez uma epopéia para conseguir uma virada sobre o River Plate e garantir uma vantagem de dois pontos na tabela. Neste fim de semana, a vantagem evaporou: o Nacional foi ao Belvedere e empatou com o Liverpool, a pedra no sapato dos gigantes. No domingo, a liderança se jogou nos braços do River Plate como uma donzela descalça – era só vencer o malogrado Bella Vista. Não deu outra.

Poderia ser pior para os tricolores. Aos 21 minutos, levaram um gol de Héctor ‘ROMARIO’ Acuña e começaram a cirandar. Tuna Fornaroli estava irreconhecível, perdendo todos os lances que disputava, graças à ótima marcação dos negriazules. Quando conseguiam passar pelos três zagueiros e quatro volantes, havia o goleiro De Agustini, que também foi genial contra o Peñarol. Aos 20 do segundo tempo, Diego Vera conseguiu um gol de cabeça e empatou a partida. O resultado foi inclusive celebrado pelas hostes tricolores, ainda que tenha significado uma iminente perda da liderança.

Na verdade, o Nacional empata com o River Plate em 28 pontos, o que daria um jogo desempate se tudo der errado. Além do mais, o próximo jogo do River é contra o Defensor Sporting, adversário bem mais difícil do que o Tacuarembó em casa – próximo confronto do Nacional. Desta feita, talvez o empate fosse sim um bom resultado. Até por que há uma decisão amanhã, contra o São Paulo, no Parque Central.

O River refreou um pouco o seu ímpeto suicida e resolveu jogar com mais autoridade em busca da liderança. Os dois gols contra o Bella Vista foram de cabeça após bolas paradas. O El País conta que Carlos Manta, treinador da equipe papal, conseguiu lidar bem com o time de Carrasco, jogando sempre com um zagueiro na sobra e quebrando o jogo com faltas. Uma delas, porém, beneficiou a equipe com mais futebol. 1 a 0, Sergio Souza de cabeça. A despeito da melhor estruturação tática do Bella Vista – Carrasco errou ao recuar Robert Flores, um dos melhores no primeiro tempo do Centenário semana passada – o River tinha mais qualidade técnica, bola no corpo, e por isso foi mais eficiente nas finalizações.

Quem está faceiro com o tropeço do Nacional é o Peñarol. No domingo, enfiou 3 a 0 no Cerro, no primeiro jogo entre os dois clubes no Centenário após a morte de Héctor da Cunha, em 2005, espancado por carboneros numa parada de ônibus. Como previsto, houve confusão: dotados de um extremo bom gosto, os hinchas do Peñarol se vangloriavam do assassinato e provocavam os cerristas. Os torcedores albicelestes se revoltaram e ameaçaram invadir a tribuna Olímpica. Foram duramente reprimidos pela tropa de choque. Em dado momento, os cerristas encurralaram os policiais e começaram a espancá-los, o que provocou uma ordem de retirada por parte do chefe do batalhão. Vinte foram detidos, cinco ficaram enjaulados – dois deles do Peñarol.

Dentro do campo, o Peñarol jogou nervoso e quase levou um revés devido aos inúmeros erros de passe na primeira etapa. No segundo tempo, o Cerro cansou e abriu a porteira: levou três gols nos trinta minutos finais, o terceiro de um Carlos Bueno que perdeu 400 gols mas foi infernal para a defesa adversária. Na semana que vem, o Peñarol enfrenta o Progreso no Abraham Paladino. Bueno provavelmente será poupado para jogar o clássico, na rodada seguinte, que pode decidir quem segue lutando pela taça.

No mais, destaque para o Defensor, que consolida a liderança na tabela anual com a vitória sobre o Juventud. O Wanderers, treinado pelo pai de Beto Acosta, perdia por 2-0 para o Miramar Misiones até o momento que Meloño, atacante do Miramar, foi expulso por comemorar um gol no alambrado. Final do jogo, 4-2 para o Wanderers, e o Miramar segue sua maldição rumo ao rebaixamento.

Mais uma nota negativa sobre a torcida do Peñarol: na semana passada, líderes da barra entraram na sede do clube e exigiram 20 mil pesos, em espécie, para os ingressos do jogo de domingo. Quem estava lá pagou e ficou quieto. O aspecto terrível nesse caso é que o Peñarol atrasa o salário dos seus funcionários, alguns inclusive passam fome e se escondem dos credores em casa. Como pode o clube ter dinheiro para extorsão de torcedores e não pagar aqueles que trabalham no clube?

Gols da rodada.

Resultados

Danubio 2 Rampla Juniors 2
Miramar Misiones 2 Wanderers 4
Liverpool 1 Nacional 1
River Plate 2 Bella Vista 0
Central Español 2 Fénix 1
Juventud 0 Defensor Sporting 2
Tacuarembó 1 Progreso 3
Peñarol 3 Cerro 0

Clausura

River Plate 28
Nacional 28
Peñarol 25
Liverpool 24
Defensor Sporting 21
Wanderers 16
Progreso 15
Central Español 13
Juventud 12
Danubio 11
Miramar M. 11
Bella Vista 11
Cerro 11
Tacuarembó 11
Rampla Jrs. 7
Fénix 6


Deixando de acreditar na humanidade,
Luís Felipe dos Santos.

Entry filed under: Nacionais.

Humilhados e ofendidos ¿Adiós, Copa mia?

7 Comentários Add your own

  • 1. Rudi  |  30/04/2008 às 07:41

    Amaral jogando no campeonato uruguaio?

  • 2. Rômulo Arbo  |  30/04/2008 às 07:57

    o importante é ganhar amanhã, darei um jeito de ver esse jogo – vamo, nacional!

    agora, repito: eu não falei do Atlas? e q bucha o cara fez..

  • 3. Rômulo Arbo  |  30/04/2008 às 07:59

    aqui o gol… será q eu sei postar um link?

  • 4. FERN  |  30/04/2008 às 21:04

    Tuna se vai do Nacional por 2.5 milhões de doletas

  • 5. Luís Felipe  |  01/05/2008 às 11:12

    confirmado?

    segunda feira falavam em oito.

    (aliás, jogou nada contra o SPFC. Acho que o sucesso subiu à cabeça)

  • 6. FERN  |  02/05/2008 às 10:41

    depois de La Copa

  • 7. FERN  |  02/05/2008 às 10:49

    se vai depois de La Copa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: