Como te penduraste, Martin?

28/01/2008 at 17:40 25 comentários

palermo.jpg

No sábado, River Plate e Boca Juniors fizeram o primeiro superclássico do ano, pelo torneio de verão. A partida terminou em 2 a 0 para os xeinezes, que tiveram a ventura de comemorar um genial gol de Martin Palermo.

Foi o segundo tento da partida. Antes, aos 19 da primeira etapa, houve o gol de Battaglia, após uma quase bicicleta de Ledesma, aparando cruzamento de Morel Rodríguez.

No segundo tempo, o Boca foi “amo e senhor” da partida, de acordo com o suspeito site do clube. Após uma cobrança de falta em que Riquelme viu Carrizo adiantado, o goleiro do River deu alguns passos para trás e espalmou a bola, que subiu em linha reta, sem sair do campo de jogo. Palermo então se pendurou no travessão e cabeceou para dentro do arco, misturado a um entrevero de camisetas brancas e azuis.

O árbitro Héctor Baldassi, que apitava a partida, alega que não viu a manobra de Palermo. “Ao ver o lance pela televisão, percebo que houve irregularidade”, disse ao jornal Olé.

No domingo, um guri torcedor do Boca chegou para Palermo, cercado de torcedores, e perguntou: “Como te colgaste, Martin?”. Ele apenas sorriu.

O gol está aqui, pra quem quiser ver.

Um abraço,
Daniel Cassol

Foto: Olé

Entry filed under: Pela América.

O crime, os cúmplices, as provas O que México, Peru e Colômbia querem com a Copa

25 Comentários Add your own

  • 1. augusto  |  28/01/2008 às 17:54

    pai de todos os centro-avantes de sua época.

  • 2. Milton Ribeiro  |  28/01/2008 às 19:37

    Não vale? Não sabia.

  • 3. Diogo Beagá  |  28/01/2008 às 20:17

    Também não sabia.
    E o River de calção branco, parecendo a seleção peruana. Galinha e Peru são da mesma família né?

  • 4. FERN  |  28/01/2008 às 20:21

    esse é o 9

  • 5. Cassol  |  28/01/2008 às 20:23

    Pelo que tão dizendo, não vale.

  • 6. izabel  |  28/01/2008 às 21:44

    mas por que não vale?

  • 7. Roger  |  28/01/2008 às 21:56

    mas por que não vale? 2

  • 8. Larápio do Sanchotene  |  28/01/2008 às 22:13

    A regra 12, que trata das faltas, é aberta. Não há, expressamente, um “é proibido apoiar-se no travessão”, mas ela permite que o árbitro pare o jogo sempre que entender que um jogador agiu de maneira passível de receber algum cartão.

    A interpretação do Baldassi é que se trata de “conduta anti-desportiva” já que o Palermo tira vantagem ao conseguir apoio em algo neutro ao campo de jogo. É como apoiar-se no árbitro para conseguir cabecear uma bola. É como driblar alguém utilizando a bandeira de escanteio.

    Ele está certo.

  • 9. Tiago Medina  |  28/01/2008 às 23:21

    é que nem trombar em um adversário pra tirar vantagem? Nah, gol é gol!!! Isso que vale.

  • 10. Egon  |  29/01/2008 às 01:22

    bom, isso tira minhas dúvidas de pq nunca pensaram em sentar sobre o travessão esperando aquela cobrança de falta MAROTA…

    abrasss

  • 11. Alexsander  |  29/01/2008 às 02:28

    A regra não proíbe. Usar a “conduta anti-desportiva” para punir uma obra de arte é no mínimo uma mesquinharia. O mesmo vale para a bandeira do escanteio: se um jogador CONSEGUIR driblar alguém usando-a, o que é quase impossível, porque punir a criatividade? Quanto ao juiz, se ele estiver na pequena área na hora da cobrança de um falta, tem mais é que ser escalado, mesmo… pra aprender a se posicionar direito. 🙂

  • 12. Gustavo  |  29/01/2008 às 08:38

    Também acho que deve valer.
    E parece que o Gaciba tem a mesma opinião.

    Pensando bem… provavelmente não deve. hgshghshg

  • 13. Luís Felipe  |  29/01/2008 às 09:16

    bom, isso tira minhas dúvidas de pq nunca pensaram em sentar sobre o travessão esperando aquela cobrança de falta MAROTA…

    a regra do Impedimento ainda vale!

  • 14. Larápio do Sanchotene  |  29/01/2008 às 09:34

    Luís, acho que o Egon se refere ao defensor…

  • 15. izabel  |  29/01/2008 às 10:05

    valeu pela explicação, Larápio.

    mas como a regra tá aberta a interpretações, também acho que tá valendo.
    o link que o douglas colocou não abre aqui.

  • 16. augusto  |  29/01/2008 às 10:33

    não vale?

    licença poética.

  • 17. dante  |  29/01/2008 às 11:59

    às vezes o goleiro também se apóia na trave pra fazer alguma SAPECAGEM.

    logo, pode.

  • 18. Gabriel Marcondes  |  29/01/2008 às 12:31

    ah, nem chegou a pendurar, só deu uma puxadinha pra não passar da bola….

    de todo jeito, genial

  • 19. Beto Borracho  |  29/01/2008 às 15:48

    Não vale!
    Seria como o goleiro colocar a bola dentro da camisa e correr até o outro gol ou um jogador subir na cacunda do outro para cabecear a bola…essas coisas de várzea.

  • 20. dante  |  29/01/2008 às 17:00

    várzea = único futebol relevante

    obrigado por dar o melhor argumento de que a coisa VALE, beto.

  • 21. Lila  |  29/01/2008 às 17:07

    Seria como o goleiro colocar a bola dentro da camisa e correr até o outro gol

    SHAOLIN SOCCER!

  • 22. Gabriel Marcondes  |  29/01/2008 às 17:28

    Comercial do Dreher!

  • 23. Egon  |  30/01/2008 às 00:59

    sim Larápio, me referia ao defensor…
    e essa do Beto, de um subir nas costas do outro pra cabecear tbm é ótima…
    tá, deixa quieto 😛

    abrasss

  • 24. FERN  |  30/01/2008 às 17:59

    tavendo, foram demitir “el kaiser” ele não ganhva títulos porém não perdia clássico, mas nada tenho conta “el cholo”

  • 25. Juliano  |  31/01/2008 às 13:06

    Peladeiro!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: