Por isto acordamos todo santo dia

27/12/2007 at 10:09 74 comentários

Nem tudo é tristeza. Não temos tanto a bebemorar quanto Adriano, Imperador Sodomita contratado pelo São Paulo, mas ainda assim devemos lembrar de 11 coisas dignas que ocorreram em 2007.  Para os que não entendem de numerologia, 11 é um número especial, que abarca personalidades como JESUS, além de  simbolizar outra  espécie ainda mais sagrada e rara que a dos profetas: os ponteiros esquerdos.

– Galvão Bueno anunciou sua aposentadoria. Tudo bem que é para 2014, mas ao menos ele afirmou que pretende parar um dia.

– O São Caetano não subiu. Não foi para a Terceira, onde merecia estar, mas ganhamos um ano de folga. E o Coritiba deu as caras na Série A novamente.

– San Lorenzo e Lanús venceram os títulos nacionais na Argentina. Adoro alternância de campeões. Tomara que Boca e River demorem doze anos para voltarem ao topo.

– O Paladino da Justiça buscou a reparação divina e foi campeão no Uruguai.

– O Juventude caiu (desculpem, impossível não dizer).

– O futebol carioca teve uma recuperação significativa, com o Fluminense vencendo a Copa do Brasil e o Flamengo garantindo vaga na Libertadores.

– Também por méritos do Impedimento, o MUNDO voltou seus olhos ao Brasil de Pelotas, a equipe sem títulos que mais merece títulos no país.

– Kaká transou.

– O Independiente decepcionou, mas as diablitas continuam lindas e cheias de conteúdo.

– Com apoio do Impedimento, a Bolívia se mobilizou a favor da altitude e agora é mascar folha de coca e sangrar pelo nariz, sem choro.

– E o primeiro lugar, a glória suprema, a última cerveja da madrugada, aquela bem guardada no fundo da geladeira, fica com o mártir COELHO, do Atlético-MG, o Atlético que nunca deveria precisar de um complemento no nome, já que é o maior deles. Coelho simplesmente escreveu um post do Impedimento sem precisar de outro teclado que não o dos gramados imortais.

Obviamente é uma relação íntima e pessoal, mas peço que me ajudem a lembrar de coisas doces e dignas que ocorreram neste ano.  A memória já não é a mesma.

Saudações,

Douglas Ceconello.

Anúncios

Entry filed under: Colunas.

As nossas vergonhas Notícias do front

74 Comentários Add your own

  • 1. Alisson Coelho  |  27/12/2007 às 10:17

    O parente fazendo jus ao sobrenome!!!!

    É a familia DeLaPáscoa mostrando que nem só de vermes como Arnaldo e Paulo vivemos!!!!!!!

  • 2. J Petry  |  27/12/2007 às 10:19

    Pra mim, nº 1 é termos mantido a Recopa sob domínio sul-americano e as outras dez completa com o rebaixamento do time do mal: o Juventude.

  • 3. Alisson Coelho  |  27/12/2007 às 10:20

    Fato marcante para esse humilde cyber vadio…

    DESCOBRI O IMPEDIMENTO

    Kaká além de transar fez um filho e provou que sexo e bom futebol andam juntos, ele é uma especie de garrincha com outros metodos!

  • 4. Robson  |  27/12/2007 às 10:32

    O Curinthias foi rebaixado. Isso foi legal.

  • 5. Beto Borracho  |  27/12/2007 às 10:47

    A equipe sem títulos que mais merece títulos no país é sem duvida a Ponte Preta, mais de 100 anos e nunca gritou “é campeão”. Chega ao ridículo de colocar no site oficial/títulos:

    2000 – 1º lugar da 1ª Fase do Campeonato Paulista Série A-1 – Troféu “Brasil 500 Anos da F.P.F.- Troféu LANCE! Rei do Interior

    2001- Terceiro lugar na Copa do Brasil

  • 6. Renato K.  |  27/12/2007 às 10:55

    O SPFC sagrou-se o 1.o pentacampeão brasileiro. 🙂

  • 7. Anônimo  |  27/12/2007 às 11:06

    Pato de férias em POA:

    Renan se provando a fantasia para o carnaval:

  • 8. Robson  |  27/12/2007 às 11:08

    Sapucaiense campeão do Gauchão Série B e pela primeira vez na elite do futebol gaúcho.

  • 9. m  |  27/12/2007 às 11:42

    “Kaká transou.”

    quando eu me recuperar, penso em alguma coisa.

  • 10. Francisco Luz  |  27/12/2007 às 12:38

    Alê Menezes mais uma vez conseguindo o acesso na segundona gaúcha.

  • 11. Alisson Coelho  |  27/12/2007 às 13:43

    É bom esse Alê Menezes

    huhaushuahsuahsuhaushuahsuahsu

  • 12. Caue  |  27/12/2007 às 14:28

    “termos mantido a Recopa sob domínio sul-americano”

    claro, vai entrar pros anais da história…

    Salvou o ano o Ronaldinho Gaúcho ter acabado 2007 na reserva, desmoralizado e jogando de vermelho ao lado do Clayton

  • 13. Luís Felipe  |  27/12/2007 às 14:29

    grandes coisas em 2007:

    – Alexandre Pato;

    – o gol de Beto Acosta contra o Náutico;

    – a mobilização da torcida gremista para ganhar a Libertadores;

    – os 3×0 do Defensor Sporting sobre o Flamengo (perdoem, flamenguistas, mas eu prefiro o futebol charrua);

    – Blas Pérez;

    – Juan Román Riquelme;

    – Andrés Sanchez afundando com Mercedes e tudo (a pessoa que mais merecia o rebaixamento do Corinthians era ele);

    – blogs de futebol;

    – a volta do Bahia para a segunda divisão, apesar de tudo;

    – a queda de Dualib;

    – a volta do Huracán Buceo ao futebol profissional;

    – o Racing Club de Montevideo ganhando a segundona invicto;

  • 14. Luís Felipe  |  27/12/2007 às 14:30

    corrigindo: o gol de Beto Acosta contra o CRUZEIRO.

    aliás, o próprio Beto Acosta foi uma figura sensacional no ano.

  • 15. Tribuna  |  27/12/2007 às 15:38

    Grandes coloradas 2007:

    – pedalar as férias dos jogadores em 10 x de 3 dias
    – jogadores se apresentarem para a temporada 2008 em 2007
    – sem o treinador
    – sem contratar ninguém
    – e assim mesmo (mais uma vez) achar que tem o grupo mais forte do brasil
    – mandar um jogador fazer teste no Eintracht Frankfurt (essa da peneira na Alemanha foi demais)
    – sentir vergonha do MAIOR jogador da historia colorada e justificar: “não queríamos estragar a surpresa”.
    – novela Renan titular (Renan, próximo Chiquinho do beira-rio)
    – Luigi dispensar o Abel para ter o “controle” do vestiário e depois de 6 meses trazer ele de volta.

  • 16. Tribuna  |  27/12/2007 às 15:38

    Grandes gremistas 2007:

    – deixar no grupo Ramon, Nunes, Everton e Edmilson
    – perder todos os jogos fora de casa no ano
    – operar 10 jogadores com lesões nos ligamentos
    – perder o melhor preparador físico depois do Paixão
    – Britto Presidente
    – Assunto arena (set-2007 / jan-2014)
    – briga entre Odone e Josias com acusação de racismo.

  • 17. Tribuna  |  27/12/2007 às 15:49

    Grandes da imprensa 2007:

    – blog do David Coimbra
    – toda a violência do mundo começa ou é “agendada” pelo iorqute
    – flamengo inventou a torcida “cantar o jogo todo”
    – treino do corinthians ao vivo
    – apoio à palhaçada 2014 (com exceção da ESPN)
    – Milan x Boca = brasil x argentina (na cabeça do GB, claro)
    – drible do robinho = placa no maracanã “vai pra lá que eu vou pra cá”
    – matéria coma filha do Dunga e suas camisas.

  • 18. Beto Borracho  |  27/12/2007 às 15:50

    Onde está escrito Tribuna leia-se Beto, obrigado.

  • 19. Gralha  |  27/12/2007 às 16:00

    Abrir o Terra e ler como manchete: “Corinthians estréia na Série B contra o CRB”

    não tem nada melhor

  • 20. Alisson Coelho  |  27/12/2007 às 16:26

    Já querendo começar as melhores de 2008

    Ronaldo fofomeno e Adriano Imperatriz jogando no mesmo país:

    As baladas continuam, e não tem P*** pobre nem garçom sem ter o que fazer!!!!

    huhasuhaushaushashaushuahsuas

  • 21. Vinicius  |  27/12/2007 às 16:32

    Não estou acreditando na imparcialidade dos comentários. As discussões quinta série eram mais engraçadas. Essas últimas do Beto chegaram a me deprimir 😀

  • 22. Beto Borracho  |  27/12/2007 às 17:16

    Grêmio desiste do Diego Souza e acerta com Diego de Souza (meia do Defensor).
    Agora é agüentar as piadinhas-trocadilhos e os corneteiros “em chamas” como vocês gostam tanto.

  • 23. Luís Felipe  |  27/12/2007 às 17:33

    nenhum anônimo vai falar do egocentrismo do Beto Borracho, acredito eu. Os anônimos são todos parciais.

  • 24. Anônimo  |  27/12/2007 às 17:39

    Porra Beto, quanto egocentrismo!

    Bah felipe tu foi mais rápido que eu!

  • 25. Beto Borracho  |  27/12/2007 às 17:41

    Desculpa cara, mas não agüentei!

    O melhor anônimo foi o que publicou as fotos da Marreca e do Renan.

  • 26. Luís Felipe  |  27/12/2007 às 17:48

    sim, é muito engraçado ver esses anônimos ciumentos. Depois que um casou e o outro está comendo uma atriz global, ele ficou sentido…

  • 27. Gustavo  |  27/12/2007 às 17:51

    Afinal, o Pelaipe prometeu que teríamos o Diego Souza. Só que ele resolveu colocar o “de” no meio, só pra avacalhar.
    [to em chamas]
    morri.

  • 28. Luís Felipe  |  27/12/2007 às 17:55

    esse meia do Defensor é bom jogador. Só que o bom mesmo era o Maxi Pereira, que se não me engano foi jogar na Europa.

    de qualquer forma, o Grêmio tem um jogador que vai se destacar se tiver tempo e espaço para isto, ele se chama Danilo Rios. Quando começar a jogar o que sabe, o time inteiro vai girar em torno dele.

  • 29. Beto Borracho  |  27/12/2007 às 17:57

    Luis,
    Como tu tens certeza que ele ta comendo essa atriz? Tu serviu de colchão? O Ricky estava namorando uma gostosa e fez beicinho porque a aleijada foi parar na playboy! Vai dizer que ele também tava comendo aquele avião?

  • 30. Lila  |  27/12/2007 às 18:01

    A partida entre os Amigos do Zico e o Flamengo de 87 tem início às 20h30m, com transmissão ao vivo do SporTV.

    Podem me procurar. Hahahahhahahahahhaha

  • 31. Luís Felipe  |  27/12/2007 às 18:05

    Beto, qual é exatamente a tua preocupação com a vida sexual do Pato?

  • 32. Beto Borracho  |  27/12/2007 às 18:06

    A melhor do Wikipedia:

    http://www.wikipedia.org.br/wiki/Sandro_Goiano

  • 33. douglasceconello  |  27/12/2007 às 18:12

    Bah, Beto, quanta mágoa do Alexandre Pato. E o guri nem teve tempo de incomodar o Grêmio.

    Um dia queria te ver falando uma linha contra qualquer jogador do Grêmio. Daí teria um pouquinho mais de credibilidade para falar mal de qualquer outro jogador ou time.

    Mas não.

    Passou pelo Grêmio = sensacional, peleador, mártir.
    Passou pelo Inter = queridinho da mídia, farsa, amarelão.

    Ser colorado não me impede de dizer que Anderson e Carlos Eduardo são bons jogadores, por exemplo. Nem de dizer que Magal e Christian são uns fiadasputa.

    E se o Pato dá ou come rabo, o problema é dele. Fato é que joga muito.

  • 34. douglasceconello  |  27/12/2007 às 18:16

    Cara, o mais impressionante é que escrevi o comentário antes de ver que o Beto tinha colocado este link.

    Deus do céu.

  • 35. douglasceconello  |  27/12/2007 às 18:17

    Momento corneta: agora coloca aí a página do Bilica.

    ddfhuhfdaushudfahudfahudaf

  • 36. Beto Borracho  |  27/12/2007 às 18:29

    Já escrevi aqui e repito: Tuta, Amoroso, Kelly, Nunes, Edmilson, Ramon, Lipatin….jogadores medíocres, pior que eles:
    Danlaba Mendez
    Bizu
    Tavarelli
    Zé Carlos
    Capitão
    Marcos Severo
    Yan
    Roberto Santos
    Vilson
    Valdson
    Élton
    Capone e Bilica (dupla gay)
    Felipe Melo
    Bruno Soneca
    Eduardo Martini
    Flávio
    Marquinhos
    Íon
    Jamir
    Leanderson
    Alex Xavier
    Tiago Prado
    Luciano Santos

    Ta bom agora?

  • 37. douglasceconello  |  27/12/2007 às 18:35

    Sim, Beto. Agora só falta falar bem de um colorado.

    Mas por enquanto está bom. Pode continuar falando mal do Pato.

    hdshudsh

  • 38. Gabriel  |  27/12/2007 às 19:44

    eu não gosto dos comentários desse Beto, mas ele da de laço em vocês, isso é verdade!

  • 39. FERN  |  27/12/2007 às 19:55

    concordo Gabriel

  • 40. Luís Felipe  |  27/12/2007 às 20:19

    vocês quem?

  • 41. Flávio  |  27/12/2007 às 21:05

    Segundo ZH, o guri tá pegando uma gatinha da Malhação… Bah, vão dizer que é armação…

    P.S.: Na lista dos pernetas históricos do Grêmio, faltou incluir Mauro Portaluppi (o Zoca do Renato) e o paraguaio (legítimo) Carlos Kiese.

  • 42. Carlos  |  27/12/2007 às 21:41

    ih…tem tanta naba de parte a parte, q ia faltar espaço…

    Sinceramente, sem galinhagem, acho q o Pato tem potencial pra jogar muito, mas não teve chance de mostrar ainda…Mas vai deslanchar, se não se perder em putarias por ae…

    Qto a quem ele tá comendo…isso é problema dele, só q ele podia pegar uma mina melhor q essa..alksjdaslkhdasjdhakjdhsdj

  • 43. Carlos  |  27/12/2007 às 21:44

    26. Luís Felipe | 27/12/2007 at 17:48
    sim, é muito engraçado ver esses anônimos ciumentos. Depois que um casou e o outro está comendo uma atriz global, ele ficou sentido…

    Quem se preocupa com a vida sexual do carinha…

  • 44. FERN  |  27/12/2007 às 21:59

    deixem o sexo do rapáz

  • 45. Lila  |  27/12/2007 às 23:49

    *rasgação de seda mode on*
    Eu sempre gostei deveras do Renato Gaúcho (aaaah, eu sou carioca e foi assim que ele ficou conhecido aqui, mas chamem de Portaluppi os que quiserem). O cidadão sabe o que é raça e sempre vestiu a camisa, jamais importou qual fosse. Não à toa, ele meteu gols fenomenais em times nos quais ele tinha sido ídolo. E isso não tem a ver com estado de nascimento, é uma coisa de hombridade, de caráter, de profissionalismo. Sinceramente, se o mundo tivesse mais gente feito o Renato, a galera não estaria atolada nessa areia movediça. De verdade.
    *rasgação de seda mode off*

  • 46. Luiz Filipe  |  28/12/2007 às 00:09

    Momento Eterno do Futebol Campeão Intercontinental
    “Não vendemos craques. Não insista.”

    Viado ou não, ao menos deixou uma boa grana pro Colorado.

    Mas fazer o que…

  • 47. joão carlos  |  28/12/2007 às 08:49

    qual aleijada?

  • 48. Gustavo  |  28/12/2007 às 10:27

    Grandes jogadores colorados:
    – Falcão
    – Figueroa
    – Mauro Galvão (também destruiu no tricolor)
    – Gamarra
    – Pato
    – Dunga
    – Branco
    – Taffarel

    Complementando a tua lista, Beto, não dá pra deixar de mencionar AILTON, o Gabiru tricolor. O cara SEMPRE furava a bola, e fez um dos gols mais importantes da nossa história.

  • 49. douglasceconello  |  28/12/2007 às 11:31

    Cara, eu não colocaria Dunga e Branco nesta lista.

    Dunga é semelhante a Gabiru: é um jogador de extrema importância, mas no Inter esteve bem longe de ser grande jogador.

  • 50. Luís Felipe  |  28/12/2007 às 11:34

    peraí, Dunga fez o gol que safou o Inter em 1999. Merece sim, ser citado na história. Se não fosse ele e Mahicon Librelato, três anos mais tarde, 2006 não teria acontecido.

    Branco não merece mesmo, ele chegou no Inter em final de carreira e afundou no time de 1995.

  • 51. Gralha  |  28/12/2007 às 11:38

    Melhor jogador do Grêmio foi aquele negão Maurício, que veio da Espanha (eu acho) em 98. Na primeira jogada dele, no Defensores del Chaco contra o Guaraní do Paraguai, meteu de cobertura desde quase o meio do campo, no travessão!!!

    E DEPOIS NÃO FEZ MAIS ABSOLUTAMENTE NADA

  • 52. douglasceconello  |  28/12/2007 às 11:40

    Luís Felipe, foi exatamente isto que eu disse. Um jogador de extrema importância, mas não jogou nada no Inter.

    Há os importantes e há os grandes. Quem une este dois aspectos se torna mito.

    Digo um aqui, dos mais SUBESTIMADOS da história recente: Gato Fernández. Muito maior que Taffarel.

  • 53. douglasceconello  |  28/12/2007 às 12:03

    E agora percebo a chegada inescapável da velhice.

    Sempre pensei “como diabos muitas pessoas desprezam Fernández” e agora me veio à cabeça que um dos motivos é que muitos JOVENS de hoje não devem se lembrar do GATO.

    Para ter noção do que ele foi é preciso ter nascido, no máximo, no início dos anos 80 e percebo nasceram em 83, 85, 87. Pra mim isto é PRATICAMENTE ONTEM.

  • 54. Gabriel  |  28/12/2007 às 12:54

    O Fernandes, na sua passagem pelo inter, morou no hotel que minha tia trabalha, na época ela me deu a camiseta do colorado autografada por todos os jogadores, presente do ilustre goleiro.
    Tenho a camiseta até hoje, com assinaturas de pérolas como Célio Lino, Jairo Lenzi entre outros.
    Foi minha primeira camiseta oficial do colorado, antes dela soh as clássicas da PERUSSO.

  • 55. Francisco Luz  |  28/12/2007 às 13:04

    Pô, eu nasci em 85 e me lembro muito bem do bigodudo Fernandez. Foi meu primeiro ídolo no Colorado, e até me motivou a ser goleiro no time que meu primo tinha, no Liberdade.

    Cheguei até a ganhar uma camisa de goleiro do Inter, mas ela não era parecida com aquelas espalhafatosas que ele usava, verde e amarelas. Era preta e vermelha, igual à do Maizena, o que certamente contribuiu para o meu fracasso na meta.

  • 56. Anônimo  |  28/12/2007 às 13:05

    A raivinha que esses gauchos infelizes tem do São Paulo é hilária… Só porque somos os melhores? Acostumem-se com isso, infelizes…

  • 57. Gustavo  |  28/12/2007 às 13:27

    É verdade. Por mais que a gente não goste da idéia do homossexualismo, ele existe e temos que nos acostumar com isso.

  • 58. Luís Felipe  |  28/12/2007 às 13:43

    eu também lembro do Gato Fernandez.

    ele ficou muito marcado pelo gol ridículo que levou do Paulinho McLaren, em Santos 4×0 Inter em São Paulo (não lembro se foi na Vila).

    Ele picou a bola duas vezes na frente do Paulinho, para provocá-lo, e na segunda vez o atacante tirou-lhe a bola.

  • 59. douglasceconello  |  28/12/2007 às 14:02

    Foi na Vila Belmiro. Lembro que na época NUNCA passava jogo do Inter na televisão, o que me fez aguardar ansiosamente pela partida. O time vinha numa ascensão absurda, tendo vencido vários jogos contra times fortes, dentre os quais São Paulo, Cruzeiro e Atlético-MG. Então Gato Fernández fez aquela bobagem, o Inter teve dois expulsos e forjou lesões para largar o jogo. Depois daquilo, o time degringolou no Brasileiro, mas foi a base do que venceria a Copa do Brasil e o Gauchão no segundo semestre.

    Sei que vocês devem lembrar do Fernández, mas não é a maioria que tem ele VIVO NA MEMÓRIA. E também pode ser que o fato de terem pouca idade não tenha permitido a vocês compreenderem a TOTALIDADE do que ele fez no Inter. Teve um Gre-Nal em que ele simplesmente fechou o gol. No outro dia, o Correio do Povo estampava: “EL GATO AO ENTARDECER”, certamente a maior manchete esportiva já lida por mim.

  • 60. Flávio  |  28/12/2007 às 14:16

    O grande momento de Fernandez no Inter foi o Gre-Nal da Copa do Brasil de 92. Na decisão por pênaltis, os gremistas se apavoraram com o paraguaio e erraram todas as cobranças. Talvez os cobradores (Alcindo, Wilson e Jandir) não fossem grande coisa, mas a atuação de El Gato ficou para a história. O que não o torna maior que o Taffarel (e nem que o seu conterrâneo Benitez). Se hoje o Grêmio não tem 90% da torcida gaúcha, devemos isso a Taffarel, maior ídolo colorado depois dos anos 70, e que fez uma geração de guris quererem jogar no gol (“Taffarel, é na direita!”). É verdade que não conquistou nenhum título, mas Rivellino também não ganhou nada no Corinthians e mesmo assim é considerado o maior craque da história do clube. Além disso, Taffarel foi protagonista da segunda melhor fase do Inter (1987-1989) nos últimos 20 anos.

  • 61. Gralha  |  28/12/2007 às 14:42

    [provocation mode on]

    craques mesmos eram DIEGO e DIOGO

    [provocation mode off]

  • 62. Caue  |  28/12/2007 às 14:46

    Gato nada. Bom mesmo era o GIGANTE HIRAN…

    Bah, achei que só eu lembrava daquele Maurício, aquela da bola no travessão… Contemporâneo do time pelo qual eu ainda vou dar um tiro no menisco do Cacalo: Sérgio Manuel, Guilherme, Beto, Fabinho e outros que ainda recebem sua graninha mensal do Grêmio.

  • 63. Gralha  |  28/12/2007 às 15:18

    Guilherme fujão

  • 64. PILANTRA do Léo  |  28/12/2007 às 15:22

    Porra, ninguém vai lembrar do ilustre Jacaré???

    E lembrar do Marcinho Caganeira é covardia.

  • 65. FERN  |  28/12/2007 às 18:59

    GRANDE LILLA, GRANDE LILLA, GRANDE LILLA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    GRANDE PORTALUPPI
    “dale Renato la, meu Portaluppi, meu coração não para de cantar, foi com golaços de Portalupi, GRÊMO PRA SEMPRE CAMPEÃO MUNDIAL”

    MAS EU SOU DOS QUE ACHAM QUE DANLEI FOI AINDA MAIOR.

  • 66. Felipe catarina  |  28/12/2007 às 22:04

    Jacaré, o amigo do Guga?

  • 67. mardruck  |  29/12/2007 às 00:01

    Jacaré amigo do Cumpadi Washinton?

  • 68. Ernesto  |  29/12/2007 às 02:18

    Luis Felipe gosta de um ilusinonismo.

    Deve ser fãzoca do Issao aquele. Pq vir dizer que se não fosse o Dunga 2006 não teria acontecido. Ah pára che.

    Vem cá, ele ganhava 200 mil, pra tomar janelinha e balaozinho o tempo todo.

    Ademais, o Leao só chegou na parte final do campeonato, logo, Dunga jogou muitas partidas naquele Brasileiro de 99. E não tava jogando nada.

    Se tivesse caído, boa parte da culpa ia ser dele e do Amoretty, que até honrarias recebeu. Enquanto um ícone do Rolo compressor morre na miséria. Baita diretoria.

    Bah loco, tu veio me dizer que 2000 e 2001 foram os piores anos da história do Inter, na época Jarbas Lima/Miranda.

    Achava que tu era bom de estatisticas, mas vejo que não é assim.

    Primeiro: Nesses dois anos, problemas de rebaixamento inexistiram. É verdade que em 2000 ninguém caía, mas se houvesse rebaixamento, o Inter não teria caído, pq ficou em 9 lugar. Em 2001, com rebaixamento valendo, não houve probelmas tb.

    E no que tange a Gauchão, embora as participações nestes dois anos tenham sido pífias, não chegaram aos pés do Sétimo lugar desse ano.

    A única diferença de 2007 para 2000/2001 é essa Recopa, só jogada pq fruto de 2006. Conquistada em cima de um time mexicano, ruim pra cacete, que parou no Circo du Solei no Mundial de Clubes.

  • 69. vitorvec  |  29/12/2007 às 15:53

    Pois é, total necessidade de concórdia com Ernesto; Miranda injustiçado na história pelo simples fato de não ganhar Gre-nal.
    Afora isso, saiu daquele tipo de administração o ‘Campeão do mundo’.
    Pensem nisso os corneteiros antes de jogarem pedras na cruz.

    Talvez eu seja o único aqui a lamentar a caída do JU. Não só pela grana empregada naquele time, mas pela própria história de esforço completo de manter o clube na categoria máxima nacional.
    Este ódio ao Ju é típico dos colorados e específico, depois do 0-4 que entrou pra história, veio a Copa de 99. Aquele era um time ajeitado e Walmir Louruz é um técnico a ser considerado para sempre. O Inter tinha Gonçalves como ‘patrão’ na zaga e quem no banco??? Pensem nisso.

    O pessoal sao-paulino ainda não aprendeu como se faz. Olha gurizada, agora que eu moro em Curitiba, fica mais fácil ensinar a vocês o que precisam entender. Na capital do Paraná já tem gente que me entende e só falta montar um bar típico uruguayo, que é o que falta na cidade.
    Qualquer coisa mandem mail.

    Lila resgata o Renato, mas não creio que ele tenha sido mais profissional pelo fato de marcar gols contra ex-clubes.
    É quase um amadorismo, mas diferente do tradicional.
    “Jogo na Flu e é com o pessoal do Flu que vou comemorar este gol”, deve ter pensado Renato antes da barrigada’ de 95 no Fla-flu.

  • 70. Luís Felipe  |  29/12/2007 às 17:16

    Ernesto,

    Uma coisa é o teu time não chegar à final do Gauchão tendo apenas esse campeonato para disputar. Outra coisa, bem diferente, é dar de ombros para este campeonato colocando o time Y em campo nas primeiras rodadas, e posteriormente ser eliminado.

    A gestaão Jarbas Lima/Miranda teve seus frutos, eu mesmo afirmei que o choque precisava ser dado naquele momento, graças aos anos e anos de gestão amadora na década de 90. Só que nos resultados dentro de campo, foram anos terríveis. Os problemas de rebaixamento não existiram? É verdade. Mas o Inter não chegou nem perto de disputar título algum. Por isso que eu digo que no que diz respeito ao futebol, foi a gestão mais fracassada dos últimos 17 anos. Se tu acha que não, tudo bem, as opiniões divergem.

    Agora, sobre o Dunga, acho que estás sendo injusto. O Dunga e o Lúcio eram os melhores do time em 1999. O grande problema é que o time era ruim demais. O nosso ataque era tão pobre que Almir virou solução…além do mais, convenhamos, ele tinha muita estrela. Mesmo numa fase horrível, fez um dos gols mais importantes da história recente do Inter.

  • 71. Luís Felipe  |  29/12/2007 às 17:20

    O Inter tinha Gonçalves como ‘patrão’ na zaga e quem no banco??? Pensem nisso.

    aquele time do Inter tinha como quatro zagueiros principais Gonçalves, Régis (que começava uma má fase, mas era bom zagueiro), Lúcio e Márcio Tigrão. Afora o péssimo Márcio Tigrão, eram três zagueiros de bom nível.

    E afirmo novamente: Miranda não foi injustiçado coisa alguma. Ele até hoje paga pela própria intolerância. Tanto que não inauguraram a foto dele na galeria de ex-presidentes pq ele não quis. Se era necessária a intolerância naquele momento? Talvez era. Porém, considero a guinada administrativa ocorrida entre 02-03, com a transição entre o amadorismo e o profissionalismo no departamento de futebol, tão ou mais significativa do que a gestão de Miranda.

  • 72. vitorvec  |  29/12/2007 às 22:53

    Falava do técnico e não de algum suposto ‘baita zagueiro’ que esquentava o banco enquanto Gonçalves exibia sua classe nos gramados do país.
    Mas tudo bem, hoje é meu aniversário e seguirei bebendo meu licorzinho.

  • 73. Luís Felipe  |  30/12/2007 às 11:19

    parabéns, atrasado.

  • 74. FERN  |  30/12/2007 às 18:45

    ao VEC eu subscrevo o L F, mas fica uma indagação, não me lembro de considerações suas sobre a Liga Pampa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Subscribe to the comments via RSS Feed


Especial – Libertadores 2011

A bola da ImpedCopa

Toco e me voy

Feeds

web tracker

%d blogueiros gostam disto: